Deus se serve dos fracos

Miquéias 4, 6-14

sofrimento—6 Naquele dia —oráculo de Javé— ajuntarei as ovelhas estropiadas, reunirei as que foram dispersas, e aquelas que eu mesmo castiguei. 7 Farei das estropiadas em resto, e das dispersas uma nação forte; e, no monte Sião, Javé  reinará sobre elas, desde agora e para sempre. 8 E você, Torre do Rebanho, colina de Sião; a você virá, retornará a soberania de antes, a realeza da capital, Jerusalém. 9 Mas agora, por que você grita tanto? Você não tem um rei? Será que seus conselheiros morreram, para que a sua dor seja assim tão forte como a da mulher que dá à luz? 10 Capital de Sião contorça-se e gema, como a mulher que dá à luz, pois agora você vai sair da cidade para morar no campo. Você irá para a Babilônia; é aí que você será libertada! Aí Javé a resgatará da mão dos inimigos de você. 11 Agora, numerosas nações reúnem-se contra você, dizendo: “Que Sião seja profanada! Vamos apreciar com os nossos olhos!” 12 Mas acontece que eles não conhecem os pensamentos de Javé!  Não entendem seus planos, pois ele os ajunta como feixes no terreiro! 13 Levante-se, capital de Sião! Pise o trigo, pois eu lhe dou chifres de ferro e cascos de bronze, para que você possa esmagar povos numerosos! A renda deles você vai consagrar a Javé, e as riquezas deles ao Senhor de toda terra! 14 Mas agora eles se juntam em tropas e nos cercam, e com uma vara batem na face do Juiz de Israel!

“O texto mistura partes de Miquéias e acréscimos feitos no pós-exílio. Busca-se aqui dar esperança ao leitor, perturbado por aquilo que o profeta anunciou contra Jerusalém. Este oráculo, cheio de esperança, anuncia um futuro novo, quando Jerusalém se tornará a capital da justiça, e quando cada um viverá feliz e tranqüilo na sua terra, sem guerras. O mesmo Deus que castiga e permite a destruição de uma nação injusta, também perdoa e reconstrói o país e a vida daqueles que sofreram o castigo e se arrependeram. Através da comparação do rebanho, o trecho mostra como Deus se serve de alguém para iniciar um novo povo: a restauração não se processa por meio de uma elite de poderosos, mas a partir dos pobres, fracos e indefesos, que se tornam a força escolhida por Deus. Ao invés de assegurar a justiça e a tranqüilidade do povo, os chefes de Jerusalém provocaram a sua dispersão e exílio. Javé, porém, encontrará meios para resgatar o povo, que ainda sofre as dores dos males causados. As dores são do parto, isto é sinal de vida, e não de agonia, que é sinal de morte”.

REFLEXÃO:

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo! Amados irmãos e irmãs, é incrível como o povo de Deus é um povo rebelde, perverso; apenas um pequeno grupo compreende o Projeto de Deus e o procuram por em prática, as normas e leis do Senhor Deus, se torna suficiente para que os maléficos, rebeldes entram novamente em ação. O que me parece é que Deus vai procurando de nação em nação o povo que sofre perseguições e seria o suficiente para a guerra fria estourar. Vejamos como o nosso Deus é amado, é querido, como ele vai á busca do seu pequeno grupo que está na dor e no sofrimento, pobre, indefeso; e ele busca, acolhe, ama, protege em fim Deus mostra que caminha com seu povo. É percebido que Deus está sempre procurando deixar o seu povo viver assegurado na tranqüilidade e na justiça; porem, imediato surge os poderosos, injustos, perversos que fazem o povo de Deus sofrer exilado. Somos hoje convidados a entrarmos em intercessão a fim de que o nosso Deus venha em livramento daqueles que sofrem também hoje, somente por que seguem fielmente o Deus de Amor e da Vida. E que todos sejam abençoados pelo Senhor Deus. PAZ E MISERICÓRDIA!

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s