A justiça pela fé

                 Romanos 3, 21-26

world-cross-shadow21 Agora, porém, independentemente da Lei, manifestou-se a justiça de Deus, testemunhada pela Lei e pelos profetas. 22 É a justiça de Deus que se realiza através da fé em Jesus Cristo, para todos aqueles que acreditam. E não há distinção: 23 todos pecaram e estão privados da glória de Deus, 24 mas se tornaram justos gratuitamente pela sua graça, mediante a libertação realizada por meio de Jesus Cristo. 25 Deus o destinou a ser vítima que, mediante seu próprio sangue, nos consegue o perdão, contanto que nós acreditemos. Assim Deus manifestou sua justiça, pois antes deixava pecar sem intervir: 26 eram os tempos da paciência de Deus. Mas, no tempo presente, ele manifesta a sua justiça para ser justo e para tornar justo quem tem fé em Jesus.

“A força nova para superar a origem dos exageros e desvios é o projeto de Deus, testemunhado pelo Antigo Testamento. Pela sua misericórdia e fidelidade, Deus liberta do pecado a todos os homens. E isso é dom gratuito, é anistia geral, que para se concretizar na vida dos homens espera apenas a resposta de fé”.

REFLEXÃO:

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo! Amados irmãos e irmãs, é a justiça divina de Deus que se realiza através da fé em Jesus Cristo para todos aqueles que acreditam. Para quem tem fé o impossível se torna possível, pois para o nosso Soberano Deus tudo se faz realizar em prodígios, portentos e milagres, porém só para os que crêem. Foi por meio de Jesus Cristo que Deus destinou a ser vitima mediante seu próprio sangue, conseguindo o perdão dos pecados para todos os que crêem. O grande projeto de Deus se torna a força nova e vigorosa para superar a origem de todos os exageros e desvios, encontrado no Antigo Testamento. Foi pela Misericórdia e fidelidade, que Deus liberta do pecado todos os homens. Para Ele não há distinção de pessoas, pois o Seu amor misericordioso é para todos os que nele crêem. Sejamos todos os escolhidos e preferidos da misericórdia divina, e todos sejam abençoados neste amor do Pai Eterno hoje e sempre! Amém! Paz e Misericórdia!                

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Privilégio e responsabilidade dos judeus

101

1 Então, qual é a superioridade do judeu? Qual é a utilidade da circuncisão?  2 Muita, sob todos os aspectos. Em primeiro lugar, porque as revelações de Deus foram confiadas aos judeus. 3 E daí?  Alguns deles negaram a fé. A incredulidade deles não anula a fidelidade de Deus? 4 De jeito nenhum! Antes, fica confirmado que Deus é verdadeiro, enquanto todo homem é mentiroso, conforme diz a Escritura: “Para que sejas reconhecido como o justo nas tuas palavras e triunfes quando fores julgado”. 5 Se a nossa injustiça realça a justiça de Deus, o que podemos dizer? Que Deus é injusto, quando descarrega sobre nós a sua ira? Estou falando como os homens costumam falar. 6 De jeito nenhum! Se fosse assim como poderia Deus julgar o mundo? 7 Mas se através da minha mentira resplandece mais a verdade de Deus para a sua glória, então por que sou julgado como pecador? 8 Por que não haveríamos de fazer o mal, para que venha o bem? Alias, alguns caluniadores afirmam que nós ensinamos isso. Essas pessoas merecem condenação.

“Judeus e pagãos estão sob o domínio do pecado. Apesar disso, os judeus são privilegiados e guardiães da revelação do Deus verdadeiro e participam da aliança com ele. A infidelidade deles revela mais ainda a fidelidade de Deus. Contudo, os judeus são responsáveis pelos próprios pecados, e Deus tem direito de julgá-los.”

