De quem terei medo?

                                       Salmo 27,1-10

jose_egito_05

1 Javé é minha luz salvação: de quem terei medo? Javé é a fortaleza da minha vida: frente a quem tremerei? 2 Quando os malfeitores avançam contra mim para devorar minha carne, são eles, meus adversários e inimigos que tropeçam e caem. 3 Que um exército acampe contra mim! Meu coração não tremerá! Que uma guerra estoure contra mim! Ainda assim estarei confiante! 4 Uma coisa peço a Javé, e só esta procuro: é habitar na casa de Javé todos os dias de minha vida, para gozar a doçura de Javé e contemplar o seu templo. 5 Pois ele me oculta na sua cabana, no dia da infelicidade; ele me esconde no segredo de sua tenda e me eleva sobre uma rocha. 6 Agora minha cabeça se levanta sobre os inimigos que me cercam. Na tenda de Javé vou oferecer sacrifícios de aclamação. Vou cantar, vou tocar em honra de Javé. 7 Javé, escuta meu grito de apelo, tem piedade, responde-me! 8 Ouço no meu coração: “Procurem minha face!” _ É tua face que eu procuro, Javé. 9 Não me escondas a tua face. Não afastes teu servo com ira, pois tu és o meu socorro! Não me deixes, não me abandones, meu Deus salvador! 10 Meu pai e minha mãe me abandonaram. Javé, porém, me acolhe!

“Oração de confiança. Injustamente acusado, o salmista recorre ao tribunal do Templo, em busca de justiça. A confiança em Deus e no seu projeto faz o pobre e o oprimido criarem força e coragem para enfrentar as mais difíceis situações. O Templo é ao mesmo tempo a casa de Deus e a casa do seu povo. É o espaço que hoje se encontra nas comunidades comprometidas com projeto de Deus. Antes do julgamento pela manhã, o salmista experimenta a noite do terror. Sua sorte depende unicamente de Deus, pois todos o abandonaram. Apesar de tudo, ele mantém firme sua esperança, confirmada pela palavra do sacerdote.”

REFLEXÃO:

                   Por que temer diante do malvado, quando eu permaneço diante dos olhos do meu Deus? Nada temeremos irmão.  De cabaça erguida, mostrarei a confiança a qual deposito naquele que é o meu escudo, a minha proteção e o meu baluarte. Por que temer? Se Ele é por nós quem será contra nós? Nem a espada, ou o perigo, nem os erros do meu irmão, nenhuma das criaturas nem a condenação. Nem a vida, nem a morte, a tristeza ou aflição. Nem o passado nem o presente, o futuro nem a opressão. Nem as alturas, nem os abismos, nem tampouco a perseguição, nem a angustia, a dor ou a fome, nem a tribulação. Então, nada vai nos separar do amor de Jesus Cristo. Quando cremos, nada verdadeiramente nos abalará. Juntos permaneceremos, por mais longe você esteja, para Deus não há fronteiras. Rezemos juntos, a nossa corrente do livramento, para que todos sejam libertados de qual seja a sua escravidão. Que todos sejam abençoados por Deus com bênçãos em abundancia. “Glórias a ti Senhor!”

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s