Deus é a coragem dos pobres

Salmo 69,1-14

513

2 Salva-me, ó Deus, pois a água está chegando ao meu pescoço. 3 Estou afundando no lodo profundo, sem nada que me segure; vou afundando no mais fundo das águas, e a correnteza me arrastando… 4 Esgotei-me de tanto gritar, minha garganta queima e meus olhos se consomem, esperando por meu Deus. 5 Mais que os cabelos da minha cabeça são os que me odeiam sem motivo. Mais duros que meus ossos são os que injustamente me atacam. Deveria eu devolver aquilo que não roubei? 6 Ó Deus, tu conheces a minha ignorância, meus crimes não são ocultos para ti. 7 Que por minha causa não fiquem confundidos aqueles que procuram a ti, ó Deus de Israel. 8 É por tua causa que eu suporto afrontas e a confusão cobre o meu rosto. 9 Tornei-me estrangeiro para o meus irmãos, um estranho para os filhos de minha mãe. 10 Porque o zelo pela tua casa me devora, e as afrontas com que te afrontam recaem sobre mim. 11 Se me aflijo com jejum, zombam de mim. 12 Se me visto de saco, eles se riem de mim. 13 Assentam-se a porta, a cochichar, bebendo vinho e fazendo piadas. 14 Quanto a mim dirijo minha prece a ti! Javé no tempo favorável responde-me, por teu grande amor e ajuda-me com tua fidelidade.
“Súplica de um inocente injustamente acusado. Não tenho mais a quem recorrer, a pessoa suplica a Deus, que é o refúgio dos necessitados. O salmista provavelmente foi acusado de roubo. A pessoa acusada resiste até o fim, esperando que Deus a declare inocente, talvez no tribunal do Templo. Se Deus não fizer justiça, outros poderão desanimar e perder a confiança em Deus. É por causa de sua fidelidade a Javé e ao projeto dele que a pessoa acaba se tornando alvo de ataques e intrigas. Quem quer sempre encontra motivos para criticar”.
REFLEXÃO:
Somente em nome de Deus que a criatura humana suporta afrontas, e pela causa do Reino de Deus. Por causa dos justos que nenhum daqueles que procuram a Deus, não fiquem confundidos. Todos aqueles que temem ao Senhor, diz o salmista e que tem zelo pela casa Dele este é afrontado, é zombado, afligido, caluniado. Se eles fazem jejum, se vestem de saco, eleva as súplicas aos céus, estes são afrontados. Busquemos somente a Este Deus, de amor e Misericórdia, mesmo que os opressores fiquem diante do Senhor Deus de Javé, Ele vem em nossa libertação de tudo o que faz parte das acusações, de tudo o que são armadilhas do maligno. Peçamos do alto a misericórdia, as bênçãos prodígios e graças a fim de que sejamos mais que vencedores diante de tudo o que nos parece difícil para suportar; somente o Amor Maior nos fortalecerá e nos abençoará. Com Deus tudo podemos, pelo poder da oração. Assim seja!

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s