Jerusalém – Cidade

Apocalipse 21,9- 21

13bnhdgn dgj9 Depois disso, um  dos sete Anjos das sete taças cheias com as últimas pragas, veio até mim e disse: “Venha! Vou lhe mostrar a esposa, a mulher do Cordeiro.” 10 E me levou em espírito até um grande e alto monte. E mostrou para mim a Cidade Santa, Jerusalém que descia do céu, de junto de Deus, 11 com a glória de Deus. Seu esplendor é como de uma pedra preciosíssima, pedra de jaspe cristalino. 12 Ela está cercada por alta e grossa muralha, com doze portas. Sobre as portas há doze Anjos. Cada porta tem um nome escrito: os nomes das doze tribos de Israel. 13 São três portas no lado do oriente, três portas ao norte, três portas ao sul e três portas no lado do poente. 14 A muralha da cidade tem doze pilares. E nos pilares está escrito o nome dos doze apóstolos do Cordeiro. 15 Aquele que estava falando comigo usava uma vara de ouro para medir a cidade, os portões e a muralha. 16 A cidade é quadrada: o comprimento é igual à largura. O Anjo mediu a cidade com a vara: doze mil estádios. O comprimento, largura e altura são iguais. 17 O Anjo mediu a muralha: cento e quarenta e quatro côvados. Ele media com medidas humanas. 18 A muralha é de jaspe. A cidade é de ouro puro, tão puro que parece vidro transparente. 19 Os pilares da muralha da cidade são recamados com todo tipo de pedras preciosas: o primeiro pilar é de jaspe, o segundo de safira, o terceiro de calcedônia, o quarto de esmeralda 20 o quinto de sardônica, o sexto de cornalina, o sétimo de crisólito, o oitavo de verilo, o nono de topázio, o décimo de crisópraso, o décimo primeiro de jacinto e o décimo segundo de ametista. 21 As doze portas são doze perolas. Cada uma das portas é feita de uma só pérola. A praça da cidade é de ouro puro, como vidro transparente.

“João apresenta agora a nova humanidade como cidade perfeita e deslumbrante. Esta imagem mostra a beleza e santidade da Aliança com Deus. A humanidade é a esposa, o reverso da prostituta. João a apresenta com traços da Antiga Babilônia histórica: quadrada, atravessada por uma avenida ao longo do rio, e com jardins. Sugere, assim que a Jerusalém celeste é a Babilônia, prostituta purificada e transformada pelo Evangelho. Agora ela reflete a glória de Deus, que nela está presente, Sua perfeição é inimaginável. Ela é uma cidade universal, aberta para toda a humanidade (portas voltadas para os quatro pontos cardiais). O brilho do ouro e das pedras preciosas mostra que a cidade é imagem do brilho de Deus. É a humanidade plenamente realizada, à imagem e semelhança do Criador”.

REFLEXÃO:

Amados irmãos e irmãs em Jesus Cristo. Aqui a simbologia vai chegando aos grandes pilares da cristandade, isto é os doze Apostolos, tudo vem aqui sendo apresentado por uma medida exata, sem erros, com qualidade, João vem apresentando como uma nova humanidade como a cidade perfeita e deslumbrante. A Teologia vai com clareza, trazendo a imagem da grande beleza e santidade da Aliança com Deus. É magnífico como João apresenta a humanidade sendo agora a esposa, o reverso da prostituta. Como a Jerusalém celeste é a Babilônia, prostituta que purificada e transformada pelo Evangelho; a criatura aceitando a conversão passa exatamente por esta transformação de vida, uma vida nova, purificada e transformada em Jesus Cristo; podendo então refletir a glória de Deus presente, em sua perfeição inimaginável; em todos aqueles que Lhes são fiéis, íntegros, relembrando-nos sempre que somos a imagem e semelhança de nosso Deus. Assim seja! Amem!

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s