Como salvar a Cidade injusta?

Gênesis 18,16-26

abraao anjos o visitam16 Os homens se levantaram e olharam em direção a Sodoma; e Abraão foi acompanhá-los para a despedida. 17 Javé dizia: “Será que devo esconder de Abraão o que vou fazer 18 uma vez que Abraão se tornará uma nação grande e poderosa, e que através dele serão abençoadas todas as nações de terra? 19 Eu o escolhi para que ele instrua seus filhos, sua casa e seus sucessores, a fim de que se mantenham no caminho de Javé, praticando a justiça e o direito; desse modo, Javé, realizará tudo o que prometeu a Abraão”. 20 Então Javé disse: “O clamor contra Sodoma e Gomorra é muito grande e o pecado deles é muito grave. 21 Vou descer para ver se, de fato, as ações deles correspondem ou não ao clamor que subiu até mim contra eles. Então ficarei sabendo.” Os homens partiram  daí e foram para Sodoma, enquanto Javé permanecia com Abraão. 23 Abraão aproximou-se e perguntou: “Destruirás o justo com o injusto? 24 Talvez haja cinqüenta justos na cidade” Destruirás e não perdoarás a cidade pelos cinqüenta justos que estão no meio dela? 25 Longe de ti fazeres tal coisa: matar o justo com o injusto, de modo que o justo seja confundido com o injusto! Longe de ti! Será que o juiz da terra não fará justiça? 26 Javé respondeu: “Se eu encontrar cinqüenta justos na cidade de Sodoma perdoarei a cidade toda por causa deles”.

“Do povo da Aliança Deus espera a pratica da justiça e do direito, que realizam o projeto de Deus. Esse projeto provoca a destruição da cidade injusta. A intercessão de Abraão mostra que o justo se compadece do povo da cidade. Mas o texto levanta perguntas: Quantos justos são necessários para que uma cidade não seja destruída pela injustiça?”

REFLEXÃO:

 Amados irmãos e irmãs em Jesus Cristo. Deus ao fazer a sua Aliança com Abraão, Ele quer cumprir. Vejamos, Deus quer cumprir tudo o que ele prometeu a Abraão. Na leitura do texto vimos que Deus vai dialogar com Abraão, por causa da injustiça que estava acontecendo em Sodoma e Gomorra.  Deus disse a Abraão que pelo clamor que havia subido da terra até Ele, viria para ver de perto; pois de acordo a as ações deles é que Deus julgaria se o clamor que subiu a Ele provocaria a justiça sobre aquela cidade e seu povo. O diálogo de Abraão foi eloquente. “Talvez haja cinqüenta justos na cidade destruirás e não perdoarás a cidade pelos cinqüenta justo que estão no meio dela? Longe de ti fazeres tal coisa: matar o justo e o injusto, de modo que o justo seja confundido com o injusto. Longe de Ti. Porém Deus em sua infinita misericórdia respondeu: “Se eu encontrar cinqüenta justos na cidade de Sodoma perdoarei a cidade toda por causa deles”. Certos do perdão de Deus, pois pela presença dos justos, Ele derrama o seu amor misericordioso, não obstante sabendo que a injustiça vai imperando naquela cidade o Seu “AMOR É SEM LIMITE. Seu AMOR É SEM FRONTEIRAS”! “Bem aventurados os misericordiosos, por que alcançarão misericórdia.” (Mt 5,7) Assim seja! Amém!

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s