Deus nos trata como filhos

Hebreus 12,4-13

images (32)

4 Vocês ainda não resistiram até o derramamento do sangue na luta contra o pecado, 5 e já se esqueceram da exortação que lhes foi dirigida como a filhos: “Meus filho, não despreze a correção do Senhor e não perca o ânimo quando for repreendido por ele; 6 pois o Senhor corrige a quem ele ama e castiga a quem aceita com filho”. 7 Em vista da educação é que vocês sofrem. Deus trata-os como filhos. E qual é o filho que não é corrigido pelo pai? 8 Pelo contrário, se vocês não são corrigidos como acontece com todos, então vocês são bastardos e não filhos. 9 Ademais, tivemos nossos pais humanos como educadores, e os respeitamos. Será que não devemos submeter-nos muito mais ao Pai dos espíritos para termos a vida? 10 Nossos pais humanos por pouco tempo nos corrigiram, como melhor lhes pareceria; Deus, porém, nos corrige para o nosso bem, a fim de que sejamos participantes da sua própria santidade. 11 Na hora, qualquer correção parece não ser motivo de alegria, mas de tristeza; porém, mais tarde, ela produz um fruto de paz e de justiça naqueles que foram corrigidos. 12 Por isso levantem as mãos cansadas e fortaleçam os joelhos enfraquecidos. 13 Endireitem os caminhos por onde terão que passar, a fim de que o aleijado não manque, mas seja curado.

“Os cristãos vão sofrer não por causa do testemunho que deverão dar, muitas vezes, terão até que enfrentar o martírio. Num primeiro momento podemos achar que se trata de castigo. Mas, à luz do destino de Jesus, podemos descobrir que o sofrimento e a perseguição por causa do testemunho é a maneira pela qual o Pai nos educa para percorrermos o mesmo caminho do Seu Filho Jesus Cristo”.

REFLEXÃO:

                     Amados irmãos e irmãs em Jesus Cristo. Nós não temos noção do quanto o nosso Deus nos ama e nos quer bem; o Seu amor é que O leva a nos corrigir para que possamos participar da Sua própria santidade. Veja: “Que santidade de vida, que luta devemos travar, num novo céu e na nova terra iremos morar, que é feito da Sua promessa perguntam e zombam de Deus, mas o Senhor virá, Ele não tardará, que eu seja santo, santo, santo, pois Deus é Santo, Santo, Santo que a santidade da minha vida apresse o Senhor e Ele logo virá.” O pânico para o cristão é saber o quanto devemos sofrer, pela causa do testemunho de vida o qual devemos dar; o testemunho poderá nos levar ao martírio, descobrimos que o sofrimento e a perseguição por causa do testemunho é a maneira pela qual o Pai nos educa para percorrermos o mesmo caminho do Seu amado Filho Jesus Cristo. Na medida em que assumimos este caminho, vamos perceber que prodígios se realizarão, pois o próprio texto diz: “Endireitem os caminhos por onde terão que passar, a fim de que o aleijado não manque, mas seja curado”. Isso é maravilhoso, na medida em que sejamos fieis neste caminho, maravilhas acontecerão; vamos pedir ao Deus da paz que derrame sobre nós as graças urgentes, a fim de que possamos ser este instrumento vivo em Suas mãos sacrossantas; sejamos os intercessores incansáveis para o bem da humanidade. E que Deus seja hoje e sempre, louvado, adorado, glorificado e amado, Assim seja! Amém!

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s