A Lei em benefício do povo

Ester 8, 1-11

101 Nesse mesmo dia, o rei entregou à rainha Ester a casa de Amã, o perseguidor dos judeus. E Mardoqueu foi apresentado ao rei. Este já sabia, por meio de Ester, do parentesco que ele tinha com a rainha. 2 O rei tirou o anel que tinha retomado de Amã e o entregou a Mardoqueu. E Ester confiou a Mardoqueu a administração da casa de Amã. 3 Ester tornou  a falar com o rei. Caiu aos pés dele e chorou, suplicando para anular o plano que Amã, o agagita, tinha maquinado contra os judeus. 4 Quando o rei estendeu o cetro de ouro para Ester, ela se levantou e, de pé na presença do rei, 5 continuou: “Se lhe parece bem, se o senhor me quiser conceder, se o meu pedido lhe parecer justo e se está contente comigo, revogue por escrito o decreto que Amã, filho de Amadates, o agagita, mandou escrever para exterminar os judeus de todas as províncias reais. 6 Como poderia eu contemplar a desgraça que atingiria o meu povo? Como poderia contemplar o extermínio da milha família?” 7 O rei Assuero respondeu à rainha Ester e ao judeu Mardoqueu: ”Vocês sabem que dei a Ester a casa de Amã e mandei enforcá-lo por atentar contra os judeus. 8 Agora, em nome do rei, escrevam o que vocês acharem melhor para os judeus, e lacrem o escrito com o anel do rei . Todo decreto redigido em nome do rei e lacrado com o seu anel, é irrevogável. 9 No dia vinte e três do terceiro mês, chamado Sivã, os escrivães do reino foram convocados e, exatamente como ordenou Mardoqueu, foi redigido um documento destinado aos judeus, aos sátrapas, governadores e chefes das províncias, governadores  e chefes das províncias, para as cento e vinte províncias, que se estendiam desde a Índia até a Etiópia. O documento foi mandado a cada província na escrita de cada uma e a cada povo em sua língua, e aos judeus em seu alfabeto e língua. 10 Estas cartas redigidas em nome do rei Assuero e lacradas com o selo real, foram levadas por correios montados em cavalos da estrebaria real. 11 Nessas cartas o rei concedia aos judeus, em toda cidade onde estivessem, o direito de se reunir e defender, de exterminar, matar e aniquilar qualquer pessoa armada, de qualquer povo ou província, que os atacasse, inclusive mulheres e crianças, além do direito de saquear-lhe os bens,

“Para que o povo possa viver, é preciso reestruturar o poder. Como primeiro passo, será necessário introduzir no poder gente que desmascare a injustiça reinante nos altos escalões e crie formas de punir os opressores. Em seguida, será preciso retirar aqueles que só buscam seus privilégios e interesses à custa do povo, e substituí-los por pessoas que participam das reivindicações populares. Mas não basta substituir pessoas. É necessário também abolir leis que massacram o povo e criar outras que lhe defendam os direitos. Então o povo poderá verdadeiramente fazer festa sem que sua alegria seja manipulada por um sistema que explora e oprime”.

REFLEXÃO:

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo. Amados irmãos e irmãs; vimos que realmente quando alguém maquina determinado mal a uma pessoa, se ela realmente é fiel, integra, de fé, perseverante e confiante, chegará ao ponto de ver o que foi maquinado contra ela, verá a presença viva de Deus ao seu favor. Isto é, ela vai ver a Lei do retorno acontecer e participará da grande vitória. O povo judeu pôde ver com seus próprios olhos, aquele que enforcaria Mardoqueu, tudo teve a sua viravolta, e o próprio opressor é enforcado na forca que ele mesmo mandou erguer para a sua vitima. Peçamos irmãos à graça da misericórdia, a fim de que também nós possamos ver os nossos inimigos passar por aquilo que tramam contra nós. PAZ E MISERICÓRDIA!

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s