Condições para ser verdadeiro guia   

   Mateus 15,1-20

jesus-e-os-fariseus―1 Alguns fariseus e diversos doutores da Lei, de Jerusalém, se aproximaram de Jesus e perguntaram: 2 “Por que os teus discípulos desobedecem à tradição dos antigos? De fato comem pão sem lavar as mãos!” 3 Jesus respondeu: “Por que é que vocês também desobedecem ao mandamento de Deus em nome da tradição de vocês? 4 Pois Deus disse: ‘Honre seu pai e sua mãe’. E ainda: ‘Quem amaldiçoa seu pai ou sua mãe, deve morrer’. 5 E no entanto vocês ensinam que alguém pode dizer ao seu pai ou à sua mãe: ‘O sustento que vocês poderiam receber  de mim  é consagrado  a Deus’. 6 E essa pessoa fica dispensada de honrar seu pai ou sua mãe. Assim vocês esvaziaram a palavra de Deus com a tradição de vocês. 7 Hipócritas! Isaías profetizou muito bem sobre vocês, quando disse: 8 ‘Esse povo me honra como os lábios, mas o coração deles está longe de mim. 9 Não adianta nada eles me prestarem culto, porque ensinam preceitos humanos’”.10 Em seguida Jesus chamou a multidão para perto dele e disse: “Escutem e compreendam. 11 Não é o que entra na boca que torna o homem impuro, mas o que sai da boca, isso torna o homem impuro”. 12 Então os discípulos se aproximaram e disseram a Jesus: “Sabes que os fariseus ficaram escandalizados com o que disseste?” 13 Jesus respondeu: “Toda planta que não foi plantada pelo meu Pai celeste será arrancada. 14 Não se preocupem com eles. São cegos guiando cegos. Ora, se um cego guia outro cego, os dois cairão num buraco.” 15 Então Pedro disse a Jesus: Explica-nos a parábola.” 16 Jesus respondeu: “Será que vocês ainda não entendem? 17 Vocês não entendem que tudo o que entra na boca passa pelo estômago e acaba indo para a privada? 18 Ao contrário, as coisas que saem da boca vêm do coração, e essas é que tornam o homem impuro. 19 Pois é do coração que vêm às más intenções, crimes, adultério, imoralidade, roubos, falsos testemunhos, calúnias. 20 Essas coisas é que tornam o homem impuro; mas comer sem lavar as mãos não torna o homem impuro”.

“Através de sua moralidade casuística, os doutores da Lei e os fariseus são condutores cegos do povo. Com suas interpretações desobedecem aos próprios mandamentos de Deus, sob a pretensão de observá-los. Também Pedro e os discípulos não serão verdadeiros guias, enquanto não entenderem que só é impuro aquilo que estraga o relacionamento fraterno entre os homens”.

REFLEXÃO:

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo! Amados irmãos e irmãs, podemos ver de perto hoje, que a partir de Jesus Cristo, o que vai prevalecer são os Mandamentos da Lei de nosso Deus; a verdadeira impureza de coração realmente é aquela que nós vamos aos poucos demonstrando através da prática fraterna com aqueles com os quais fazem parte do nosso convívio. Quando a nossa vida chega a causar as más intenções, como fofoca, calúnia, brigas, imoralidade, roubos, falsos testemunhos, veremos que estas atitudes não são atitudes cristãs; não nos levarão em nenhuma transformação de vida; haverá impedimento de um relacionamento fraterno com as pessoas do nosso convívio, da nossa comunidade. Entendemos agora que a impureza não é o que comemos e sim o que sai do nosso coração, ou seja, obras e atitudes maléficas, que chegam a destruir a VIDA. Peçamos a Deus a graça de ter um coração puro de intenções e de ações; seria uma qualidade de vida nova para todos os do nosso convívio. Sejamos por Deus abençoados. Paz e Misericórdia!

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s