Salmo 109 – Deus é advogado dos pobres

hqdefault

 

1 Deus do meu louvor, não te cales, 2 pois uma boca maldosa e traiçoeira abriu-se contra mim. Com língua mentirosa falam para mim; 3  e me rodeiam com palavras de ódio, e me combatem sem motivo. 4 Em troca de minha amizade, me acusam, e eu fico suplicando. 5 Eles me devolvem o mal pelo bem, o ódio em paga da minha amizade. 6 Nomeia contra ele um injusto, um acusador que esteja à direita dele. 7 Saia condenado do julgamento, e sua defesa não dê certo. 8 Que seus dias sejam  breves, e outro ocupe o seu emprego. 9 Que seus filhos fiquem órfãos, e sua mulher de torne viúva. 10 Que seus filhos fiquem vagando a mendigar, e sejam expulsos das ruínas. 11 Que o usurário roube o que ele possui, e estrangeiros depredem os seus bens. 12 Que ninguém lhe mostre clemência, e ninguém se compadeçam de seus órfãos. 13 Que sua descendência seja cortada, e seu nome se extinga numa só geração. 14 Que Javé se lembre da culpa de seus pais, e o pecado de sua mãe nunca seja apagado. 15 Que Javé os tenha sempre na sua frente e corte da terra a lembrança deles! (Sl 109,1-15).

Eles me devolvem o mal pelo bem. Sob forma de maldição, apresenta as acusações que o inimigo dirige contra ele. A condenação implica pena de morte, confisco dos bens e até mesmo marginalização da descendência. A suprema ousadia dos inimigos é invocar Deus contra os inocentes”.

Reflexão

Deus sempre se manifestou a favor dos inocentes; bem sabemos que quando alguém faz o mal acontecer na vida de do outro injustamente, Ele virá em uma hora que o inimigo não espera. Em outra parte da Sagrada Escritura Deus disse: quando o justo em sua dor me invocar eu o atenderei. Deus é fiel em Sua palavra, principalmente quando se trata de pessoas justas e inocentes, a mesma poderá sofrer, porém o seu galardão o aguarda. O inimigo, o maléfico, o malfazejo mais cedo ou mais tarde ele receberá pela maldade dirigida seja a quem for; se continuarmos a refletir este texto veremos que sorte receberá o malfeitor, que faz sofrer o filho de Deus, principalmente quando ele for indefeso.

Neste Salmo, vemos que o nome do malfeitor será extinto ficando bloqueado em uma só geração. O justo pede a Deus para que seja cortada da terra a lembrança dela. É bom pensarmos bem antes de fazer o mal, perseguir, injuriar, maltratar qualquer criatura de Deus; pois a suplica do pobre, do justo e do inocente será ouvida. (Você é convidado a ler este Salmo inteiro). Se fizermos o bem, receberemos o bem. Se fizermos o mal beberemos o nosso próprio veneno. Amém! Amém! Amém.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s