De onde vem a força dos fracos?

1º Macabeus 3, 10-26

«El-triunfo-de-Judas-Macabeo»-de-Rubens-crop_10 Apolônio reuniu pagãos e um forte contingente militar da Samaria, a fim de lutar contra Israel. 11 Ao saber disso, Judas saiu para enfrentá-lo. Conseguiu vencer e matar Apolônio, do qual muitos soldados tombaram mortos, e o resto fugiu. 12 Ao recolher os despojos, Judas pegou a espada de Apolônio e, daí para frente, passou a lutar sempre com ela. 13 Seron, general do exercito sírio, ouviu falar que Judas tinha reunido em torno de si um partido numeroso, formado de homens fieis e dispostos para a guerra. 14 Ele pensou: “Vou ficar famoso e ganhar prestigio no reino, lutando contra Judas e seus partidários, que desprezaram as ordens do rei”. 15 Então o Seron se preparou, e a ele se ajuntou um grande exército de gente ímpia, que subiu com ele para vingar-se dos israelitas 16 Seron avançou até a subida de Bet-Horon, onde Judas foi enfrentá-lo com pouca gente. 17 Ao ver a multidão que vinha se aproximando para enfrentá-los, os homens de Judas lhe disseram: “Somos Poucos. Como é que podemos enfrentar essa multidão forte e armada? Além disso, estamos cansados. Hoje ainda não comemos nada”. 18 Judas respondeu: “Não é difícil que muitos caiam na mão de poucos, Não faz diferença para Deus salvar com poucos ou salvar com muitos. 19 A vitória na guerra não depende da multidão de soldados, mas da força que vem do céu. 20 Eles vêm contra nós cheios de  insolência e injustiça, para eliminar a nós, nossas mulheres e nossos filhos, e levar tudo o que temos. 21 Nós, porém, lutamos por nossa vida e nossas leis. 22 Por isso, Deus vai esmagá-los diante de nós! Não tenham medo”. 23 Judas terminou de falar e os atacou de surpresa. E Seron com seu exército foram esmagados diante de Judas. 24 Os homens de Judas perseguiram o inimigo pela baixada de Bet-Horon, até a planície. Seron perdeu oitocentos homens, e o resto fugiu para a região dos filisteus. 25 Então Judas e seus companheiros começaram a ser temidos, e o pavor dominou as nações vizinhas. 26 Sua fama chegou até o rei, porque todas as nações comentavam as batalhas de Judas.

“A luta desigual entre um exército armado e um pequeno grupo relembra as antigas lutas do tempo dos Juízes de Davi. O que dá eficácia à luta é o esforço para defender a vida e o projeto que é dirigido para a conquista da liberdade. E quem lidera essa luta é o próprio Deus”.

REFLEXÃO:

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo. Amados irmãos e irmãs, é muito forte ler que: não é difícil que muitos caiam nas mãos de poucos, somos poucos, hoje ainda não comemos nada, estamos cansados; olhemos os estado com o qual aquele pequenino grupo iria enfrentar um exército. Para aquele que estava diante do pequenino e indefeso grupo, não fazia diferença; eu pergunto, POR QUÊ? Judas que era homem temente a Deus, simplesmente disse: “Não tenha medo!”, contudo Judas sabia que naquele momento só era necessário compreender que quem os guiava não eram homens, mas quem ia à frente deles era o próprio Deus. Além disso, o que daria eficácia à luta é o esforço para defender a vida e o projeto que é dirigido para a conquista; pois quem lidera essa luta é Deus. Peçamos a Deus que nos dê a fidelidade e a integridade de filhos de Deus, assim não precisaremos temer nada que vem a nós por parte de pessoas maléficas, pois nosso Deus sempre nos dará a VITÓRIA. PAZ E MISERICÓRDIA!

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s