REFLEXÃO:

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo. Amados irmãos e irmãs, as revelações de Deus foram confiadas aos judeus; embora alguns deles  negaram a fé. Paulo, fala que através das mentiras dos homens, resplandecerá a verdade de Deus para a sua glória, o homem será por Ele julgado, das mentiras e do mal que praticarem, afinal Deus é Fiel, mas também justo Juiz, e não nos pune pelo o que não fizemos ou pelo bem praticado mas sim pelos pecados e mal exemplo que tenha arrastado a outros a cometerem erros também. Seremos julgados por todo tipo de mal praticado mesmo pelos pensamentos mais ocultos, pois para Deus nada fica escondido, busquemos então irmãos sermos fiéis a esse Deus amoroso, que nada nos nega e que envia-nos sempre meios para vivermos em seu amor e sua misericórdia de modo que escapemos de um juízo mais rigoroso desde que permitamos que sua misericórdia seja derramada sobre nós para nos purificar de nossas faltas cometidas contra Ele. Deixemos que os raios da Divina Misericórdia sejam derramados sobre nós para nos lavar e nos dar a vida de verdadeiros filhos de Deus. Assim não teremos que temer o Juízo, pois a Misericórdia é ainda maior do que ele. Louvemos sempre este Deus Misericordioso irmãos, que não nos julga como merecemos; mas sempre apoiado em Sua Infinita Misericórdia. Sejam todos abençoados hoje e sempre. Amém. Paz e Misericórdia!

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Nem a circuncisão pode salvar

Romanos 2, 25-29

Resultado de imagem para Romanos 2 25-2925 A circuncisão é útil quando você pratica a Lei; mas, se você desobedece à Lei, é como se não estivesse circuncidado. 26 Se um pagão não circuncidado observa os preceitos da Lei, não será tido como circuncidado, ainda que não o seja? 27 E o pagão que cumpre a Lei, embora não circuncidado fisicamente, julgará você que desobedece à Lei, embora você tenha a Lei escrita e a circuncisão. 28 De fato, aquilo que faz o judeu não é o que se vê, nem é a marca visível na carne que faz a circuncisão é aquilo que está escondido, e circuncidado é a do coração; e isso vem do espírito e não da letra da Lei. Tal homem recebe aprovação, não dos homens, mas de Deus.

“Os judeus se orgulhavam dessa marca física e desprezavam os pagãos, chamando-os de “incircuncisos”. Paulo mostra que a circuncisão, por si mesma, nada vale; pois um pagão não circuncidado que faz o que a Lei manda é melhor do que o judeu, e até se torna juiz de um circuncidado que não observa a Lei. A circuncisão e a Lei só têm valor quando são de fato sinal de justiça e retidão. O que importa é o senso de justiça e de fidelidade a Deus, e isso se exprime numa prática de vida”.

REFLEXÃO:

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo! Amados irmãos e irmãs, todo sacrifício, todo louvor, toda a oração, e tudo o que nós elevamos a Deus nosso Pai, só terá sim grandiosidade de ação, quando a Santa Lei de Deus é colocada em prática. Só saber o ensinamento do Decálogo, até mesmo memorizado, mas se não obedecemos a Deus, se não somos honestos, se não vivemos com integridade a Santa Lei, seremos falsos e hipócritas. Muitas vezes tem pessoas que as conhecem, ensinam, falam muito bem sobre a Lei, porém, na prática há muito a desejar, este é o hipócrita, “que fala, mas não vive”. É sabido que tudo o que seremos e o que recebermos de aprovação, nunca devemos esperar da parte dos homens, e sim do próprio Deus, Ele que vê o nosso coração saberá julgar cada um conforme as ações. Um exemplo muito forte para nós é exatamente este dos judeus circuncidados, que se sentem melhores do que os pagãos por terem um sinal visível fisicamente, enquanto, o que é mais importante para quem conhecem os Mandamentos da Lei do Senhor Deus, é a prática, é a boa ação, é o amor e a caridade. Vamos todos pedir a Deus que nos dê a graça de podermos conhecer e por em prática a Santa Lei de Deus, principalmente em ajudar os mais necessitados, os sofredores, os abandonados sem teto e sem terra. Aquele que nos olha já com um semblante suplicante; onde o amor e a caridade, Deus aí está presente. “Glorificado, amado e adorado seja o nosso Deus e Pai de Nosso Senhor Jesus Cristo” Assim seja! Amém! Paz e Misericórdia!

