Os Pobres são o sacramento da presença de Deus

Deuteronômio, 26,12-15

partilhar12_ A cada três anos, no ano dos dízimos, quando você tiver acabado de separar todo dízimo de sua colheita e o tiver dado ao levita, ao imigrante, ao órfão e a viúva, para que comam e fiquem saciados nas suas cidades, 13 você confessará diante de Javé seu Deus: “Eu tirei da minha casa o que estava consagrado e o dei ao levita, ao imigrante, ao órfão e a viúva, conforme a ordem que me deste. Não violei nem esqueci os teus mandamentos. 14 Não comi nada disso durante o meu luto, não tirei nada quando estava impuro, e nada ofereci por um morto. Obedeci a Javé meu Deus e agi conforme tudo o que me ordenaste. 15 Inclina-te da tua morada santa, aí do céu, e abençoa o teu povo Israel, como também a terra que nos deste, como juraste aos nossos antepassados, uma terra onde corre leite e mel”.

“A cada ano, as famílias realizam o seu ritual. Ao mesmo tempo, reconhecem a promessa dos primeiros frutos da terra, recitando a grande confissão de fé. Trata-se de um “Credo histórico”, isto é, uma fé que reconhece o Deus vivo presente e agindo na história do povo.   O acampamento fundante desta história o fato de que Javé se aliou a um grupo de escravos para o libertar e lhe dar uma terra, onde poderia organizar uma sociedade alternativa justa e fraterna. Portanto, a pratica: é um compromisso com o Deus libertador, que organiza o povo, tirando-o da escravidão e dando-lhe a vida. O final da celebração é um grande banquete de confraternização, onde a partilha dos frutos da terra se faz num clima de festa: a maior alegria do povo é celebrar a sua fé no Deus libertador. O Verdadeiro culto que Javé quer é a justiça, que se torna concreta na partilha dos bens. Desse modo o culto se torna uma grande instrução, pois ensina o povo a formar uma sociedade onde todos tenham acesso aos bens da vida. Nota-se que a oferta a Javé é recebida pelos deserdados; estes são o sacramento da presença do Deus libertador”.

REFLEXÃO:

Louvado seja nosso Senhor Jesus Cristo. Amados irmãos e irmãs, Deus desde o inicio da criação Ele vem organizando o seu povo para uma verdadeira prática da justiça e da fraternidade, este compromisso de Deus para conosco, tem como objetivo uma sociedade que queira viver a justiça, a caridade, o amor, a tranqüilidade, a paz, uma vida integra e sincera; pois Deus não se alegra com a dor do seu povo sofrido; o verdadeiro culto a Javé é a justiça em tudo principalmente a partilha concreta dos bens. Sabemos que até hoje este objetivo não se concretizou, quem tem mais, cada vez mais se apodera, enquanto os empobrecidos nada têm e ficaram sempre sem nada. Esta é uma prática egoísta e que está imperando em nossa sociedade. Que Deus tenha misericórdia do seu povo, derramando sobre eles o dom do amor a ponto de sermos transbordados desta misericórdia. PAZ E MISERICÓRDIA!

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s