Jacó em Betel

Gênesis 35,1-15

jacó1_1 Deus disse a Jacó; “Levanta-te, suba a Betel e vá morar aí. E aí construa um altar ao Deus que lhe apareceu, quando você estava fugindo do seu irmão Esaú”. 2 Então Jacó disse à sua família e a todos os que estavam com ele: “Joguem fora os deuses estrangeiros que estão no meio de vocês, purifiquem-se e troquem de roupa. 3 Vamos subir a Betel, onde farei um altar ao Deus que me ouviu no perigo e me acompanhou em minha viagem”. 4 Eles entregaram a Jacó todos os deuses estrangeiros que possuíam,  e os anéis que traziam nas orelhas. E Jacó enterrou tudo debaixo do carvalho que está junto a Siquém. 5 Levantaram acampamento, e o terror de Deus caiu sobre as cidades vizinhas, e os filhos de Jacó não foram perseguidos. 6 Jacó chegou com toda a sua gente a Luza, que é Betel, na terra de Canaã.7 Aí ele construiu um altar e deu ao lugar o nome de El-Betel, porque aí  Deus apareceu a ele quando fugia do seu irmão. 8 Nessa ocasião, morreu Débora, ama de Rebeca, e foi enterrada perto de Betel, debaixo do carvalho que se chama Carvalho-dos-Prantos. 9 Ao voltar de Padã-Aram, Deus apareceu de novo a Jacó e o abençoou, 10 dizendo: “Seu nome é Jacó, mas você não se chamará mais Jacó: Seu nome será Israel”. E lhe deu o nome de Israel. 11 Deus acrescentou: “Eu sou o Deus Todo-poderoso: seja fecundo e multiplique-se. De você nascerá uma nação, uma assembléia de nações, e de suas entranhas sairão reis. 12 Entrego a você a terra que dei a Abraão e Isaac; darei essa terra a vocês e a seus descendentes”. 13 Depois que Deus se retirou de junto dele. 14 Jacó ergueu uma estela de pedra o lugar em que havia falado com Deus. Depois fez sobre ela uma libação e a ungiu com óleo. 15 Jacó deu o nome de Betel ao lugar onde Deus lhe havia falado.

O tom da narrativa é profundamente religioso; o próprio deslocamento de Jacó é descrito com uma teofania, isto é, manifestação de Deus. Quer salientar um dos lugares de culto para Israel; o futuro santuário de Betel, que se tornou o centro religioso das tribos do Norte, quando estas se separaram do reino do Sul, após a morte de Salomão. O texto salienta que o Deus adorado em Betel é o mesmo Deus dos pais, o Deus da promessa.”

REFLEXÃO:

Amados irmãos e irmãs em Jesus Cristo. A história do Gênesis, relatando a caminhada do povo de Deus, se percebe que quando é um povo obediente, fiel as normas e as Leis de Deus, eles são acompanhados visivelmente por Ele. O nosso Deus é um DEUS fiel ao seu povo. Também hoje, se formos fieis as suas normas, leis, doutrinas e mandamentos, veremos que os prodígios, as graças e milagres irão acontecer na vida de todos aqueles que o seguirem. Amar o irmão não nos custa, pois é na medida em que amamos que seremos amados. Que Deus seja louvado, amado e adorado hoje e sempre. Assim seja! Amém!

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s