Deus ama a quem dá com alegria

II Cor 9,1-11

RS6481_zamagni267571-scr-1-640x300

1 Quanto ao serviço a ser prestado aos cristãos, é  inútil que eu escreva a vocês. 2 Conheço a boa vontade de vocês e por causa dela me orgulho de vocês junto aos macedônios, dizendo-lhes: “A Acaia está preparada desde o ano passado.”  E o zelo de vocês tem servido de estímulo para a maioria das igrejas. 3 Entretanto, estou mandando os irmãos até vocês, a fim de que o elogio que fiz de vocês não seja desmentido nesse ponto e para que vocês _ como eu dia antes _ estejam realmente preparados. 4 Se alguns macedônios fossem comigo e não os encontrassem preparados, essa plena confiança seria motivo de nos envergonharmos, para não dizer que seria motivo de vocês se envergonharem. 5 Julguei portanto, necessário pedir aos irmãos que fossem até vocês à nossa frente  e organizassem  as ofertas já prometidas; uma vez  recolhidas, tais ofertas seriam sinal de autêntica generosidade, e não demonstração de avareza. 6 Saibam de uma coisa: quem semeia com mesquinhez, com mesquinhez há de colher; quem semeia com generosidade, com generosidade há de colher. 7  Cada um dê conforme decidir em seu coração, sem pena ou constrangimento, porque Deus ama quem dá com alegria. 8 Deus pode enriquecer vocês com toda espécie de graça, para que tenham sempre o necessário em tudo e ainda fique sobrando alguma coisa para poderem colaborar em qualquer boa obra, 9 conforme diz a Escritura: “Ele distribuiu e deu aos pobres; a sua justiça permanece para sempre”. 10 Deus, que dá a semente ao semeador, também dará o pão em alimento; para vocês multiplicará a semente, e ainda fará crescer o fruto da justiça que vocês têm. 11 E vocês ficarão enriquecidos de todos os modos para praticar toda espécie de generosidade, que provocará a ação de graças a Deus por meio de nós.

“Volta o tema da coleta, como se nada tivesse sido falado no capítulo anterior. Na opinião de alguns estudiosos, Paulo escreveu também um bilhete dirigido às igrejas da região da Acaia. A preocupação pela coleta em favor dos necessitados de Jerusalém demonstra que, desde o início, o econômico também fazia parte do testemunho cristão. A partilha e a solidariedade em favor dos mais pobres não se manifestavam em favor dos mais pobres. O intercâmbio não era questão periférica da fé, mas autêntico veiculo de comunicação do dom extraordinário de Deus e obediência ao Evangelho de Cristo”.

REFLEXÃO:

                   Caríssimos irmãos e irmãs em Jesus Cristo; a preocupação pela oferta e ajuda aos necessitados, aos pobres em Jerusalém demonstrava que desde o inicio o econômico também fazia parte do testemunho cristão. Conforme as Escrituras que diz: ”Ele distribuiu e deu aos pobres; a sua justiça permanece para sempre”. A saber, o intercâmbio veículo de comunicação que é o dom extraordinário de Deus e a obediência ao Evangelho de Jesus Cristo, certos de que todos ficarão enriquecidos de todos os modos para a ação de graças a Deus. Graças sejam dadas a Deus por seu dom extraordinário na vida de todos os cristãos que se dedicam ao serviço dos mais necessitados, carentes, os pobres de Jesus Cristo. Assim seja! Amém!

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s