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Festa de Pentecostes

Resultado de imagem para Espírito SAntoA saber, o Espírito Santo é a terceira Pessoa da Santíssima Trindade. Ele aparece pela primeira vez nas Escrituras em Gêneses 1.2, e daí em diante sua presença é proeminente em ambos os Testamentos. A atuação de este supremo Ser é marcante nas Escrituras como o Substituto legal do Filho de Deus, desde o Pentecostes até o arrebatamento da Igreja (Jo 16,7), e continuando depois com ela para sempre (Jo 14,16). Ele veio ao mundo como o “Agente da Comunicação Divina”. Sua origem não se encontra nas tábuas genealógica, pois sendo Ele um dos membros da Divindade, é a origem de si mesmo e a causa de sua própria substância.

A natureza e os atributos do Espírito Santo caracterizam-no como o “Espírito Eterno”, não conhecendo princípio de dias nem fim de existência (Hb 9,14). Ele aparece ao lado de DEUS, quando havia unicamente o Deus Trino e Uno. O tempo, que marca extensão, é percebido através da relação entre “antes” e “depois”. Uma vez que o Espírito Santo tem a mesma natureza de Deus, o tempo não se aplica a Ele já que existe pela própria necessidade de sua existência. Ele é um ser vivo dotado de personalidade, não sendo meramente uma influência ou emanação de Deus. Antes, é uma Pessoa claramente divina, que faz parte da Trindade. ‘Há um só…ESPÍRITO…um só Senhor JESUS… um só DEUS e PAI de todos…”(Ef 4,4-6) Evidentemente, a presença do Espírito Santo é vista por toda a extensão das Escrituras, sempre agindo de comum acordo com o Pai e o Filho.

“O Senhor Deus te guarde; o Senhor Jesus faça resplandecer o seu rosto sobre ti, e tenha misericórdia de ti. O Espírito Santo sobre ti levante o seu rosto, e te dê a paz” (NM 6. 24-26).

Foi pelo Espírito Santo que Deus se encarnou no seio de Maria Santíssima, trazendo Jesus ao mundo para nossa salvação. Nas Escrituras, o próprio Jesus é quem nos recomenda: “Pedi e se vos dará. Buscai e achareis. Batei e vos será aberto (MT 7,7). Os sete Dons do Espírito Santo é e será dado a todos principalmente pela Crisma. Eles são: Fortaleza, Sabedoria, Ciência, Conselho, Entendimento, Piedade e Temor de Deus; que o nosso Deus conceder a todos esta riqueza de DONS.

ATENÇÃO: POR FAVOR VAMOS ORAR PELOS 22 MISSIONÁRIOS QUE FORAM CONDENADOS À MORTE; UMA DELAS É A IRMÃ GISLAINE MISSIONÁRIA DA CIDADE DE JANUÁRIA – MG, QUE SERÃO MORTOS AMANHÃ POR AFEGÃOS ISLÂMICOS. TENTEM NÃO DEMORAR E PASSAR ESSA MENSAGEM BEM RÁPIDO PARA QUE MUITAS PESSOAS ESTEJAM ORANDO TAMBÉM. PADRE MARCIO DE MACEIÓ POSTOU PEDINDO ORAÇÃO.

