Juramento e Verdade! Violência e Resistência.

Mateus 5,33-42

10_agca_papa_575-300x300—33 “Vocês ouviram também o que foi dito aos antigos: ‘Não jure falso’, mas ‘cumpra os seus juramentos para com o Senhor’. 34 Eu, porém, lhes digo: não jurem de modo algum: nem pelo Céu, porque é o trono de Deus; 35 nem pela terra, porque é o suporte onde ele apóia os pés; nem por Jerusalém, porque é a cidade do grande Rei. 36 Não jurem nem mesmo pela sua própria cabeça, porque você não pode fazer um só fio de cabelo ficar branco ou preto. 37 Diga apenas ‘sim’, quando é ‘sim’; e ‘não’ quando é ‘não’. O que você disser, além disso, vem do maligno”. —Violência e resistência— 38 “Vocês ouviram o que foi dito: ‘Olho por olho e dente por dente’! 39 Eu, porém, lhes digo: não se vinguem de quem fez o mal a vocês. Pelo contrário: se alguém lhe dá um tapa na face direita, ofereça também à esquerda! 40 Se alguém faz um processo para tomar de você à túnica, deixe também o manto! 41 Se alguém obriga você a andar um quilômetro, caminhe dois quilômetros com ele! 42 Dê a quem lhe pedir, e não vire as costas a quem lhe pedir emprestado.

“A necessidade de juramento é sinal de que a mentira e a desconfiança pervertem as relações humanas. Jesus exige relacionamento em que as pessoas sejam verdadeiras e responsáveis. Como se pode superar a vingança ou até mesmo a ‘justa’ punição? O Evangelho propõe atitude nova, a fim de eliminar pela raiz o círculo infernal da violência: a resistência ao inimigo não deve ser feita com as mesmas armas usadas por ele, mas através de comportamento que o desarme”.

REFLEXÃO:

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo! Amados irmãos e irmãs, hoje a nossa leitura tem uma reflexão magnífica; percebam vocês: a mentira é abominável aos olhos de nosso Deus. E Jesus ensina que a palavra do cristão deverá ser sempre “Sim, sim” “Não, não; pois, além disso, vem do maligno. Jamais devemos revidar em nada; nem tão pouco vivermos da “Lei de Talião”; por que jurar? Não devemos jurar por nada, não devemos vingar de ninguém, o nosso relacionamento deve ser fraterno, amigável, caridoso, sincero, transparente; porque a nossa atitude deve ser conduzida pelo Evangelho de Jesus Cristo; um Testemunho de misericórdia. Então mostraremos uma vida nova baseada nos ensinamentos de Cristo; assim tudo será em favor do término da violência, abrindo um leque para uma vida cristã. Peçamos a Deus a graça de vivermos na fé e na esperança em que o testemunho baseado no Santo Evangelho nos levará a uma vida NOVA. PAZ E MISERICÓRDIA!

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s