Ester 7, 1-10

festival_esther-edward_armiForca do Hamã

_1 O rei e Amã foram ao banquete da rainha Ester. 2 Neste segundo dia, enquanto bebiam vinho, o rei disse novamente a Ester: “Peça-me o que você quiser, rainha Ester, e eu o concederei a você. Qual é o seu pedido? Darei a você até a metade do meu reino”. 3 A rainha  Ester respondeu : “Se o senhor quiser fazer-me um favor, se lhe parecer bem, o meu desejo é que me conceda a vida, e o meu desejo é a vida do meu povo. 4 Porque eu e o meu povo fomos vendidos para sermos exterminados, mortos e aniquilados. Se nos tivessem vendido para sermos escravos e escravas eu ficaria calada, pois tal desgraça não acarretaria prejuízo  para o rei”. 5 Então o rei perguntou à rainha Ester: “Quem é e onde está o homem que planeja fazer isso?” 6 Ester respondeu: “O perseguidor e inimigo é  este perverso Amã”. Então Amã ficou apavorado diante do rei e da rainha. 7 Enfurecido, o rei se levantou, deixou o banquete e foi para o jardim do palácio. Amã ficou aí, implorando junto à rainha pela sua própria vida, pois compreendeu que o rei já tinha decidido a sua desgraça. 8 Quando o rei voltou do jardim do palácio para a sala do banquete, encontrou Amã caído sobre o divã, onde se encontrava Ester. E o rei gritou: “E você ainda se atreve a violentar a rainha diante de mim, dentro do meu palácio!” O rei deu uma ordem, e imediatamente cobriram o rosto de Amã. 9 Harbona, um dos eunucos, sugeriu ao rei: “Na casa de Amã há uma forca de vinte  e cinco metros, que Amã tinha preparado para Mardoqueu, aquele que falou em defesa do rei”. E o rei ordenou: Enforquem nela Amã. 10 Então enforcaram Amã na forca que ele tinha preparado para Mardoqueu. E a ira do rei se acalmou.O pedido e desejo de Ester são os mesmos de todo o povo: a vida. No entanto, para que todos tenham vida é preciso denunciar a perversidade do sistema opressor, que vende o povo para ser exterminado, morto e aniquilado. Além do mais, o que se ganha, destruindo o povo? A atitude de Ester é exemplo ousado para qualquer autoridade: ela arrisca a própria vida para salvar a vida do povo e a ele servir”.

REFLEXÃO:

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo. Amados irmãos e irmãs, é incrível quando nós olhamos com bons olhos todas as coisas, e nunca colocando maldade na história, nos fatos; pois bem sabemos que a lei do retorno acontece aqui mesmo enquanto vivermos. Na Sagrada Escritura fala assim: “Não façais aos outros aquilo que não quereis que outros te façam”. Ontem vimos o lado da moeda de Amã; vemos mais uma vez, o que ele preparou para o Mardoqueu o rei mandou que se fizesse para Amã. O que fez Amã? Ergueu arbitrariamente uma forca para enforcar o judeu, acabando ele próprio sendo enforcado. Quando somos pessoas tementes a Deus, nada disso acontece com pessoas que procuram fazer o bem mesmo sem escolher a quem. A atitude de Ester é um exemplo ousado, pois para salvar o seu povo ela não mediu sacrifícios e nem olhou os limites. Que Deus nos dê a graça de fazer o bem, e se algum dia fizemos o mal, imediatamente procuremos a pessoa vitima e peçamos perdão enquanto há tempo. PAZ E MISERICÓRDIA!

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s