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

A Lei não melhora a situação

Romanos 2,12-24

Resultado de imagem para Romanos 2 12-2412 Todos os que pecaram sem a Lei, sem a Lei também perecerão. Todos os que pecaram sob o regime da Lei, pela Lei serão julgados, 13 Pois não são aqueles que ouvem a Lei que são justos diante de Deus, e sim aqueles que praticam o que a Lei manda.  14 Os pagãos não tem a Lei. Mas, embora não a tenham, se eles fazem espontaneamente o que a Lei manda, eles próprios são Lei para si mesmos. 15 Eles assim mostram que os preceitos da Lei estão escritos em seus corações; a consciência deles também testemunha isso, assim com os julgamentos interiores, que ora os condenam, ora os aprovam. 16 É o que vai acontecer no dia em que Deus, segundo o meu Evangelho, o for julgar, por meio de Jesus Cristo, o comportamento secreto dos homens. 17 Você, que se diz judeu, que se apóia sobre a Lei e que coloca seu orgulho em Deus; 18 você que conhece a vontade de Deus e que, instruído pela Lei, sabe, distinguir o que é melhor; 19 você, que está convencido de ser o guia dos cegos, a luz daqueles que estão nas trevas, 20 o educador dos ignorantes, o mestre das pessoas simples, porque você possui na Lei a própria  expressão do conhecimento e da verdade… 21 Muito bem! Você ensina aos outros e não ensina a si próprio! Você prega que não se deve roubar e você mesmo rouba! 22 Você proíbe o adultério, e você mesmo o comete! Você odeia os ídolos, mas rouba os objetos dos templos! 23 Você se gloria da Lei, mas desonra a Deus, transgredindo a Lei! 24 Assim diz a Escritura: “Por causa de você, o nome de Deus e blasfemado entre os pagãos.”

“Os judeus orgulhosamente se consideram superiores aos pagãos, por terem a Lei de Moises, revelada pelo próprio Deus. No entanto Paulo mostra que a situação de judeus e pagãos é igual: os judeus serão julgados pela Lei, porque a conhecem; os pagãos serão julgados de acordo com a própria consciência. Não basta conhecer a Lei. O importante é fazer o que a Lei manda. Por isso, diz Paulo, muitos pagãos não conhecem a Lei, mas, na vida prática, fazem o que a Lei pede; por isso, são melhores que os judeus, que conhecem a Lei, mas não a praticam. Além do mais, com sua hipocrisia, os judeus acabam desmoralizando o próprio Deus”.

REFLEXÃO:

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo! Amados irmãos e irmãs, diante do Apostolo Paulo e mesmo para nós, o ser orgulhosos por conhecer a Lei, mas se esta Lei não é levada à prática, em vão será o conhecimento. De outro lado como os pagãos que não conhecem a Lei, porém as pratica. Os orgulhosos com a sua hipocrisia de nada servem; quando na prática fica muito a desejar. Para quem conhece a Santa Lei de Deus e a vive, este sim que vai colher as suas boas ações que aqui na terra fizeram o bem isto é obedecendo aos Mandamentos. Como fala no texto acima: “se a pessoa ensina aos irmãos, mas não vive aquilo que ensina este é um hipócrita; este fala, mas não faz nada”. E ainda no VS. 13 que nos orienta: “Não são aqueles que ouvem a Lei que são justos diante de Deus, e sim aqueles que praticam o que a Lei manda”. Que o Soberano e Altíssimo Deus nos dê a graça e a benção de sermos humildes e praticantes da Lei de nosso Deus. Assim seja. Amém. Paz e Misericórdia!

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

A condição do povo judeu não é melhor

Romanos 2,1-11

Imagem relacionada1 Homem, você julga os outros? Seja quem for, você não tem desculpa. Pois, se julga os outros e faz o mesmo que eles fazem, você está condenando a si próprio. 2 Sabemos, porém, que Deus é justo quando condena os que praticam tais coisas. 3 Mas você, que faz as mesmas coisas que condena nos outros, pensa que escapará do julgamento de Deus? 4  Ou será que você despreza a riqueza da bondade de Deus, da sua paciência e generosidade, desconhecendo que a bondade dele convida você à conversão?  5 Pela teimosia e dureza de coração, você está amontoando ira contra si mesmo para o dia da ira, quando o justo julgamento de Deus vai se revelar, 6 retribuindo a cada um conforme  as suas próprias ações:  7 a vida eterna para aqueles que perseveram na prática do bem, buscando a glória, a honra e a imortalidade; 8 pelo contrário, a ira e indignação  para aqueles que se revoltam e rejeitam a verdade, para obedecerem à injustiça. 9 Haverá tribulação e angustia para todo aquele que pratica o mal, primeiro para o judeu, depois para o grego. 10 Mas haverá glória, honra paz para todo aquele que prática o bem, primeiro para o judeu, depois para o grego. 11 Pois Deus não faz distinção de pessoas.

