Os filhos retratam os pais

Tobias 9,1-6

g321 Tobias chamou, então, Rafael e lhe disse: 2 “Azarias, meu irmão, leve com você quatro criados e dois camelos, 3 vá até Rages e procure a casa de Gabael. Entregue-lhe o documento, recebe  dele o dinheiro e o convide a vir até aqui para a festa do casamento. 4 Você sabe que meu pai está contando os dias, e se eu atrasar um dia que seja, vou lhe causar muita preocupação. E você sabe também que não posso quebrar o compromisso com Raguel.” 5 Então Rafael partiu para Rages, acompanhado dos quatro criados e levando os dois camelos. Hospedaram-se na casa de Gabael. E Rafael lhe entregou o documento, deu-lhe a notícia que Tobias, filho de Tobit, havia se casado e que o convidava para a festa do casamento. Gabael foi depressa pegar as sacolas ainda lacradas e as contou na presença de Rafael.  Depois carregaram tudo sobre o s camelos. 6 Os dois madrugaram, e juntos partiram para a festa do casamento. Ao entrarem na casa de Raguel, encontraram Tobias à mesa. Ele se levantou imediatamente para cumprimentá-lo. Então Gabael o abençoou chorando e dizendo: “Bom filho de um homem excelente, justo e bom! Que Deus lhe dê a benção do céu, a você e à sua esposa, ao pai e à mãe de sua esposa. Bendito seja Deus, porque vejo em você o retrato vivo do meu primo Tobit”.

“O amor traz novo objetivo à vida de Tobias, colocando o dinheiro em segundo plano. O elogio e benção de Gabael mostram que os filhos são um retrato dos pais, em outras palavras, “pelo fruto se conhece a árvore.”

REFLEXÃO:

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo. Amados irmãos e irmãs, a lição maravilhosa que encontramos neste texto de hoje nos faz recordar um filho bom e obediente. Para Tobias tudo deveria ser realizado rapidamente, pois o seu pai contava os dias de sua volta, como filho exemplar, ele não queria deixá-los preocupados, Tobias estava certo de que seus pais estavam preocupados pela viagem que fizera. O filho obediente além de receber elogios, também os pais recebem “Bom filho de um homem excelente, justo e bom! Bendito seja Deus, porque vejo em você o retrato vivo do meu primo Tobit” Ao contrário disto seria muito triste, ver um filho que dá tristeza aos pais. E mais, “pelo fruto se conhece a árvore.” Peçamos então a Deus a graça da fidelidade para que possamos ser um retrato vivo de nossos pais, também quando este pai for um verdadeiro pai, não é mesmo? Para ser acompanhado pelo anjo Rafael acredito que tanto o pai como o filho eram íntegros a Deus. E nós? PAZ E MISERICÓRDIA!

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s