Guardou com carinho como se fosse a menina de seus olhos

Deuteronômio 32, 9-18

20120912-165928_9 Mas a parte de Javé foi o seu povo, o lote da sua herança foi Jacó. 10 Ele o encontrou numa terra árida, num deserto solitário e cheio de uivos. Cercou-o, cuidou dele e o guardou com carinho, como se fosse a menina de seus olhos. 11 Como águia que cuida do seu ninho e revoa por cima dos filhotes ele o tomou, estendendo suas asas, e o carregou em cima de suas penas. 12 O único a conduzi-lo foi Javé. Nenhum deus estrangeiro o acompanhou. 13 Ele colocou sobre os montes e o alimentou com produtos do campo. Ele o criou com mel silvestre, e com óleo de uma dura pedreira; 14 com coalhada de vaca e leite de ovelha, gordura de carneiros e cordeiros; com manadas de Basã e cabritos, com a flor da farinha de trigo e o sangue da uva, que o bebe fermentado. 15 Jacó comeu e ficou satisfeito, Jesurun engordou e deu coices, – ficou gordo, robusto e corpulento_ rejeitou o Deus que o fizera, desprezou sua Rocha salvadora. 16 Eles lhe provocaram o ciúme com deuses estranhos e o irritaram com suas abominações. 17 Sacrificaram a demônios, falsos deuses, a deuses que não haviam conhecido deuses novos, recentemente chegados, que seus antepassados não temiam. 18 Você desprezou a Rocha que o gerou e esqueceu o Deus que lhe deu a vida.

“A história de Israel é uma longa série de benefícios que Javé fez por esse povo. De um grupo marginalizado entre as nações, Javé formou o seu povo próprio, libertando-o da escravidão e levando-o para a terra da vida. Israel deve sua história a Javé, e não aos ídolos. Aos benefícios concedidos por Javé, Israel respondeu com infidelidade, abandonando a Javé para servir os falsos deuses, Quem abandona o Deus da justiça, doador de liberdade e vida, inevitavelmente começa a servir os deuses falsos da riqueza e do poder, que se alimentam de exploração e opressão.”

REFLEXÃO:

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo. Amados irmãos e irmãs, onde foi que Javé encontrou o seu povo? O seu povo foi encontrado em uma terra árida, num deserto solitário e cheio de uivos. É então que Deus os tira da terra árida levando-os para a terra da vida, terra fértil. É percebido que em meio ao seu povo, havia a infidelidade, povo rebelde que desprezou a ROCHA que o gerou, esquecendo de Deus que lhe deu a vida. Quando abandonamos a Deus, procuramos seguir ídolos falsos, pois se abandonamos a Deus, doador da liberdade e vida, inevitavelmente começamos a servir deuses falsos do poder, da riqueza, alimentado de exploração e opressão. Peçamos ao Deus das Misericórdias, que nos dê as graças necessárias para permanecermos na fidelidade, na integridade de coração, mesmo quando tudo parecer contra nós, certos de que se somos fiéis a Deus Ele estará sempre caminhando lado a lado, pois o nosso Deus é e será fiel a aqueles que a Ele são fieis. PAZ E MISERICÓRDIA!

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s