“Paulo analisa agora o sistema de vida dos judeus. Ele é mais severo ainda, e mostra que o judeu não tem força moral para julgar o pagão. De fato, os judeus receberam a revelação e conhecem a vontade de Deus. Apesar disso, vivem praticamente como os pagãos. Por isso o julgamento se torna para eles ainda mais rigoroso. Nada adianta professar a fé com palavras e idéias, porque Deus, ao julgar, leva em conta aquilo que o homem pratica, as suas ações concretas sem fazer diferença entre as pessoas.”

REFLEXÃO:

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo. Amados irmãos e irmãs, vemos aqui o quanto os homens costumam julgar as pessoas, é como se fosse normal; então o interessante é que quanto mais fazermos juízos temerários, estaremos condenando a si próprios, Paulo já nos disse que o justo julgamento de Deus vai se revelar; retribuindo conforme a ação de cada um. Sabemos também que para aqueles que fazem julgamentos falsos dos irmãos receberá uma boa media, pois a mesma virá do próprio Deus e não dos homens. O criador nosso Deus não faz distinção de pessoas, porém, olha as suas ações. Por isso hoje somos irmãos e irmãs convidados a sermos mais atentos com as nossas ações se são elas boas ou más; assim podemos nos emendar para o melhor em nossas vidas, que o Deus supremo Criador de tudo, possa ver o nosso coração cheio de amor, bondade e paz, assim a recompensa será das melhores. Assim seja. Amém. Paz e Misericórdia!

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

…O Seu poder eterno e eterna é a Sua divindade!

Romanos 1, 26-32

Resultado de imagem para Romanos 1 26-3226 Por isso, Deus entregou os homens a paixões vergonhosas: suas mulheres mudaram a relação natural em relação contra a natureza. 27 Os homens fizeram o mesmo: deixaram a relação natural com a mulher e arderam de paixão uns com os outros, cometendo atos torpes entre si, recebendo dessa maneira em si próprios a paga pela sua aberração. 28 Os homens desprezaram o conhecimento de Deus; por isso, Deus os abandonou ao sabor de uma mente incapaz de julgar. Desse modo, eles fazem o que não deveriam fazer: 29 estão cheios de todo tipo de injustiça, perversidade, avidez e malícia; cheios de inveja, homicídio, rixas, fraudes e malvadezas; são difamadores, 30 caluniadores, inimigos de Deus, insolentes, soberbos, fanfarrões, engenhosos no mal, rebeldes para com os pais, 31 insensatos, desleais, gente sem coração e sem misericórdia. 32 E apesar de conhecerem o julgamento de Deus, que considera digno de morte quem pratica tais coisas, eles não só as cometem, mas também aprovam quem se comporta assim.

“Paulo analisa o sistema de vida dos pagãos. Deus se manifesta a todos os homens; estes, porém, se tornam cegos e surdos, para viverem de acordo com seus próprios instintos e egoísmo: “sufocam a verdade com a injustiça”. O alicerce de uma sociedade pagã é a idolatria: a absolutização de coisas, pessoas e valores (dinheiro, poder, idéias), colocando-os no lugar do Deus Verdadeiro. A idolatria gera a perversão das relações pessoais e sociais. Numa sociedade idólatra, a injustiça se transforma em bem, a mentira ocupa o lugar da verdade, e o erro é louvado como virtude”.

