O Servo se curva diante de Deus

Salmo 42,1-12

prostrado_22 Como a corça bramindo por águas correntes, assim minha alma está bramindo por ti, ó meu Deus! 3 Minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo: quando voltarei a ver a face de Deus?  4 As lágrimas são o meu pão, noite e dia, e todo dia me perguntam: “Onde está o seu Deus?” 5 Começo a recordar as coisas e minha alma em mim se derrama: quando eu passava, à frente do grupo, em direção à casa de Deus, em gritos de alegria e louvor, no barulho da festa. 6 Por que te curva, ó minha gemendo dentro de mim? Espera em Deus, eu ainda o louvarei: “Salvação da minha face e meu Deus”! 7 Minha alma se curva dentro de mim, e por isso eu me lembro de ti, desde a terra do Jordão e do Hermon, de ti, ó pequena montanha. 8  Grita um abismo  a outro abismo com o fragor de tuas cascatas; tuas vagas todas e tuas ondas passaram sobre mim. 9 De dia Javé, manda o seu amor, e durante a noite eu vou cantar uma prece ao Deus da minha vida. 10 Vou dizer a Deus: “Meu rochedo, por que te esqueces de mim?  Por que devo andar pesaroso sob a opressão do inimigo?” 11  Esmigalhando-me os ossos, meus opressores me insultam, perguntando todo dia: “Onde está o seu Deus?” 12 Por que te curvas, ó minha alma,  gemendo dentro de mim?  Espera em Deus, eu ainda o louvarei: “Salvação da minha, face e meu Deus!”

“Súplica, provavelmente de um sacerdote injustamente julgado, condenado e exilado. Apresenta a imagem do animal selvagem e sedento, traduzindo o sentimento do exilado. A pergunta dos estrangeiros, ele se lembra do passado: a presença especial de Deus em Jerusalém. Diálogo interior, onde o “eu profundo” procura encorajar e trazer esperança para o drama interior do presente. Os estrangeiros continuam a desafiá-lo: “Onde está o seu Deus”? Além disso, o monte Hermon, com suas cascatas, símbolo da benção do deus baal, torna-se contínuo tormento, que lembra ainda mais a pátria distante. O futuro se abre na esperança. A luz e a verdade conduzirão o exilado para Jerusalém, onde o próprio Deus o julgará com justiça”.

REFLEXÃO: Todo poder foi dado a Nosso Senhor Jesus Cristo, no Céu, na Terra e nos Infernos, onde todos os joelhos se curvam. Se assim, é também uma pessoa pobre, humilde, de fé, confiante, se curva diante da Realeza do Rei do Universo, a Ele que foi outorgado todos os poderes. Ele é o Médico dos Médicos, Ele Rei dos Reis. Ele é o Príncipe dos Príncipes, Ele é o Príncipe da PAZ! Aquele que vai ao encontro dos doentes, abandonados, pobres, deficientes, aqueles que estão em UTIS, todos os rejeitados, os que se encontram em sequestros, seja onde for o seu cativeiro, aqueles irmãos que estão escondidos por causa da AIDS, a esses Ele vem com o seu amor Misericordioso. Irmão e irmã, hoje de que estais necessitando, o que precisas de mais urgente? Eu acredito que precisas de um clamor, primeiro vamos pedir perdão a quem precisamos pedir, CORAGEM! VÁ! Peça perdão e perdoa também, assim iremos de coração puro e mãos limpas, pedir a Deus a libertação, de tudo o que está nos oprimindo, veremos os prodígios, as graças acontecerem aí onde você se encontra; pois para Deus não há fronteiras. Sejam libertos, lavados, purificados no Sangue Redentor de Jesus Cristo. “A Ti Senhor, toda honra, toda glória, todo louvor e adoração”. Assim Sejas! Amém! PAZ E MISERICÓRDIA.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s