O Deus dos Marginalizados

Êxodo 5, 1- 13

moises_aarao_farao_ 1 Depois disso Moisés e Aarão se apresentaram diante do Faraó e disseram: “Assim diz Javé, o Deus de Israel: Deixe meu povo partir para que celebre uma festa para mim no deserto”. 2 O Faraó respondeu: “Quem é Javé, para que eu tenha de obedecer a ele e deixar Israel partir?.Não reconheço Javé, nem deixarei Israel partir”. 3 Eles disseram : “O Deus dos hebreus veio ao nosso encontro. Deixe-nos fazer uma viagem de três dias pelo deserto para oferecer sacrifícios a Javé nosso Deus; caso contrário, ele nos ferirá com peste ou espada”. 4 Então o rei do Egito lhes disse: “Moisés e Aarão, por que vocês subvertem o povo que trabalha? Voltem já para o trabalho!” 5 E o Faraó acrescentou: “Eles já são mais numerosos que os nativos do país, e vocês ainda querem que eles deixem de trabalhar”. O revide do Opressor – 6 Nesse mesmo dia, o Faraó deu ordem aos capatazes e inspetores, dizendo: 7 “Não dêem ao povo palha para fazer tijolos, como vocês faziam antes. Que eles próprios providenciem a palha. 8 E mais: exijam deles a mesma quantia de tijolos que faziam antes. Não diminuam nada, porque eles são preguiçosos e por isso andam clamando: ‘Vamos sacrificar ao nosso Deus.’ 9 Carreguem esses homens com mais trabalho, para que fiquem ocupados e não dêem atenção a palavras mentirosas”. 10 Os capatazes e inspetores saíram e falaram ao povo: “Assim disse o Faraó: ‘Não darei mais palha para vocês; 11 vão vocês mesmos buscá-la onde puderem encontrar. E o trabalho não será diminuído em nada. 12 Então o povo se espalhou por todo o território egípcio para recolher palha. 13 Os capatazes os pressionavam, dizendo: “Acabem o trabalho de vocês, a tarefa de todos os dias, do mesmo jeito de antes, quando havia palha”. 14 E os capatazes açoitavam os inspetores israelitas, que os mesmos capatazes do Faraó haviam colocado sobre eles. E lhes diziam: “Por que vocês não acabaram, nem ontem nem hoje, as quantias de tijolos que faziam antes?”

“O processo de libertação começa através da via legal, por uma reivindicação feita em nome do Deus dos hebreus. O nome “hebreu” é aplicado a grupos que não possuíam lugar na sociedade e eram considerados como vagabundos e bagunceiros. Por isso, a expressão “Deus dos hebreus” designa o Deus que é solidário com os marginalizados. A reação do Faraó é de auto-suficiência total: primeiro, ele desconsidera o Deus dos marginalizados; depois, acusa os líderes de subverter o povo, afastando-o do trabalho, prejudicando assim os interesses da classe dominante. Diante da reivindicação dos oprimidos, o opressor aumenta ainda mais suas exigências, a fim de que o povo se aliene completamente no trabalho e, sem descanso, não possa tomar consciência nem se organizar. Com isso, o opressor procura desprestigiar e difamar os lideres, mostrando que as idéias destes não combinam com a realidade. Ao lado disso, encontram-se  aqueles  que, apesar de oprimidos, buscam seus próprios interesses e se vendem ao sistema, tornando-se inspetores na opressão contra os próprios irmãos.”

REFLEXÃO:

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo. Amados irmãos e irmãs, percebemos que acontece aqui uma reivindicação, aquele povo em Nome de Deus procura encontrar uma saída para a sua libertação; Deus vai lado a lado de Moisés e Aarão, a fim de que eles ajudem aquele povo escravizado, oprimido e sem nenhum direito. Você percebe que Deus vai dando todas as diretrizes a eles, para que não tenham medo do Faraó; mais tarde nós iremos ver a que ponto o próprio Faraó e os seus capatazes irão chegar. Quanto a nós caríssimos irmãos somos cercados destes Faraós; que procuram nos oprimir, nos intimidar, pelas suas torturas. De outro lado, como Deus conduziu aquele povo, o próprio Deus quer nos acompanhar nos dias de hoje para que não tenhamos medo destes Faraós opressores. Deus nos chama ainda hoje pelo nome, para poder nos orientar, nos ajudar em toda a travessia ao deserto atual árido e pedregoso. Que o Deus da paz nos dê a graça de sermos fieis e íntegros aos seus mandamentos e as suas normas de vida. Que sejamos hoje e sempre abençoados. Assim seja! Amém!

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s