Deus faz justiça ao inocente

Salmo 5,1-13

 santa-Tatiana2 Javé, escuta minhas palavras, leva em conta o meu gemido. 3 Ouve atento meu grito por socorro, meu Rei e meu Deus! É a Ti que eu suplico Javé! 4 Pela manhã te apresento a minha causa, e fico esperando… 5 Tu não és um Deus que ame a injustiça. O malvado não é teu hospede. 6 Não, os arrogantes não se mantêm na tua presença. Odeias todos os malfeitores 7 e destróis os mentirosos, Javé rejeita o homem sanguinário e traiçoeiro. 8 Quanto a mim, por teu grande amor, eu entro em tua casa. Cheio de temor, eu me prostro voltado para o teu sagrado santuário. 9 Guia-me Javé, com tua justiça, por causa dos que me espreitam. Endireita na minha frente o teu caminho! 10 Pois eles não falam com sinceridade, e o seu íntimo está cheio de maquinações. Sua garganta é um túmulo aberto e sua língua é aduladora. 11 Declara-os culpados, ó Deus. Que seus planos fracassem! Expulsa-os por seus crimes numerosos, porque se revoltam contra ti. 12 Fiquem alegres todos os que se abrigam em ti, e se rejubilem para sempre. Tu os proteges, e em ti exultam os que amam o teu nome. 13 Pois tu, Javé, abençoas os justos, teu favor o protege como escudo.

“Súplica de um inocente injustamente acusado. Ele apresenta a sua causa a Deus confiando que Deus lhe fará justiça. Injustamente acusado e sem possibilidades de defesa, o salmista entrega publicamente a sua causa a Deus. Deus é justo, e o oprimido sabe que ele não aprova a injustiça, nem é conivente com ela. Sua inocência lhe garante que Deus não o rejeitará. O salmista denuncia a grande arma dos injustos: acusar e condenar os inocentes que lhes atrapalham os planos perversos. A verdadeira justiça consiste em declarar a culpa de uma estrutura criada pelos injustos. A comunidade se alegra, porque Deus liberta o inocente, abrindo um horizonte de esperança para os justos”.

REFLEXÃO:

                  Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo. Amados irmãos e irmãs. Verdadeiramente este salmista deixou uma grande esperança para aqueles que são justos diante de Deus. No dia a dia ainda hoje eu vejo o mesmo acontecer na sociedade moderna. Chega alguém com as melhores intenções para ajudar os que sofrem, com conhecimento necessário; o que acontece? Eu não estou gostando de você, estou com medo de que com a sua experiência poderá me tirar do meu emprego. E então o salmista vem nos clareando, a grande arma dos injustos é acusar e condenar, pois em sua perversidade, acredita que se o outro sabe mais do que ele, poderá lhes atrapalhar os seus planos perversos. Ao contrário, o inocente sabe que o seu coração é misericordioso, jamais perturbará ninguém em sua caminhada, pois o justo é temente a Deus é só pensa o melhor daquele que caminha ao seu lado. Deixo um convite a todos aqueles que adentrarem neste blog. Busquemos viver no amor de Deus, deixando que o irmão seja ele quem for, mesmo não sendo simpático para nós tenha livre o seu limite de liberdade, assim Deus os criou.Que o Espírito Santo nos ilumine afim de que saibamos ser sinceros, caridosos, e não usemos a arma dos injustos que é acusar e condenar a ninguém. Que todos sejam abençoados pelo Deus dos justos e das misericórdias. Amém! Aleluia! Em Deus nós amamos a todos. PAZ E MISERICÓRDIA!

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s