Não escandalizar o irmão

Romanos 14, 15-23

Barakat-compulsão15 Se, por questão de alimento, você deixa seu irmão triste, você não está agindo com amor. Portanto, o alimento que você come não seja causa de perdição para aquele por quem Cristo morreu. 16 Não dêem motivo para outros falarem mal daquilo que é bom para vocês.  17 O Reino de Deus não é questão de comida ou bebida; é justiça, paz e alegria no Espírito Santo. 18 Quem serve a Cristo nessas coisas agrada a Deus e é estimado pelos homens. 19 Portanto, busquemos sempre as coisas que trazem paz e edificação mutua. 20 Não destrua a obra de Deus por uma questão de comida!  Todas as coisas são puras. Mas é mau para um homem comer provocando escândalo. 21 É melhor não comer carne, nem beber vinho ou qualquer outra coisa, quando isso é ocasião de tropeço, escândalo e queda para o irmão. 22 Guarde para você, diante de Deus, a convicção que você tem. Feliz aquele que não condena a si mesmo na decisão que toma. 23 Mas quem duvida e assim mesmo toma o alimento é condenado, pois o seu comportamento não provém de uma convicção. E tudo o que não provém de uma convicção é pecado.

“Cada um deve viver a fé com autenticidade, seguindo a própria consciência e agindo conforme as próprias convicções. O cristão, porém, está inserido no contexto maior da convivência fraterna, onde o amor preside a todos os relacionamentos e impede que um irmão seja motivo de escândalo ou ofensa para o outro. Até as coisas mais lícitas devem ser deixadas de lado, quando entra em jogo o crescimento mútuo em vista do Reino de Deus, Reino que é justiça, paz e alegria no Espírito Santo”.

REFLEXÃO:

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo! Amados irmãos e irmãsrealmente o Apostolo Paulo ao dirigir as suas cartas às diversas comunidades cristãs, ele foi muito claro em suas palavras, vejamos, desde a alimentação. As vezes parece-nos coisas muito insignificante, porém, se olharmos podemos sim pecar gravemente quando exigimos que o outro come do nosso jeito, e ainda, achamos que estamos certos. Paulo até nos pede que o alimento que alguém come não se torne causa de condenação, não dê motivo para que os outros falem mal daquilo que é bom, mas só para você; e o pior mal quando esta pessoa é uma criança. Quando tratamos alguém assim seja criança, adolescentes, jovens, adultos ou idosos é por que não vivemos uma fé autentica e verdadeira, “pois o próprio Jesus Cristo disse: não façais aos outros aquilo que não quereis que outros vos façam”. Bem sabemos que será na mesma medida que iremos receber. Então é melhor saber que nem tudo o que é bom para mim será bom para o outro. Que o nosso bom Deus nos dê as graças necessárias para percebermos que atitude devemos tomar em relação com os nossos irmãos, seja eles quer for, pois para Deus não há distinção de pessoas. E assim que Deus seja louvado hoje e sempre. Amém! Aleluia! Paz e Misericórdia!

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s