Javé dá vida gratuitamente

2ª Reis 5,1-16

037-naama_1 Naamã, chefe do exército do rei de Aram, era homem estimado e favorecido pelo seu senhor. Foi por meio dele que Javé concedeu a vitória aos arameus. No entanto, esse homem valente ficou leproso. 2 Numa incursão, os arameus tinham levado do território  de Israel uma jovem  que ficou a serviço da mulher de Naamã. 3 Ela disse à patroa: “Meu senhor poderá apresentar-se ao profeta de Samaria. Ele certamente o livraria da lepra”. 4 Naamã foi informar seu senhor. “A moça israelita disse isso”. 5 O rei de Aram lhe disse: “Vá até lá. Vou mandar uma carta para o rei de Israel”. Naamã partiu levando trezentos e cinqüenta quilos de prata, sessenta e oito quilo de ouro e dez roupas de festa. 6 Naamã entregou ao rei de Israel a carta que dizia: “Quando você receber esta carta verá que estou lhe mandando meu servo Naamã para que o cure da lepra”. 7 O rei de Israel leu a carta e rasgou as próprias roupas, exclamando: “Por acaso eu sou um deus, capaz de dar a morte ou a vida, para que esse fulano me mande um homem para eu curá-lo de lepra? Vejam bem: ele anda buscando algum pretexto contra mim!” 8 Eliseu homem de Deus, soube que o rei de Israel tinha rasgado as próprias roupas, e mandou dizer a ele: “Porque você rasgou as roupas? Deixe que ele venha ao meu encontro, e ficará sabendo que há um profeta em Israel”. 9 Naamã chegou com seus cavalos e seu carro, e parou na frente da casa de Eliseu. 10 Então Eliseu mandou um mensageiro até ele com esta ordem: “Vá e se lave sete vezes no rio Jordão. Seu corpo será limpo, e você ficará curado”. 11 Naamã se irritou e foi embora, dizendo: “Eu pensava que ele saísse e invocasse de pé o nome de Javé, o Deus dele. Depois passasse a mão no lugar da doença e, assim, me livrasse da lepra. 12 Por acaso o Abana e o Farfar, rios de Damasco, não são melhores que todas as águas de Israel? Eu não poderia lavar neles e ficar curado?” Virou-se e foi embora indignado. 13 Seus servos se aproximaram e disseram: “Senhor, se o profeta lhe tivesse mandado fazer alguma coisa difícil, o senhor não faria? No entanto, ele só mandou isto: ‘Lave-se, e você ficará curado’”. 14 Então Naamã desceu e mergulhou sete vezes no rio Jordão, como o homem de Deus havia dito. Sua carne se tornou como a carne de uma criança, e ele ficou curado. 15 Então Naamã voltou com toda a sua comitiva até o homem de Deus. Entrou, parou na frente do profeta e disse: “Agora eu sei que não há outro Deus na terra, a não ser em Israel! Por favor, aceite um presente do seu servo”.  Eliseu respondeu: “Pela vida de Javé, a quem eu sirvo: não aceitarei nenhum presente”. Naamã insistiu para que ele aceitasse, mas ele recusou.

“O único Deus que pode curar é Javé, e ele está ligado a um povo, a uma terra e a um projeto. A terra de Israel é sagrada, porque é a terra que Javé deu ao seu povo, para este realizar aí o projeto de vida, O profeta realiza sinais que mostram a presença desse Deus no meio  do seu povo, o qual sofre as conseqüências de um sistema que causa mais impressão do que libertação. Uma das moças, escrava no estrangeiro, é capaz de ver esse Deus ultrapassando as fronteiras para curar e dar vida, enquanto o próprio rei de Israel desconhece o fato. Ao ser curado, o estrangeiro  aprende que a vida é dom de Deus, e não objeto de troca. Por isso, reconhece que o único Deus é Javé. Geizi, que vive ao lado do profeta, não compreende essa gratuidade e procurar tirar proveito para enriquecer-se, ganhando com isso a própria ruína.”

REFLEXÃO: Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo. Amados irmãos e irmãs, vimos que pela fé de uma jovem estrangeira, da terra dos arameus, é capaz de perceber que o Deus de Israel pode curar o seu patrão; coisa que o rei se sentiu injuriado com a carta escrita para  o profeta Eliseu. Muitas vezes pensamos que para a cura seja realizada por mais que possa parecer difícil até para a medicina, o Deus da gratuidade e da vida; pode realizar prodígios e portentos. Vimos que Naamã no primeiro instante achou uma loucura o ter que ir banhar-se sete vezes no rio Jordão, o que lhe foi dito: se o profeta mandasse fazer algo difícil tu a farias, mas como foi se banhar, não quer? Vá! E verás que ele tem razão. Tudo o que para nós parece insignificante não damos valor e é aí que muitas vezes erramos. Assim como os pequeninos frascos é que guarda perfumes maravilhosos, também nas coisas simples é que acontece o milagre. Que Deus nos dê a graça da fé. PAZ E MISERICÓRDIA!

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s