O que Deus ganha com a minha morte?

Salmo 88,1-15

o-filho-da-viuva-de-naim2 Javé meu Deus, de dia eu te peço auxilio, e de noite eu grito em tua presença. 3 Que minha prece chegue a ti, inclina teu ouvido ao meu clamor. 4 Porque minha alma está cheia de males, e minha vida está à beira do túmulo. 5 Sou visto como quem baixa para a cova, tornei-me homem sem forças, 6 tenho minha cama entre os mortos, como as vítimas que jazem no sepulcro, das quais já não te lembras, porque foram arrancadas de tua mão. 7 Jogaste-me no fundo da cova, em meio às trevas do abismo. 8 Tua cólera pesa sobre mim, derramas sobre mim tuas ondas todas. 9 Afastas de mim meus conhecidos, e me tornaste repugnante para eles: estou fechado, não posso sair, 10 e meus olhos se turvam de tristeza. Eu te invoco o dia todo, estendendo as mãos para ti: 11 “Farás maravilhas pelos mortos? As sombras se levantarão para te louvar? 12 Falarão do teu amor nas sepulturas e da tua fidelidade no reino da morte? 13 Conhecem tuas maravilhas na treva e a tua justiça na terra do esquecimento?” 14 Mas meu grito para ti, Javé, minha prece  chega a ti pela manhã. 15 Javé, por que rejeitas e escondes de mim a tua face?

“Súplica numa doença mortal. O salmista já se sente no mundo dos mortos. Para o israelita, esse fato significa ficar longe da história, na qual Deus está presente e age e, portanto, estar à margem do povo de Deus, longe do culto, da salvação, completamente esquecido. O motivo sutil da súplica é que o próprio Deus sairá perdendo com a morte do salmista. Volta o tema da súplica: o salmo termina em sofrimento e solidão, sem esperança nenhuma”.

REFLEXÃO:

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo! Amados irmãos e irmãs, vemos aqui a situação do salmista um tanto negativa; ou parece que ele se sente muito distante da presença de Deus. Quem distancia é Deus ou será que o próprio salmista foi para longe do Senhor Deus e agora, se coloca na proximidade da terra dos mortos. Vejamos, muitas vezes procuramos o sofrimento, a doença, a solidão, e depois ousamos dizer que Deus nos abandonou! Reflitamos se estamos sempre em sintonia com o Senhor dia e noite; se procuramos invocá-lo sempre, se buscamos o louvor diário, por que sentir a perda de Deus; quando afastamos de Deus começamos a viver realmente um período de negativismo, tudo está ruim; nada é bom, reclamamos de tudo, de todos e até de Deus. Ao contrário, se mesmo na dor, no sofrimento, no combate espiritual, procurarmos viver dia e noite na busca do Deus criador de todas as coisas veremos que nada poderá nos abalar. Que o Deus de Abraão, Isaac, Jacó e dos nossos pais venha em nossa defesa em nosso livramento de tudo o que é pessimismo. Que sejamos todos abençoados pelo Deus da Paz e do Amor. Assim seja! Amém! PAZ EM MISERICÓRDIA.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s