O Novo Cordeiro Pascal

Marcos 14, 1-11

994—1 Faltavam dois dias para a festa da Páscoa e para a festa dos Ázimos. Os chefes dos sacerdotes e os doutores da Lei procuravam um modo esperto de prender Jesus e depois matá-lo. 2  Eles diziam  “A fim de que, durante a festa, não haja confusão no meio do povo.” 3 Jesus estava em Betânia, na casa de Simão, o leproso. Enquanto faziam a refeição, chegou uma mulher com um vaso de alabastro, cheio de um perfume de nardo puro, muito caro.  Ela quebrou o vaso e derramou o perfume na cabeça de Jesus. 4 Alguns que aí estavam ficaram com raiva, e comentavam. “Por que desperdiçar esse perfume? 5 O perfume poderia ser vendido por mais de trezentas moedas de prata, que poderiam ser dadas aos pobres.” E criticavam a mulher. 6 Mas Jesus disse a eles: “Deixem-na. Por que vocês a aborrecem? Ela esta me fazendo uma coisa muito boa. 7 Vocês terão sempre os pobres com vocês e poderão fazer-lhes o bem quando quiserem. Mas eu não vou estar sempre com vocês. 8 Ela fez o que podia: derramou perfume em meu corpo, preparando-o para a sepultura. 9 Eu garanto a vocês: por toda a parte, onde a Boa Noticia for pregada, também contarão o que ela fez, e ela será lembrada.” 10 Judas Iscariotes, um dos doze discípulos, foi ter com os chefes dos sacerdotes, para entregar Jesus. 11 eles ficaram muito contentes quando ouviram isso e prometeram dar dinheiro a Judas. Então Judas começou a procurar uma boa oportunidade para entregar Jesus.

“A atividade de Jesus vai levá-lo à morte. Entre a conspiração das autoridades e a decisão que Judas toma de trair Jesus, temos o gesto significativo de uma mulher, reconhecendo o verdadeiro sentido da pessoa de Jesus, ela o unge como Messias (unção na cabeça) que vai a morte, O que ela faz é mais importante do que dar esmola aos pobres: não é possível realmente fazer o bem a eles a não ser dentro do projeto de Jesus. A ausência física de Jesus será depois ocupada pelos pobres, que se tornarão sacramento da presença dele.”

REFLEXÃO:

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo! Amados irmãos e irmãs, vimos hoje que tudo o que por amor fizermos a Jesus Cristo, será lembrado depois. O gesto daquela mulher ungindo Ele tem um valor muito maior do que dar esmolas aos pobres; pois não era possível fazer o bem aos pobres a não ser que se estivesse dentro do projeto de Jesus, depois a ausência física de Jesus foi ocupada pelos pobres e hoje em nossos tempos ainda o é. Por esse motivo é que a Igreja os guarda como verdadeiros tesouros procurando protegê-los e socorrê-los na medida do possível, pois é neles que Jesus se faz presente em nossa sociedade; é nos pobres, nos abandonados, nos marginalizados, nos discriminados; enfim em todas as pessoas que são rejeitadas e excluídas Jesus se faz presente tanto que nos deixou um presente para atendê-los que são as Obras de Misericórdia; das quais Ele mesmo disse a santa Faustina que se não as praticarmos de uma maneira ou de outra não alcançaremos a Misericórdia Divina. Peçamos irmãos a graça de fazermos o bem com gratuidade sem esperar recompensas e até mesmo reconhecimento apenas buscando estar dentro do projeto de Jesus e Ele mesmo será a nossa recompensa. Que assim seja. Paz e Misericórdia!

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s