A morte é passagem para a vida definitiva

 II Cor 4,16-18

santa-Tatiana 16 É por isso que nós não perdemos a coragem. Pelo contrário; embora o nosso físico vá se desfazendo, o nosso homem interior vai se renovando a cada dia. 17 Pois a nossa tribulação momentânea é leve, em relação ao peso extraordinário da glória eterna que ela nos prepara. 18 Não procuramos as coisas visíveis, mas as invisíveis; porque as coisas visíveis duram apenas um momento, enquanto as invisíveis duram para sempre.

Para quem não tem fé, a morte é o fim de tudo. Mas quem está comprometido na fé e segue a Jesus, a morte é passagem para a dimensão definitiva da vida. Nosso corpo mortal se desgasta e desfaz na vida terrestre; mas, através da ressurreição, Deus leva o nosso ser à vida plena. Paulo emprega uma imagem muito familiar no Oriente: quando continuam a caminhada, os nômades do deserto desmontam a tenda do acampamento porque o deserto não é sua moradia estável. O mesmo acontece conosco: este mundo é o lugar onde vivemos e construímos a nossa história, cujo fim é a comunhão e participação na própria vida divina.

REFLEXÃO:

                    Amados irmãos e irmãs em Jesus Cristo, paz e bem, não posso imaginar qual é o seu ponto de vista enquanto vai lendo esta mensagem de hoje. Eu cada dia que passa fico fascinada por toda a história que Paulo vem nos trazendo, suas maravilhas que pela graça do Espírito Santo nos mostra o grande amor de Deus pela humanidade. Por que então a preocupação com a morte? O medo da novidade do outro lado? Quando tanto os apóstolos e os teólogos com uma fineza de alma vêm nos apresentado? Olhem só: o nosso corpo mortal  se desgasta e desfaz na vida terrestre; mas, através da ressurreição de Jesus Cristo o Filho Unigênito  de Deus, Ele leva o nosso ser a vida plena; a saber este mundo é o lugar onde vivemos e construímos a nossa história, cujo fim é a comunhão e participação na própria vida divina? É belo por demais aquilo que aprendemos hoje nesta carta de Paulo. Vamos galgar? Vamos subir? O peso aqui em nossa caminhada e muitas vezes grande demais, mas não tem proporção com a plenitude a qual receberemos se formos fiéis ao Verdadeiro Jesus Cristo, nascido no presépio de Belém, o Filho de José e Maria. Que Deus derrame as graças necessárias para sermos fiéis até aquele momento em que receberemos o prêmio da glória eterna. Que nosso Deus seja louvado, glorificado e amado em todos aqueles que adentrarem em nosso blog hoje. Assim seja! Amém!

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s