Até quando Javé?

Salmo 13, 1-6

 jezus_zonden1 Javé, até quando me esquecerás? Para sempre? Até quando esconderás de mim a tua face? 2 Até quando terei sofrimento dentro de mim, e tristeza no coração dia e noite? Até quando meu inimigo vai triunfar? 3 Atenção, Javé, meu Deus! Responde-me! Ilumina os meus olhos, para que eu não adormeça na morte. 4 Que meu inimigo não diga: “Eu o venci!” E meus opressores  não exultem com o meu fracasso. 5 Quanto a mim eu confio no teu amor! Meu coração exulta com a tua salvação. Vou cantar a Javé por todo o bem que Ele me fez!

Súplica de uma pessoa perseguida ou em perigo de morte. As perguntas insistentes mostram a impaciência de quem se encontra mergulhado no sofrimento, A impressão é de que Deus é indiferente. Se Deus não salvar o justo, o próprio nome de Deus ficará comprometido diante desse fracasso. E o injusto se alegrará, cantando vitória. A declaração de confiança mostra que a pessoa já foi atendida ou acredita que brevemente o será”.

REFLEXÃO:

                   Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo. Amados irmãos e irmãs. Quando a pessoa se esquiva ela vai se sentir sozinha, isolando-se até mesmo da presença de Deus; sabemos bem que Deus respeita a sua criatura, deixando-a no seu livre arbítrio. Em meio ao sofrimento, não podemos ficar na espreita esperando que Deus faça a sua parte quando da minha não tomo nenhuma providencia. Como? Precisamos recorrer a Deus, precisamos rezar, precisamos buscá-lo; é pela fé que cada um de nós confiantes falaremos com Deus, sobre o que existe em nossa vida que nos leva ao desanimo. A pessoa perseguida, precisa ser forte, não deixando abater, assim o inimigo vai retroceder diante do sofredor que como Jó se torna forte, não fique sozinho, busca as pessoas que oram com poder, que canta ao Senhor Deus por todo o bem que Ele fez em nossas vidas. O Senhor Deus se levantará para defender os pobres oprimidos os necessitados que gemem. A promessa do Senhor são palavras sinceras, sem nenhuma impureza, Ele ama o justo, e os de corações retos contemplarão a face de Deus. Não podemos cruzar os braços diante dos irmãos que sofrem, continuaremos a nossa grande corrente de louvor, de oração, de hinos de glória a este Deus que contempla o mundo, e suas pupilas examinam os homens. Demos glória ao Deus da Paz e do Amor; sejam todos abençoados. Amém! Aleluia! PAZ E MISERICÓRDIA!

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s