Inveja Produz ódio fratricida

Gênesis, 37, 12- 27

f12 Os irmãos de José foram apascentar o rebanho de seu pai em Siquem. 13 Israel disse a José: “Seus irmãos devem estar com os rebanhos em Siquem. Venha cá! Vou mandar você até onde eles estão”. José respondeu: “Aqui estou”. 14 O pai lhe disse: “Então vai ver como estão os teus irmãos e o rebanho, e traga-me notícias”. O pai o mandou do vale de Hedron, e José chegou a Siquém. 15 Um homem encontrou José que andava errante pelos campos. E lhe perguntou: “O que você está procurando?” 16 José respondeu: “Procuro meus irmãos. Por favor, diga-me onde eles estão apascentando os rebanhos?” 17 O homem disse: “Eles partiram daqui, e eu os ouvi dizer que iam para Dotain”. Então José foi em busca de seus irmãos e os encontrou em Dotain. 18 Os irmãos o viram de longe e, antes que se aproximasse, começaram a planejar a morte dele. 19 Disseram entre si: “Aí vem o sonhador! 20 Vamos matá-lo e jogá-lo num poço. Diremos que um animal feroz o devorou. Veremos, então, para que servem seus sonhos. 21 Ruben ouviu isso e procurou salvar José das mãos deles. Ruben disse: “Não vamos matá-lo”. 22 E continuou: “Não derramem sangue. Joguem o rapaz nesse poço do deserto, mas não levantem a mão contra ele”. Ruben pretendia salvar José das mãos deles e devolvê-lo ao pai. 23 Quando José chegou no lugar em que estavam seus irmãos, eles lhes arrancaram a túnica de mangas longas, 24 o agarraram e o jogaram dentro de um poço vazio, onde não havia água. 25 Depois, sentaram-se para comer. Levantando os olhos, viram uma caravana de ismaelitas que vinha de Galaad. Seus camelos estavam carregados de especiarias, bálsamo e resina, que levavam para o Egito. 26 Então Judá falou aos seus irmãos: “Que vamos ganhar matando nosso irmão e escondendo o crime? 27 Vamos vendê-lo aos ismaelitas, mas não levantemos a mão contra ele, pois afinal ele é nosso irmão, da mesma carne que nós.”

“Como no caso de Cain, inveja e ódio fazem que os irmãos projetem a morte de José. Sendo primogênito, Ruben se sente responsável e procura salvar José. Os fatos, porém, se precipitam e todos pensam que José morreu, Agora é a vez de Jacó pagar as tramas que havia feito contra seu irmão Esaú e seu pai Isaac”.

REFLEXÃO:

Amados irmãos e irmãs em Jesus Cristo. Se observarmos, tudo o que eu faço, eu irei receber na mesma medida; sempre foi e sempre será. Desde o inicio, se o irmão faz o bem, é compreensivo o outro, com certa medida de ciúmes e ódio acaba por matar o seu irmão. No séc. 21, não vemos mais isto, porque será? Por que está muito oculto, fica muito escondido; até parece que Deus não está vendo. Como Deus questionou Caim também hoje ele questiona o irmão matador de irmãos, seja em sua casa, seja na rua, seja no trabalho, seja onde for que alguém tira a vida de alguém, paga com a mesma moeda. Peçamos a Deus, que tenhamos em nosso coração o amor que vem de nosso Deus, pois não se mata só tirando a vida, há tantos irmãos mortos, porém vivos; está ainda é pior, pois a pessoa só vai vegetar. Vivamos em sintonia com o Deus da paz, o Deus do Amor misericordioso, e vivamos bem longe do mal. E longe de fazer o mal a alguém. Que Deus seja louvado, amado, glorificado e adorado hoje e sempre. Assim seja! Amém!

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s