Javé olha o coração

1ª Samuel 16, 1- 13

david-y-adonias1 Javé disse a Samuel; “Até  quando você vai ficar lamentando Saul? Fui eu mesmo que o rejeitei como rei de Israel. Encha a vasilha de óleo. Ordeno que você vá ter com a família de Jessé, o belemita, porque eu escolhi um rei entre os filhos dele”. 2 Samuel replicou: “Como posso ir? Saul me matará, se ficar sabendo!” Javé, porem, disse: “Leve um bezerro, e diga que foi fazer um sacrifício para Javé. 3 Convide Jessé para o sacrifício, e eu mostrarei o que você deverá fazer, você ungirá para mim aquele que eu apontar”. 4 Samuel fez o que Javé mandou. Quando chegou a Belém, os anciãos da cidade foram ansiosos ao seu encontro, e perguntaram: “Você está vindo em missão de paz?” 5 Samuel respondeu: “Sim. Eu vim para oferecer um sacrifício a Javé. Purifiquem-se e venham comigo para o sacrifício”. Samuel purificou Jessé e seus filhos e os convidou para o sacrifício. 6 Quando chegou, Samuel viu Eliab e pensou: “Certamente é este que Javé quer ungir!” 7 Javé, porém, disse a Samuel: “Não se impressione com a aparência ou estatura dele. Não é esse que eu quero, porque Deus não vê como o homem, porque o homem olha as aparências, e Javé olha o coração”. 8 Jessé chamou Abinadab e o apresentou a Samuel. Samuel disse: “Também não foi esse que Javé escolheu”. Jessé apresentou Sama, mas Samuel disse: “Também não foi esse que Javé escolheu”. 10 Jessé apresentou sete dos seus filhos. E Samuel respondeu: “Não foi nenhum desses que Javé escolheu”. Então Samuel perguntou a Jessé: “Estão aqui todos os seus filhos?” Jessé respondeu: “Falta o menor. Ele está tomando conta do rebanho”. E Samuel disse a Jessé: “Mande buscá-lo, porque não nos sentaremos à mesa enquanto ele não chegar”. 12 Jessé mandou chamá-lo e o fez entrar: era ruivo, seus olhos eram belos, e tinha boa aparência. E Javé disse: “Levanta-te e unja o rapaz, porque é esse”. 13 Samuel pegou a vasilha de óleo e ungiu o rapaz na presença dos irmãos. Desse dia em diante, o espírito de Javé permaneceu sobre Davi. Depois Samuel voltou para Ramá.

“A narrativa sobre Saul e Davi misturam diversas tradições, muitas vezes bem diferentes entre si e até contraditórias. A unção de Davi serve de contraste com a rejeição de Saul, e salienta que Deus não age segundo critérios humanos”.

REFLEXÃO:

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo. Amados irmãos e irmãs, se bem refletimos, veremos as maravilhas de Deus pelas suas criaturas. Em um primeiro momento vemos como a história vai caminhando, Deus que não necessita de pessoas capacitadas, ele é que capacita os que ele escolhe; na história do jovem Davi, não foi escolhido pela idade que consideramos pessoa de maturidade, pessoa capacitada, ao contrário o jovem se encontrava no campo cuidando de ovelhas. Isto seria suficiente para misturar a diversas tradições, muitas vezes até diferente entre si e até mesmo contraditória. Vimos também que a unção de Davi serve de contraste com a rejeição de Saul. A sabermos Deus não age segundo os nossos critérios humanos. Quando Deus nos chama, e nós o atendemos e obedecemos, então Deus permanece conosco. Sejamos fieis ao nosso Deus e veremos as maravilhas do Senhor pairar sobre nós. Que Deus nos dê a graça da espontaneidade.  PAZ E MISERICÓRDIA!

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s