Jesus faz ver e falar— Origem da missão

Mateus  9,27- 38

healing-2-blind-men—27 Quando Jesus saiu dali, dois cegos o seguiram, gritando: “Tem piedade de nós filho de Davi.” 28 Jesus chegou a casa, e os cegos se aproximaram dele. Então Jesus perguntou: “Vocês acreditam que eu posso fazer isso?” Eles responderam: “Sim, Senhor.” 29 Então Jesus tocou os olhos deles, dizendo: “Que aconteça conforme vocês acreditaram.” E os olhos deles se abriram. 30 Então Jesus lhes ordenou: “Tomem cuidado para que ninguém fique sabendo.” 31 Mas eles saíram e espalharam a notícia por toda aquela região. 32 Quando já tinha saído os dois cegos, levaram a Jesus um mudo que estava possuído pelo demônio. 33 Quando o demônio foi expulso, o mudo falou, e as multidões ficaram admiradas, e diziam: “Nunca se viu uma coisa assim em Israel.” 34 Mas os fariseus diziam: “É pelo príncipe dos demônios que ele expulsa os demônios.” A origem da missão 35 Jesus percorria todas as cidades e povoados, ensinando em suas sinagogas, pregando a Boa Noticia do Reino, e curando todo tipo de doença e enfermidade. 36 Vendo as multidões, Jesus teve compaixão, porque estavam cansadas e abatidas, como ovelhas que não tem pastor. 37 Então Jesus disse a seus discípulos: “A colheita é grande, mas os trabalhadores são poucos! 38 Por isso peçam ao dono da colheita que mande trabalhadores para a colheita.”

“A justiça do Reino liberta os homens para o discernimento e expulsa a alienação que impede de dizer à palavra que transforma a realidade. A justiça libertadora, porém, provoca a oposição daqueles que querem apossar-se da salvação, para restringi-la a pequeno grupo de privilegiados. Mateus apresenta um resumo da atividade de Jesus, mostrado a raiz da ação dele; nasce da visão da realidade, que o leva a compadecer-se, isto é, a sentir junto com o povo cansado e abatido. O trabalho é grande, e necessita de pessoas dispostas a continuar a obra de Jesus. A comunidade deve assumir a preocupação de levar a Boa Noticia do Reino ao mundo inteiro, consciente da necessidade de trabalhadores disponíveis para essa missão divina”.

REFLEXÃO:

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo! Amados irmãos e irmãs, hoje com o seguimento a Jesus Cristo, vemos que o trabalho do Reino é grande, necessita de pessoas dispostas a continuar a obra de Jesus; esta pessoa disponível deve ter um coração cheio de compaixão e misericórdia, isto é sentir com o povo cansado e abatido. Assumindo este compromisso de preocupar-se em levar a Boa Noticia do Reino ao mundo inteiro com o coração aberto e disponível para tal missão divina.  E aí se percebe que a justiça libertadora, provoca a oposição daqueles que querem apossar-se da salvação, para restringi-la a pequeno grupo de privilegiados; enquanto que o Reino de Deus é para todos sem distinção de pessoas. Que Deus nos dê a graça de sermos perseverantes nas boas obras e sejamos abençoados para sermos fiéis no trabalho em prol do Reino de Deus e dos irmãos. PAZ E MISERICÓRDIA!

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s