O Novo Povo de Deus

Mateus 22,1-14

1042—1 Jesus, voltou a falar em parábolas aos chefes dos sacerdotes e aos anciãos do povo. 2 Ele dizia: “O Reino do Céu é como um rei que preparou a festa de casamento do seu filho. 3 E mandou seus empregados chamar os convidados para a festa, mas estes não quiseram ir. 4 O rei mandou outros empregados, dizendo: ‘Falem aos convidados que eu já preparei o banquete, os bois e animais gordos já foram abatidos, e tudo está pronto. Que venham para a festa’. 5 Mas os convidados não deram  a menor atenção; um foi para o seu campo, outro foi fazer os seus negócios, 6 e outros  agarraram os empregados, bateram neles e os mataram. 7  Indignado, o rei mandou suas tropas, que mataram aqueles assassinos, e puseram fogo na cidade deles. 8 Em seguida o rei disse aos empregados: ‘A festa de casamento está pronta, mas os convidados não  a merecem. 9 Portanto, vão até a encruzilhadas dos caminhos e convidem para a festa todos os que vocês encontrarem’. 10 Então os empregados saíram pelos caminhos e reuniram todos os que encontraram, maus e bons. E a sala da festa ficou cheia de convidados. 11 Quando o rei entrou para ver os convidados, observou aí alguém que não estava usando o traje de festa. 12 E lhe perguntou: ‘Amigo, como foi que você entrou aqui sem o traje de festa?’ Mas o homem nada respondeu. 13 Então o rei disse aos que serviam: ‘Amarrem os pés e as mãos desse homem, e o joguem fora na escuridão. Aí haverá choro e ranger de dentes’. 14 Por que muitos são os chamados, e poucos são os escolhidos.”

“É em Jesus que Deus convoca os homens para uma nova aliança, simbolizada pela festa de casamento. Os que rejeitam o convite são aqueles que se apegam ao sistema religioso que defende seus interesses e, por isso, não aceitam o chamado de Jesus. Estes serão julgados e destruídos juntamente com o sistema que defendem. O convite é dirigido então aos que não estão comprometidos com tal sistema, mas, ao contrário, são até marginalizados por ele. Começa na história novo povo de Deus, formado de pobres e oprimidos, porém, mostram que até mesmo estes últimos serão excluídos, se não realizarem a prática da nova justiça.”

REFLEXÃO:

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo! Amados irmãos e irmãs, Jesus através de suas parábolas, nos mostra que o seu Reino é semelhante a uma festa de casamento, e que ele manda chamar as pessoas, dando-lhes convite especial para poder participarem daquela festa. Percebemos que é exatamente assim mesmo. Quando Deus chama pessoas, quase ninguém aceita o seu convite; ousamos dizer que uns são chamados, outros escolhidos e muito poucos são os preferidos. Os preferidos de Deus são aqueles que corajosamente deixam seus pais, irmãos, casas, trabalho, em fim deixam tudo para atender um chamado especial. É difícil? È! Mas na fidelidade ao seguimento tudo vai dando um novo modelo de vida, pois agora é o próprio Deus, por Jesus Cristo que irá conduzir aqueles que deixam tudo pela causa do Reino. Que o nosso bom Deus derrame sobre nós a graça da perceverança rumo ao PARADISO e que todos que atenderem ao chamado divino possam ser hoje e sempre abençoados.  PAZ E MISERICÓRDIA!

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s