Vitória do Povo Contra o Inimigo de Deus

2ª Macabeus 14,1-14

226 - Judas Macabeo conquista JerusalénTraindo a causa do povo_ 1 Três anos depois, os companheiros de Judas souberam que Demétrio, filho de Seleuco, tinha desembarcado no porto de Trípoli com grande exército  e uma frota de navios, 2  e que tinha  tomado o país, depois de eliminar Antíoco e seu tutor Lísias. 3 Tal Alcimo, que tinha sido sumo sacerdote e se contaminara voluntariamente por ocasião da revolta, percebeu que para ele não haveria mais salvação, e que não lhe seria jamais permitido aproximar-se do altar sagrado. 4 Por volta do ano cento e cinqüenta e um, procurou o rei Demétrio, levando-lhe uma coroa de ouro, um ramo de palmeira e alguns dos ramos de oliveira que é costume  oferecer no Templo. E nesse dia não pediu nada. 5 Encontrou, porém, uma oportunidade favorável para a sua loucura, quando Demétrio o chamou diante do conselho. Interrogado sobre a disposição e intenções dos judeus, ele respondeu: 6 “Os Judeus chamados assideus, dirigidos por Judas Macabeu, fomentam a guerra e provocam revoltas, impedindo  que o reino alcance sua desejada estabilidade. 7 Por isso depois de ter perdido o cargo que recebi dos meus pais, isto é, o cargo de sumo sacerdote, aqui me apresento agora. 8 Estou sinceramente querendo, em primeiro lugar, os interesses do rei e, em segundo, os interesses de meus concidadãos, porque é pela falta de bom senso dos mencionados homens que o nosso povo está sofrendo muito. 9 Desejo que o senhor rei se informe de tudo isso em pormenores e, segundo sua bondade compreensiva para com todos, assuma o cuidado do país e do nosso povo, que está rodeado de perigos. 10 Enquanto Judas viver, será impossível alcançar a paz. 11 Dito isso, logo os outros amigos do rei, irritados com os sucessos de Judas, começaram a inflamar Demétrio. 12 Então ele escolheu Nicanor, comandante do batalhão dos elefantes, o nomeou governador da Judéia e para aí o mandou. 13 Deu-lhe ordem para matar Judas, dispersar seus companheiros, e colocar Alcimo como sumo sacerdote do Templo máximo. 14 Os pagãos da Judéia, que tinham fugido de Judas, se ajuntaram em torno de Nicanor, imaginando que o malogro e a desgraça dos judeus reverteriam em felicidade para eles.

“Em meio à resistência heroica daqueles que buscam a liberdade do povo, temos também os que buscam os próprios interesses e privilégios, traindo a causa do povo e sabotando o movimento revolucionário”.

REFLEXÃO:

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo. Amados irmãos e irmãs, se tornaria muito triste quando pensamos que com a desgraça dos outros, reverteria em felicidade para eles; quando isto acontece podemos ver claramente que mais cedo ou mais tarde a Lei do retorno se fará presente para quem trama emboscada para irmãos. Busquemos irmãos e irmãs, viver da caridade, da misericórdia, ter uma vida centrada, assim tudo de bom que fizermos para o outro veremos que o amor de Deus se fará presente. Que o Deus da paz, nos dê um coração humilde que possa ser portador da PAZ! “Por que a felicidade que semear na vida do próximo se transformará em luz em seu caminho”. PAZ E MISERICÓRDIA!

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s