O Evangelho Ameaça o Sistema

Atos dos Apóstolos 17, 1- 5, 12-15

Resultado de imagem para Paulo em tessalônica1 Passando por Anfípolis e Apolônia, Paulo e Silas chegaram a Tessalônica, onde os judeus tinham uma sinagoga. 2 Conforme seu costume, Paulo foi procurá-los e, por três sábados seguidos, discutiu com eles. Partindo das Escrituras, 3 explicava e demonstrava para eles que o Messias devia morrer e ressuscitar dos mortos. E acrescentava: “O Messias é este Jesus que eu anuncio a vocês.” 4 Alguns judeus se convenceram disso e se uniram a Paulo e Silas, assim como bom número  de gregos que adoravam o Deus único, e não poucas mulheres da alta sociedade. 5 Os judeus ficaram com inveja e reuniram alguns indivíduos maus e vagabundos; e provocaram um tumulto, alvoroçando a cidade. Alguns se apresentaram na casa de Jasão em busca de Paulo e Silas, a fim de os levar à presença da assembléia do povo. 12 Muitos deles abraçaram a fé e também um número considerável de gregos, tanto mulheres de condição elevada como muitos homens. 13 Mas quando os judeus de Tessalônica ficaram sabendo que Paulo anunciava a Palavra de Deus também em Beréia, foram lá para agitar e confundir o povo. 14 Imediatamente os irmãos fizeram Paulo partir para a costa, enquanto Silas e Timóteo permaneceram aí. 15 Os que acompanhavam Paulo o conduziram até Atenas. Depois, voltaram com ordens para que Silas e Timóteo fossem encontrá-lo o mais depressa possível.

Além de exercer considerável influência sobre o povo, os judeus gozavam de tolerância por parte do poder romano. Eles atacam por inveja, pois sentem que estão perdendo o prestígio entre o povo. De outro lado, querem a todo custo diferenciar-se do fenômeno cristão, com medo de atraírem sobre si a antipatia do poder romano. Até o momento, os cristãos não tinham manifestado claramente as implicações políticas do anúncio do Evangelho e, principalmente, a critica contra o absolutismo romano. Os judeus, a fim de reprimir os cristãos, mostram essa incompatibilidade radical entre a proposta do Evangelho e o sistema político dominante. Enquanto isso, a comunidade relê o Antigo Testamento à luz do anuncio de Jesus e se organiza para defender seus lideres”.

REFLEXÃO:

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo! Amados irmãos e irmãs, nós veremos como vai ficando cada vez mais serio e radical as perseguições contra os Apóstolos e os discípulos de Jesus Cristo. E o que vamos ver realmente é o que Paulo, que tanto perseguiu os Apóstolos, agora começa a sua própria perseguição, isto por que de perseguidor agora será como os Apóstolos perseguidos pelos judeus, pois está falando em nome de Jesus Cristo. Também hoje, percebemos que quando uma pessoa começa a falar e defender a santa doutrina, as Escrituras, os Evangelhos, começa a falar em nome de Jesus Cristo a luta e a perseguição se torna ferrenha. Peçamos a Deus a graça da perseverança mesmo em meio as perseguições. Sejamos todos abençoados por Deus. PAZ E MISERICÓRDIA!

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s