Javé Arrasou Sem Piedade

Lamentações 2, 1-5 e 16-22

jerusalem_siege_by_romans_70_ad_11— Em sua ira, Javé escureceu a cidade de Sião. Do céu atirou no chão o esplendor de Israel! No dia da sua ira, esqueceu-se do apoio de seus pés. 2 O Senhor arrasou sem piedade todas as moradas de Jacó; em seu furor, destruiu as fortalezas da capital de Judá; lançou por terra, desonrados, o reino e os chefes. 3 No ardor de sua ira, cortou o poder de Israel; cruzou os braços, quando o inimigo atacava; acendeu Jacó  como tocha, tudo queimando em volta. 4 Como inimigo, disparou suas flechas, puxando com a direita; como invasor, destruiu a flor da juventude; nas tendas de Sião, atiçou o fogo da sua ira. 5 O Senhor era como inimigo, ao destruir Israel. Demoliu todos os seus palácios e derrubou suas fortalezas; na capital de Judá multiplicou o choro e o gemido. 16 Todos os seus inimigos caçoam de vocês às gargalhadas; assobiam, rangem os dentes, e vão dizendo: “Acabamos com ela! Esse é o dia que a gente espera; conseguimos e já vimos. 17 Javé realizou o seu projeto, cumpriu sua palavra, que dissera há muito tempo destruiu sem compaixão, exaltou o adversário, dando ao inimigo o gozo da vitória. 18 Grite de coração ao Senhor, ó muralha da capital de Sião; derrame rios de lágrimas, dia e noite; você não deve parar de chorar, nem descansar seus olhos. 19 Levante-se e grite na noite, quando começam as trocas da guarda, derrame como água o seu coração diante do Senhor pela vida de seus filhos, levante para ele as mãos. Eles estão desmaiando de fome pelas esquinas da cidade. 20 “Vê, Javé, e considera: a quem já trataste assim? Quando as mulheres comeram os seus próprios filhos, os bebês que levam ao colo? Quando assassinaram sacerdotes e profetas no Templo do Senhor? 21 Velhos e jovens estão prostrados no chão das ruas; meus jovens e minhas jovens caíram ao fio da espada. No dia da tua ira, tu mataste, e assassinastes sem dó! 22 Convocastes, como para uma festa, terrores que me cercam. Não houve quem fugisse ou escapasse, no dia da ira de Javé. Todos aqueles que eu pajeei e criei, o inimigo matou!

“Descreve com detalhes terríveis a destruição de Jerusalém e a ruína do Templo. É possível que o autor seja uma testemunha dos fatos. Ele pede que a cidade arruinada grite para que Javé tenha compaixão.”

REFLEXÃO:

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo! Amados irmãos e irmãs, no livro das lamentações percebemos que realmente aquele povo no final da sua história somente havia lamentações, imaginem vocês, assim disse este livro que as mães comeram os seus próprios filhos bebê? É claro que ninguém iria escapar da ira do Senhor Deus; para chegar a este ponto era demais a perversidade daquele povo. Vejamos que Deus a muito tempo havia falado com seu povo, porém, não prestavam atenção a voz do Senhor, foi exatamente por isso que Deus realizou o seu projeto, e o destruíu sem compaixão; exaltando o adversário, dando ao inimigo o gozo da vitória. Quando também nós não damos atenção à voz do Senhor Deus, Ele poderá um dia chegar ao ponto de fazer conosco a mesma coisa, é claro se for uma desobediência menor, o castigo também será menor; tudo virá no tempo de Deus e não ao nosso. Peçamos a Deus a graça e a benção de sermos fieis e observadores das Suas Leis, para que sejamos dignos da sua compaixão e misericórdia. PAZ E MISERICÓRDIA!

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s