A desgraça se transforma em Súplica

Joel 1, 13-20

soja-1—13 Vistam-se de luto e chorem sacerdotes! Gemam ministros do altar! Venham dormir em panos de saco, os ministros de Deus! Pois não há mais ofertas e libação de vinho no Templo do Deus de vocês. 14 Proclamem um jejum, convoquem uma assembléia, reúnam na casa de Javé, Deus de vocês, os chefes com todos os moradores da região. E gritem a Javé. 15 Ah! Que dia! De fato, o Dia de Javé está próximo e vem com devastação do Todo-Poderoso. 16 Por acaso, o alimento não desapareceu da nossa vista, e a alegria e o contentamento da casa do nosso Deus? 17 A semente secou debaixo da terra, os silos estão vazios, as tulhas estão limpas, pois a colheita se perdeu. 18 O rebanho está mugindo e o gado está inquieto, pois não há mais pastos, e as ovelhas morrem de fome. 19 A ti Javé, eu invoco, pois o fogo devorador a invernada e a chama consumiram todas as árvores do campo. 20 Até as feras gritam a ti, pois secou a água dos córregos e fogo devorou a invernada.

“A falta de colheitas tira do povo o alimento e até o impede de oferecer a Javé os primeiros frutos; oferta essa que lhe garantia a bênção de Javé para a sustentação da vida. Quem não tem nada para oferecer, ofereça a privação mesma. O luto, o jejum e a súplica formam o grande ato litúrgico que leva a comover a Javé, o Senhor da natureza, a fim de que ele acalme a sua ira e abençoe novamente o povo”.

REFLEXÃO:

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo! Amados irmãos e irmãs, vimos em que ponto aquele povo se encontrava; em penúria total, e foi através desta situação desconfortável que eles entraram em atitude de súplicas a Javé. Para eles, até que a mãe terra não mais lhe fornecesse os alimentos e a água tudo era bom e não tinham necessidades de ir ao encontro de Deus. Não tendo mais nem o que oferecer a Deus os primeiros frutos, sendo que esta oferta fazia com que Javé lhes garantisse a benção da vida. Aqui vimos que até a alegria dos homens desapareceu. O que oferecerá a Deus? Oferecerá a PRIVAÇÃO de tudo; O luto, o jejum e a Súplica formam o grande ato que levam a comover à ira de Javé, para que novamente os abençoe. Se aqueles povos não fossem de corações duros, não se desviassem da presença de Deus, se não faltassem com os mandamentos, não passariam pela destruição da natureza. Rezemos irmãos e irmãs, a fim de que sejamos fiéis, íntegros, obedientes, e que não busquemos ídolos mortos que não levam a nada, além das grandes catástrofes. Que o Senhor Deus nos abençoe hoje e sempre. PAZ E MISERICÓRDIA!

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s