Ninguém deve escravizar o povo

Êxodo 25,44-55

trafico44 Os escravos e escravas de vocês deverão ser comprados dentre as nações que estão ao redor; delas vocês poderão adquirir escravos e escravas. 45 Também poderão comprá-los entre os filhos de imigrantes que residem no meio de vocês, entre as famílias deles que estão junto de vocês, entre os filhos que eles tiverem no país. Serão propriedade de vocês. 46 Vocês poderão deixá-los como herança aos filhos que vierem depois de vocês; e poderão sempre servir-se deles como escravos. Quanto aos irmãos de vocês, os filhos de Israel, ninguém poderá exercer domínio sobre eles. 47 Se o imigrante ou hóspede que vive com você vier a ficar rico, e o seu irmão que vive junto dele, cair na miséria e se vender ao imigrante, hóspede ou descendente da família do imigrante, 48 mesmo depois de vendido terá direito a resgate. Será resgatado por um de seus irmãos, 49 ou por seu tio paterno, por seu primo, por qualquer um dos membros da sua família, ou poderá resgatar a si mesmo, se conseguir recursos para isso. 50 Calculará, com o comprador, os anos desde a venda até o ano do jubileu, e o preço corresponderá ao número de anos, contando-se os dias como para um assalariado. 51 Se faltarem ainda muitos anos, pagará o valor de seu resgate em razão desses anos e em proporção ao preço pelo qual foi comprado. 52 Se faltarem poucos anos para chegar o jubileu, fará o calculo com o seu comprador, e pagará o preço do seu resgate em razão desses anos. 53 Permanecerá com seu comprador como um assalariado contratado por ano, e o patrão não deverá tratá-lo com dureza. 54 Se não for resgatado em nenhum desses modos, ele e seus filhos ficarão livres no ano do jubileu. 55 Isso porque os filhos de Israel são meus servos: são servos meus que tirei do Egito. Eu sou Javé, o Deus de vocês.

“Esta lei faz uma diferença entre Israel e ao outras nações: só Israel é considerado como povo de Des. Essa visão será modificada pelo Novo testamento; através de Jesus, todos poderão fazer parte do povo de Deus, não se justificando mais nenhuma escravidão.”

Reflexão:

Louvado seja nosso Senhor Jesus Cristo. Amados irmãos e irmãs, vemos aqui como Deus ama seu povo e prepara leis de amparo para os menos favorecidos; porque uma pessoa em situação de miséria é capaz de qualquer coisa para não morrer de fome, até mesmo se vender. Deus assim prepara uma lei que não permite que um servo seu seja escravizado por muito tempo e ainda tem o direito de resgate caso haja condições financeira e no caso contrário sua servidão seria de sete anos. Essa lei valia apenas para os filhos de Israel, mas quando Jesus veio ao mundo ela foi alterada, todos somos filhos de Deus, Jesus ao morrer na cruz por nós nos deu esse direito. No entanto ainda somos livres para escolher se realmente queremos ser filhos de Deus ou não. Mas o direito de escravizar o irmão ou irmã ninguém tem mais, não podemos nos deixar escravizar e nem nos calar ao ver pessoas escravizadas por outras. E quantas pessoas são escravas devido inúmeras circunstancias da vida. Por isso a campanha da fraternidade do ano passado abordava a questão do trafico humano, mas não é porque a campanha passou que o problema está resolvido, esta é uma luta de todos e que não terminará de um dia para o outro. Peçamos Deus irmãos a graça da libertação para todos os nossos irmãos que ainda sofrem com o peso da servidão. Assim Seja. Paz e Misericórdia.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s