REFLEXÃO:

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo! Amados irmãos e irmãs, o que Paulo vem relatando aqui são coisas que já havia naquela época, porém, ainda existe em nossos dias. Lá a verdade foi sufocada pela injustiça, em nossa época a mentira impera em todos os meios sociais. Refletimos também aqui que a injustiça se transformou em bem, a mentira ocupava o lugar da verdade; qual será a diferença em nossos dias. O erro é louvado como se fosse as virtudes. Então quando saberemos quais são aqueles que caminham com a veracidade? Quem são aqueles que vivem a honestidade? E onde então aqueles que vivem na integridade para com o Deus que é “Caminho, Verdade e Vida?” A opção será de cada pessoa, a escolha é individual. Bem sabemos que há dois caminhos o Largo e o Estreito, cada pessoa saberá muito bem o que escolherá. A decisão a ser tomada depende de cada pessoa. Escolher o Bem ou o Mal. Deus criou a sua criatura e respeita o livre arbítrio de cada uma. Sejam abençoados e caminhem com decisões verdadeiras rumo a sua Escolha. Assim seja! Paz e Misericórdia!

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

É a Força De Deus Que Salva

Romanos 1, 16 -26

Resultado de imagem para Romanos 1 16-2616 Não me envergonho do Evangelho, pois ele é  força de Deus para a salvação de todo aquele que acredita, do judeu em primeiro lugar, mas também do grego. De fato, no evangelho a justiça se revela única e exclusivamente através da fé, conforme diz a Escritura: “o justo vive pela fé”. A ira de Deus se manifesta do céu contra toda impiedade e injustiça dos homens, que com injustiça sufocam a verdade. Pois aquilo que é possível conhecer de Deus foi manifestado aos homens, e foi o próprio Deus quem o manifestou. De fato, desde a criação do mundo, as perfeições invisíveis de Deus, tais como o seu poder eterno e sua divindade, podem ser contempladas, através da inteligência, nas obras que ele realizou. Os homens, portanto, conhecendo a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças. Pelo contrário, perderam-se em raciocínios vazios, e sua mente ficou obscurecida. Pretendendo ser sábios, tornaram-se tolos, trocando a glória de Deus imortal por estátuas de homem mortal, de pássaro, animais e repteis. Foi por isso que Deus os entregou, conforme os desejos do coração deles, à impureza com que desonram seus próprios corpos. Eles trocaram a verdade de Deus pela mentira, e adoraram e serviram à criatura em lugar do Criador, que é bendito para sempre. Amem.

“Os Judeus orgulhosamente se consideram superiores aos pagãos, por terem a Lei de Moises, revelada pelo próprio Deus. No entanto, Paulo mostra que a situação de judeus e pagãos é igual; os judeus serão julgados pela Lei, porque a conhecem; os pagãos serão julgados de acordo com a própria consciência. Não basta conhecer a Lei. O importante é fazer o que a Lei manda. Por isso, diz Paulo, muitos pagãos não conhecem a Lei, mas, na vida prática, fazem o que a Lei pede; por isso, são melhores que os judeus, que conhecem Lei, mas não a praticam. Além do mais, com sua hipocrisia, os judeus acabam desmoralizando o próprio Deus”.

REFLEXÃO:

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo! Amados irmãos e irmãs, que a verdade de nosso Deus jamais seja revertida pela mentira, que jamais a adoração devida ao Supremo Criador seja trocada pela adoração de homens e animais. Ele, nosso Deus entrega cada um conforme as suas ações atitudes e desejos dos seus corações. Isto é quando os homens trocam a verdade de Deus pelas mentiras impurezas, que em nada podem substituir o Criador da Criatura, por mais que a ilusão leve as coisa banais; o Deus Supremo será sempre Ele todo merecedor da honra, gloria, exaltação e adoração. Que o Altíssimo e Soberano Deus e Pai de Nosso Senhor Jesus Cristo nos dê as graças necessárias para sermos fieis e íntegros somente a Ele o Deus de Amor e Misericórdia digno de todo Louvor, Honra e Adoração. Amém. Assim seja! Paz e Misericórdia!

