O “Pai nosso”

Mateus 6, 7-15

jesus-1—7 “Quando vocês rezarem, não usem muitas palavras, como fazem os pagãos.  Eles pensam que serão ouvidos por causa do seu palavreado. 8 Não sejam como eles, pois o Pai de vocês  sabe do que é que você precisam, ainda antes que vocês façam o pedido. 9 Vocês devem rezar assim: Pai nosso, que estás no céu, santificado seja o teu nome; 10 Venha o teu reino; seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu. 11 Dá nos hoje o pão nosso de cada dia. 12 Perdoa as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores. 13 E não nos deixeis cair em tentação, mas livra-nos do mal. 14 De fato se vocês perdoarem aos homens os males que eles fizeram, o Pai de vocês que está no céu também perdoará a vocês. 15 Mas, se vocês não perdoarem aos homens, o Pai de vocês também não perdoará os males que vocês tiverem feito”.

“Mateus aproveita o tema da oração para inserir aqui o Pai-nosso, contrapondo a oração cristã à oração dos fariseus e dos pagãos. O Pai-nosso mostra a simplicidade e intimidade do homem com Deus. Na primeira parte, pede-se que Deus manifeste o seu projeto de salvação; na segunda, pede-se o essencial para que o homem possa viver segundo o projeto de Deus: pão para o sustento, bom relacionamento com os irmãos e perseverança até o fim”.

REFLEXÃO:

Louvado seja nosso Senhor Jesus Cristo! Amados irmãos e irmãs, o homem se volta para Deus, reconhecendo-O como o absoluto e na medida em que ele vai se aprofundando no conhecimento de Deus, mais ele vai esvaziando-se e se tornando mais humilde, mais integro, mais cheio deste Deus que é Amor. Com a vida de oração que o próprio Jesus ensinou ao homem ele vai adquirindo o que é de mais essencial para poder viver segundo o projeto que Deus; tem para cada um de seus filhos aqui na terra. É através da vida de oração meus irmãos, que nós vamos crescendo a ponto de vivenciar a experiência do perdão. Se buscarmos cada vez mais esta intimidade com Deus, veremos que nos momentos de ofensas saberemos nos reconciliar com o ofensor e com o ofendido. É uma graça que gradativamente iremos adquirindo, perdoaremos e pediremos perdão quando precisarmos. “Perdoai as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido;” sim, só seremos perdoados na medida em que perdoarmos os nossos irmãos. Peçamos ao Senhor da vida a perseverança na oração e sejamos por Ele abençoados. PAZ E MISERICÓRDIA!

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s