Deus está presente na luta

2ª Macabeus 10, 24-28 e 35-38

00_archangel_michael_closeup24 Já antes derrotado pelos judeus, Timóteo reuniu numeroso e variado exército estrangeiro recrutou numerosa cavalaria da Ásia e apareceu para ocupar militarmente a Judéia. 25 Os companheiros do Macabeu se reuniram com ele para rezar a Deus. Cobriram de pó a cabeça, vestiram-se com panos de saco 26 e, prostrados no degrau que fica em frente do altar, suplicaram que Deus fosse favorável a eles, que se tornasse inimigo de seus inimigos e adversário de seus adversários, como a Lei diz claramente. 27 Terminada a oração, pegara em armas e se afastaram bastante da cidade. Entretanto, ao chegarem perto dos que vinham combater contra eles, pararam. 28 Mal raiou a madrugada, uns e outros se lançaram à luta. Uns, além da boa disposição, tinham com garantia de êxito e de vitória a proteção do Senhor. 35 Ao amanhecer do quinto dia, porém, vinte jovens dos companheiros do Macabeu, inflamados por causa dessas blasfêmias e cheios de coragem, atacaram a muralha e, com furor selvagem, matavam quem chegasse ao seu alcance. 36 Os demais subiram por outro lado, e, surpreendendo os de dentro, incendiaram as torres provocando fogueiras e queimando vivos os que blasfemavam. Enquanto isso, os primeiros arrebentaram as portas, abrindo caminho para o restante do exército. E conquistaram então a fortaleza. 37 Mataram a Timóteo, o que se havia escondido na cisterna, e também seu irmão Quéreas e Apolófanes. 38 Depois de tudo isso, com hinos e ação de graças louvaram ao Senhor, que tinha feito tão grande benefício em favor de Israel, concedendo a eles essa vitória.

“Podemos notar que o autor não respeita a ordem dos acontecimentos. Interessa-lhe apenas mostrar que a luta de Judas Macabeu e seus companheiros conta com o auxilio divino, que os torna invencíveis.”

Reflexão:

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo; amados irmãos e irmãs. Nosso Deus não é o Deus da guerra, mas da Justiça e da Paz. Sabemos que existem pessoas que procuram constantemente destruir a outras, e é aí que Nosso Amável Senhor entra em toda e qualquer circunstância onde uma pessoa ou povo é oprimido ou ameaçado, Deus se torna seu aliado e defensor, foi isso que nós vimos acontecer aos judeus nessa passagem de hoje. A coragem com que eles lutavam não vinha deles, eles sabiam que Deus lutava no lugar deles e que os protegeria do agressor. Peçamos a Deus irmãos a graça da coragem e da confiança Nele, sobretudo nas dificuldades quando já não conseguimos compreender as coisas com clareza, para que nosso ânimo seja renovado e que tenhamos a certeza de que a Vitória será Dele. Paz e Misericórdia!

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s