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Jesus vai chegar

Apocalipse 22,6-15

Imagem relacionada6 Então o Anjo me disse: “Estas palavras são fiéis  e verdadeiras, pois o Senhor, o Deus que inspira os profetas, enviou o seu Anjo para mostrar aos seus servos o que deve acontecer muito em breve. 7 Eis que eu venho em breve. Feliz aquele que observa as palavras  da profecia deste livro”. 8 Eu, João, fui ouvinte e testemunha ocular dessas coisas. Tendo-as visto e ouvido, ajoelhei-me para adorar o Anjo, aquele que me havia mostrado essas coisas. 9 Mas ele não deixou: “Não! Não faça isso! Eu sou servo como você, como os seus  irmãos, os profetas, e como aqueles que praticam as palavras deste livro. É a Deus que você deve adorar.” 10 O Anjo falou ainda: “Não guarde em segredo as palavras da profecia deste livro, pois o tempo está próximo. 11 O injusto, que continue com sua injustiça,  o sujo, que continue com suas sujeiras, o justo, pratique ainda a justiça; o santo, continue a se santificar! 12 Eis que venho em breve, e comigo trago o salário para retribuir a cada um conforme o seu trabalho. 13 Eu sou o Alfa e o Ômega, o Primeiro e o Último, o Princípio e o Fim. 14 Felizes aqueles que lavam suas roupas para terem poder sobre a arvore da Vida, e para entrarem na Cidade pelas portas. 15 Vão ficar de fora os cães, os feiticeiros, os imorais, os assassinos, os idólatras e todos os que amam ou praticam a mentira.” 16 Eu, Jesus, enviei o meu Anjo. Ele atestou para vocês essas coisas a respeito das igrejas, Eu sou o Rebento da família Davi, a brilhante estrela da manhã. 17 O Espírito e a Esposa dizem: “Vem!” Aquele que escuta isso, também diga: “VEM!” Quem estiver com sede, Venha! E quem quiser, receba de graça a água da vida. 18 A quem estiver escutando a palavra da profecia deste livro, eu declaro: “Quem acrescentar qualquer coisa a este, Deus vai acrescentar a essa pessoa as pragas que aqui estão descritas. 19 E se alguém tirar alguma coisa das palavras do livro desta profecia, Deus vai retirar dessa pessoa a sua parte na árvore da Vida e na Cidade Santa, que estão descritas neste livro.” 21 Aquele que atesta essas coisas diz: “Sim! Venho muito em breve.” Amém! Vem, Senhor Jesus! 21 A graça do Senhor Jesus esteja com todos. Amém!

O final do Apocalipse é um diálogo entre João, o Anjo e Jesus com a assembléia Cristã, onde se faz a leitura do livro: uma reunião litúrgica, onde se explica, se  medita e se aplica a mensagem. A vinda de Jesus é progressiva e se manifesta através  do testemunho daqueles que continuam o que ele fez: manifestar a verdade, revelar o amor do Pai e provocar a conversão. É assim que a constante vinda de Jesus destrói o mundo injusto, para continuar o mundo novo. O conteúdo do livro é urgente, e os cristãos não devem permanecer passivos, pois o testemunho deles leva os homens a uma decisão. O projeto de Deus vai realizar-se, e já não é possível viver uma vida dupla”.

REFLEXÃO:

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo! Amados irmãos e irmãs, está concluindo aqui o magnífico livro do Apocalipse, com a formosura de que é apresentado por João, tudo aquilo que ele viu com seus próprios olhos. O maravilhoso diálogo do Anjo, com João e com Jesus, no termino deste livro nos dá certa confiança de que como vivermos aqui e agora será a nossa recompensa, ela será dada por Jesus Cristo. A fé cristã nos da uma certeza de que a MENTIRA é a coisa mais abominável a Deus, estes ficarão no lado de fora da Cidade Santa, por que o Filho de Deus, Jesus Cristo disse: “Eu sou a Verdade, o Caminho e a Vida”. Os que seguirem o testemunho de Jesus Cristo terão suas vestes lavadas no Sangue do Cordeiro. A graça do Senhor Jesus esteja com todos. MARANATHA! Vem Senhor Jesus! Assim Seja! Amem! Paz e Misericórdia!

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Jerusalém – Cidade

Apocalipse 21, 9- 21

amos 9red-horse-of-revelation_0123

9 Depois disso, um  dos sete Anjos das sete taças cheias com as últimas pragas, veio até mim e disse: “Venha! Vou lhe mostrar a esposa, a mulher do Cordeiro.” 10 E me levou em espírito até um grande e alto monte. E mostrou para mim a Cidade Santa, Jerusalém que descia do céu, de junto de Deus, 11 com a glória de Deus. Seu esplendor é como de uma pedra preciosíssima, pedra de jaspe cristalino. 12 Ela está cercada por alta e grossa muralha, com doze portas. Sobre as portas há doze Anjos. Cada porta tem um nome escrito: os nomes das doze tribos de Israel. 13 São três portas no lado do oriente, três portas ao norte, três portas ao sul e três portas no lado do poente. 14 A muralha da cidade tem doze pilares. E nos pilares está escrito o nome dos doze apóstolos do Cordeiro. 15 Aquele que estava falando comigo usava uma vara de ouro para medir a cidade, os portões e a muralha. 16 A cidade é quadrada: o comprimento é igual à largura. O Anjo mediu a cidade com a vara: doze mil estádios. O comprimento, largura e altura são iguais. 17 O Anjo mediu a muralha: cento e quarenta e quatro côvados. Ele media com medidas humanas. 18 A muralha é de jaspe. A cidade é de ouro puro, tão puro que parece vidro transparente. 19 Os pilares da muralha da cidade são recamados com todo tipo de pedras preciosas: o primeiro pilar é de jaspe, o segundo de safira, o terceiro de calcedônia, o quarto de esmeralda 20 o quinto de sardônica, o sexto de cornalina, o sétimo de crisólito, o oitavo de verilo, o nono de topázio, o décimo de crisópraso, o décimo primeiro de jacinto e o décimo segundo de ametista. 21 As doze portas são doze perolas. Cada uma das portas é feita de uma só pérola. A praça da cidade é de ouro puro, como vidro transparente.

“João apresenta agora a nova humanidade como cidade perfeita e deslumbrante. Esta imagem mostra a beleza e santidade da Aliança com Deus. A humanidade é a esposa, o reverso da prostituta. João a apresenta com traços da Antiga Babilônia histórica: quadrada, atravessada por uma avenida ao longo do rio, e com jardins. Sugere, assim que a Jerusalém celeste é a Babilônia, prostituta purificada e transformada pelo Evangelho. Agora ela reflete a glória de Deus, que nela está presente, Sua perfeição é inimaginável. Ela é uma cidade universal, aberta para toda a humanidade (portas voltadas para os quatro pontos cardiais). O brilho do ouro e das pedras preciosas mostra que a cidade é imagem do brilho de Deus. É a humanidade plenamente realizada, à imagem e semelhança do Criador”.

REFLEXÃO:

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo! Amados irmãos e irmãs, aqui a simbologia vai chegando aos grandes pilares da cristandade, isto é os doze Apostolos, tudo vem aqui sendo apresentado por uma medida exata, sem erros, com qualidade, João vem apresentando como uma nova humanidade como a cidade perfeita e deslumbrante. A Teologia vai com clareza, trazendo a imagem da grande beleza e santidade da Aliança com Deus. É magnífico como João apresenta a humanidade sendo agora a esposa, o reverso da prostituta. Como a Jerusalém celeste é a Babilônia, prostituta que purificada e transformada pelo Evangelho; a criatura aceitando a conversão passa exatamente por esta transformação de vida, uma vida nova, purificada e transformada em Jesus Cristo; podendo então refletir a glória de Deus presente, em sua perfeição inimaginável; em todos aqueles que Lhes são fiéis, íntegros, relembrando-nos sempre que somos a imagem e semelhança de nosso Deus. Assim seja! Amem! Paz e Misericórdia!

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário