Quem somos

Celebramos os Dez Anos da Existência das Irmãs      

Servas da Divina Misericórdia!

nossa-senhora-mae-da-misericordia-divina-maria-gravida-com-os-raios-da-misericordia

Louvado Seja Nosso Senhor Jesus Cristo! Amados irmãos e irmãs, hoje as Servas da Divina Misericordia, neste dia da Imaculada Conceição, agradecem ao Senhor Deus das Misericórdias, pela Dádiva do Nascimento desta Magnífica Obra em que as Irmãs estão imbuídas das maravilhas que foram realizadas durante estes dez anos de convivência com a Divina Misericórdia. Somos imersas na fonte deste amor misericordioso. Aos irmãos leigos que também, juntamente com a Irmã Carmem disseram SIM, e hoje, elevam e entoam hinos de louvores, adoração e agradecimentos ao Senhor em AÇÃO DE GRAÇAS por tantas maravilhas realizadas nestes dez anos. Aos bem feitores, os nossos agradecimentos por tanto empenho, gostaria de aqui citar nome por nome, mas não quero aqui esquecer  ninguém que conosco caminharam lado a lado, na grande alegria de Servir ao Senhor. Parabéns a todos aqueles que acreditaram neste PROJETO que não é humano, mas sim, um projeto do amor de Deus, revelado no Rosto Misericordioso de Jesus Cristo. Minhas Irmãs e meus Irmãos um beijo em vossos corações. Que derrame do céu neste dia uma benção especial a todos aqueles que sem nenhum questionamento; Acreditaram.

MUITO OBRIGADO! E que Deus abençoe a todos! E aqueles que adentrarem neste Blog hoje, receba de Deus graças especiais neste dia em que Celebramos com muita alegria estes dez anos. PAZ E MISERICORDIA!

Nona Semana da Novena

Em preparação para Celebrar os 10 anos da Existência

Das Servas da Divina Misericórdia

Oração Inicial:

Ó Santíssima Trindade, quantas vezes o meu peito respirar, quantas vezes o meu coração bater, quantas vezes o meu sangue pulsar em mim, outras tantas mil vezes desejo adorar a Vossa Misericórdia. Desejo transformar-me toda (o) em Vossa Misericórdia para tornar-me o Vosso reflexo vivo ó meu Senhor. Que a Vossa Misericórdia que é insondável, e de todos os atributos de Deus o mais sublime se derrame do meu coração e da minha alma sobre o próximo.

Sofrer com paciência as fraquezas do nosso próximo.

Rogar a Deus por vivos e defuntos.

images-7orando

Ó Misericordioso Jesus, hoje Vos pedimos que nos concedais o Vosso amor misericordioso para suportarmos com paciência as fraquezas daqueles que convivem conosco, mesmo quando somos atingidos por eles, que aprendamos a unir os nossos sofrimentos aos Vossos  e que os vossos sofrimentos nos sejam consolo em tais momentos. Senhor Vos  pedimos ainda que nos ensine a partilhar os sofrimentos dos outros para que deste modo sintamos em nossos corações a necessidade de rezar sempre pelos vivos que sofrem e pelos mortos, para que alcancem o descanso e salvação eterna.

Rezar: 1 Pai Nosso, 1 Ave Maria e 1 Glória

“Pela Sua Dolorosa Paixão, tende misericórdia de nós e do mundo inteiro.”

Oração Final

Ó Jesus, Deus eterno, agradeço-Vos pelas inumeráveis graças e benefícios. Que cada batida do meu coração, seja um hino de ação de graças para conosco, ó Deus. Que cada gota do meu sangue circule por Vós, Senhor. A minha alma seja um só hino de Adoração da Vossa Misericórdia. Amo-vos, Deus, por Vós mesmos. Amém.

Oitava Semana da Novena

Em preparação para Celebrar os 10 anos da Existência

Das Servas da Divina Misericórdia

Oração Inicial:

Ó Santíssima Trindade, quantas vezes o meu peito respirar, quantas vezes o meu coração bater, quantas vezes o meu sangue pulsar em mim, outras tantas mil vezes desejo adorar a Vossa Misericórdia. Desejo transformar-me toda (o) em Vossa Misericórdia para tornar-me o Vosso reflexo vivo ó meu Senhor. Que a Vossa Misericórdia que é insondável, e de todos os atributos de Deus o mais sublime se derrame do meu coração e da minha alma sobre o próximo.

Consolar os tristes

Perdoar as injurias

consola__o_blogpapa-jp-ii    Ó Misericordiosíssimo Jesus, Vós que sois o nosso consolo nos momentos difíceis  auxiliai-nos Vos pedimos para que também nós possamos consolar aquelas pessoas que necessitam de uma palavra de conforto. Vos pedimos também Senhor que nos dê um coração mesericoridioso em semelhança ao Vosso para que assim  como o Senhor perdoou todos os vossos algozes também nós possamos perdoar a todos os que nos ofendem sejam eles quem forem.

Rezar: 1 Pai Nosso, 1 Ave Maria e 1 Glória

“Pela Sua Dolorosa Paixão, tende misericórdia de nós e do mundo inteiro.”

Oração Final

Ó Jesus, Deus eterno, agradeço-Vos pelas inumeráveis graças e benefícios. Que cada batida do meu coração, seja um hino de ação de graças para conosco, ó Deus. Que cada gota do meu sangue circule por Vós, Senhor. A minha alma seja um só hino de Adoração da Vossa Misericórdia. Amo-vos, Deus, por Vós mesmos. Amém.

Sétima Semana da Novena

Em preparação para Celebrar os 10 anos da Existência

Das Servas da Divina Misericórdia

Oração Inicial:

Ó Santíssima Trindade, quantas vezes o meu peito respirar, quantas vezes o meu coração bater, quantas vezes o meu sangue pulsar em mim, outras tantas mil vezes desejo adorar a Vossa Misericórdia. Desejo transformar-me toda (o) em Vossa Misericórdia para tornar-me o Vosso reflexo vivo ó meu Senhor. Que a Vossa Misericórdia que é insondável, e de todos os atributos de Deus o mais sublime se derrame do meu coração e da minha alma sobre o próximo.

Corrigir os que erram

semelhante-a-jesusÒ Misericordiosissimo  Jesus,  hoje trazemos á vossa presença todos os que erram, pedindo-Vos Senhor que coloque pessoas de coragem para corrigi-los assim como enviastes profetas aos reis antigos; Suscitai Senhor profetas em nossos dias e daí-lhes Senhor força  para não se omitirem devido ao medo ou respeito humano e que não desanimemos em meios aos grandes escândalos dos poderosos e que os jovens não se iludam seguindo seus exemplos acreditando que seus atos  não terão conseqüências sobre eles mesmos. Pedimos também que nos ajude a nos corrigirmos de nossas más inclinações nos aproximando assim da Vossa imagem e semelhança criada em nós.

Rezar: 1 Pai Nosso, 1 Ave Maria e 1 Glória

“Pela Sua Dolorosa Paixão, tende misericórdia de nós e do mundo inteiro.”

Oração Final

Ó Jesus, Deus eterno, agradeço-Vos pelas inumeráveis graças e benefícios. Que cada batida do meu coração, seja um hino de ação de graças para conosco, ó Deus. Que cada gota do meu sangue circule por Vós, Senhor. A minha alma seja um só hino de Adoração da Vossa Misericórdia. Amo-vos, Deus, por Vós mesmos. Amém.

Sexta Semana da Novena

Em preparação para Celebrar os 10 anos da Existência

Das Servas da Divina Misericórdia

Oração Inicial:

Ó Santíssima Trindade, quantas vezes o meu peito respirar, quantas vezes o meu coração bater, quantas vezes o meu sangue pulsar em mim, outras tantas mil vezes desejo adorar a Vossa Misericórdia. Desejo transformar-me toda (o) em Vossa Misericórdia para tornar-me o Vosso reflexo vivo ó meu Senhor. Que a Vossa Misericórdia que é insondável, e de todos os atributos de Deus o mais sublime se derrame do meu coração e da minha alma sobre o próximo.

Dar bom conselho

Ensinar os que não sabem

dar-bom-conselhoinstruct-the-ignorant Ó Misericordiosíssimo Jesus, hoje nos colocamos diante do Vosso Altar juntamente com todas as pessoas que precisam dar e receber conselhos, sabemos Senhor que o bom conselho só pode ser dado através de Vós pois é um dom do Vosso Santo Espírito; por isso Vos pedimos que abra Senhor nossas mentes e nossos corações para dar e também receber com a mesma disposição os conselhos que nos orientam para a vida. Queremos apresentar também aqueles que necessitam de instruções sobretudo a respeito de Vossa Lei, para que não se percam nas estradas da vida seguindo caminhos tortuosos por não Vos conhecer.

Rezar: 1 Pai Nosso, 1 Ave Maria e 1 Glória

“Pela Sua Dolorosa Paixão, tende misericórdia de nós e do mundo inteiro.”

Oração Final

Ó Jesus, Deus eterno, agradeço-Vos pelas inumeráveis graças e benefícios. Que cada batida do meu coração, seja um hino de ação de graças para conosco, ó Deus. Que cada gota do meu sangue circule por Vós, Senhor. A minha alma seja um só hino de Adoração da Vossa Misericórdia. Amo-vos, Deus, por Vós mesmos. Amém.

Quinta Semana da Novena

Em preparação para Celebrar os 10 anos da Existência

Das Servas da Divina Misericórdia

Oração Inicial:

Ó Santíssima Trindade, quantas vezes o meu peito respirar, quantas vezes o meu coração bater, quantas vezes o meu sangue pulsar em mim, outras tantas mil vezes desejo adorar a Vossa Misericórdia. Desejo transformar-me toda (o) em Vossa Misericórdia para tornar-me o Vosso reflexo vivo ó meu Senhor. Que a Vossa Misericórdia que é insondável, e de todos os atributos de Deus o mais sublime se derrame do meu coração e da minha alma sobre o próximo.

Enterrar os mortos

dia-de-finados

Ó Misericordiosíssimo Jesus, hoje suplicamos a Vós o conforto a todos aqueles que perderam seus entes queridos; em especial os que perderam de forma trágica ou pela violência. Colocamos sobretudo as pessoas que além da dor da perda, tem ainda a dor financeira por não terem condições de pagas um enterro digno a seus familiares ou não podem fazê-lo por não terem encontrado o corpo para sepultar.

Rezar: 1 Pai Nosso, 1 Ave Maria e 1 Glória

“Pela Sua Dolorosa Paixão, tende misericórdia de nós e do mundo inteiro.”

Oração Final

Ó Jesus, Deus eterno, agradeço-Vos pelas inumeráveis graças e benefícios. Que cada batida do meu coração, seja um hino de ação de graças para conosco, ó Deus. Que cada gota do meu sangue circule por Vós, Senhor. A minha alma seja um só hino de Adoração da Vossa Misericórdia. Amo-vos, Deus, por Vós mesmos. Amém.

Quarta Semana da Novena

          Em preparação para Celebrar os 10 anos da Existência

                               Das Servas da Divina Misericórdia

Oração Inicial:

Ó Santíssima Trindade, quantas vezes o meu peito respirar, quantas vezes o meu coração bater, quantas vezes o meu sangue pulsar em mim, outras tantas mil vezes desejo adorar a Vossa Misericórdia. Desejo transformar-me toda (o) em Vossa Misericórdia para tornar-me o Vosso reflexo vivo ó meu Senhor. Que a Vossa Misericórdia que é insondável, e de todos os atributos de Deus o mais sublime se derrame do meu coração e da minha alma sobre o próximo.

Assistir os enfermos

Visitar os presos

fran16Viaggio Apostolico Bolivia, Ecuador e Paraguay

“Ó Misericordiosíssimo Jesus, hoje clamamos do fundo de nossos corações por todos aqueles que estão presos a uma cama, cadeira de rodas ou um leito de hospital em uma enfermidade que muitas vezes os deixa sem perspectiva de recuperação; apresentamos ainda aqueles que se encontram presos injustamente e também aqueles que estão presos em um sistema capitalista que só visa o lucro e se esquece que a vida é o maior dom e que a dignidade é um bem que deveria ser partilhado por todos sem exceção.

Rezar: 1 Pai Nosso, 1 Ave Maria e 1 Glória

“Pela Sua Dolorosa Paixão, tende misericórdia de nós e do mundo inteiro.”

Oração Final

Ó Jesus, Deus eterno, agradeço-Vos pelas inumeráveis graças e benefícios. Que cada batida do meu coração, seja um hino de ação de graças para conosco, ó Deus. Que cada gota do meu sangue circule por Vós, Senhor. A minha alma seja um só hino de Adoração da Vossa Misericórdia. Amo-vos, Deus, por Vós mesmos. Amém.

Terceira Semana da Novena

Em preparação para Celebrar os 10 anos da Existência

Das Servas da Divina Misericórdia

Oração inicial:

Ó Santíssima Trindade, quantas vezes o meu peito respirar, quantas vezes o meu coração bater, quantas vezes o meu sangue pulsar em mim, outras tantas mil vezes desejo adorar a Vossa Misericórdia. Desejo transformar-me toda (o) em Vossa Misericórdia para tornar-me o Vosso reflexo vivo ó meu Senhor. Que a Vossa Misericórdia que é insondável, e de todos os atributos de Deus o mais sublime se derrame do meu coração e da minha alma sobre o próximo.

Dar pousada aos peregrinos

13fev2015-refugiados-da-minoria-yazidi-fogem-diante-da-aproximacao-do-estado-islamico-da-cidade-de-sinjar-na-siria-1437316922043_615x470

Ó Misericordiosíssimo Jesus, hoje unimos nossa voz às vozes de milhares de pessoas: homens, mulheres e crianças, que devido a má condição de vida, da guerra ou por intolerância política ou religiosa precisam deixar sua pátria e sair em busca de melhores condições de vida e dignidade em outro país e em muitos casos são hostilizados e marginalizados por uma sociedade egoísta que não reconhece o Cristo que sofre em cada uma destas pessoas.

Rezar 1 Pai Nosso, 1 Ave Maria e 1 Glória

“Pela Sua dolorosa Paixão, tende misericórdia de nós e do mudo inteiro.”

Oração Final:

Ó Jesus, Deus eterno, agradeço-Vos pelas inumeráveis graças e benefícios. Que cada batida do meu coração, seja um hino de ação de graças para conosco, ó Deus. Que cada gota do meu sangue circule por Vós, Senhor. A minha alma seja um só hino de Adoração da Vossa Misericórdia. Amo-vos, Deus, por Vós mesmos. Amém.

Segunda Semana da Novena

Em preparação para Celebrar os 10 anos da Existência

          Das Servas da Divina Misericórdia

Oração inicial:

Ó Santíssima Trindade, quantas vezes o meu peito respirar, quantas vezes o meu coração bater, quantas vezes o meu sangue pulsar em mim, outras tantas mil vezes desejo adorar a Vossa Misericórdia. Desejo transformar-me toda (o) em Vossa Misericórdia para tornar-me o Vosso reflexo vivo ó meu Senhor. Que a Vossa Misericórdia que é insondável, e de todos os atributos de Deus o mais sublime se derrame do meu coração e da minha alma sobre o próximo.

Vestir os nus

crianca-carregando-roupas-50802

Ó misericordioso Jesus, hoje elevamos nossa voz suplicante por todos aqueles que estão despidos e não somente em seus corpos, mas também em sua dignidade de filhos Vossos.

Rezar 1 Pai Nosso, 1 Ave Maria e 1 Glória

“Pela Sua Dolorosa Paixão, tende Misericórdia de nós e do mundo inteiro”.

Oração Final:

Ó Jesus, Deus eterno, agradeço-Vos pelas inumeráveis graças e benefícios. Que cada batida do meu coração, seja um hino de ação de graças para conosco, ó Deus. Que cada gota do meu sangue circule por Vós, Senhor. A minha alma seja um só hino de Adoração da Vossa Misericórdia. Amo-vos, Deus, por Vós mesmos. Amém.

Mensagens de Jesus à Santa Faustina

Diário de Santa Faustina

santa-faustina“Eu te indico três maneiras de praticar a misericórdia para com o próximo: a primeira é a Ação, a segunda a Palavra e a terceira é a Oração. Nestes três graus repousa a plenitude da misericórdia, pois constituem uma prova irrefutável do amor por Mim. É desse modo que a alma glorifica e honra a Minha Misericórdia.” (Diário nº 742)  “Se a alma não praticar a misericórdia de um ou outro modo, não alcançará a Minha Misericórdia no dia do Juízo. Oh! Se a alma soubesse armazenar os tesouros eternos, não seriam julgadas, antecipando o Meu julgamento com obras de misericórdia. Escreve para muitas almas que às vezes se preocupam por não possuírem bens materiais, para com elas praticar a misericórdia. No entanto, tem um mérito muito maior a misericórdia de espírito, para a qual não é preciso ter autorização nem armazém e que é acessível a todos.” (Diário nº1317)

Amados irmãos e irmãs, uma vez que Jesus nos indica três formas de praticar a Misericórdia e ainda nos diz que praticando as obras de misericórdia damos prova do nosso amor por Ele, honramos e glorificamos a Sua Divina Misericórdia; mas, também nos adverte que se não praticarmos a misericórdia de uma ou de outra forma, também nós não alcançaremos a Sua Misericórdia no dia do Juízo. Sabendo ainda que algumas pessoas não tem condições financeiras, nosso Senhor nos dá uma via que não precisa de bens materiais e que tem ainda mais méritos; são justamente as obras de misericórdia espirituais. Neste período em que aproximamos dos 10 anos de fundação da SDM convidamos a todos para rezar conosco uma novena que será feita por semana de maneira que terminaremos na véspera dessa nossa comemoração. Assim apresentaremos a cada semana uma ou duas das obras de misericórdia pedindo ao Senhor que derrame copiosamente a Sua Misericórdia sobre nós e sobre todos os sofredores.

Novena

Oração inicial (para todos os dias)

Ó Santíssima Trindade, quantas vezes o meu peito respirar, quantas vezes o meu coração bater, quantas vezes o meu sangue pulsar em mim, outras tantas mil vezes desejo adorar a Vossa Misericórdia. Desejo transformar-me toda (o) em Vossa Misericórdia para tornar-me o Vosso reflexo vivo ó meu Senhor. Que a Vossa Misericórdia que é insondável, e de todos os atributos de Deus o mais sublime se derrame do meu coração e da minha alma sobre o próximo.

     dar-de-comer-a-quem-tem-fomedar-de-beber-a-quem-tem-sede

Primeira Semana: Primeira e segunda Obra de Misericórdia Corporal.

_Dar de comer a quem tem fome.

_ Dar de beber a quem tem sede.

Ó Misericordiosíssimo Jesus, nesta semana colocamos dentro da chaga do Vosso Coração todas as pessoas que por causa do egoísmo e da desigualdade social passam necessidades com suas famílias e são lhes negadas suas necessidades básicas como alimento e água.

Reza um Pai Nosso, 1 Ave Maria ,1 Glória

Pela Sua dolorosa Paixão, tende misericórdia de nós e do mundo inteiro.

Oração final (para todos os dias).

Ó Jesus, Deus eterno, agradeço-Vos pelas inumeráveis graças e benefícios. Que cada batida do meu coração, seja um hino de ação de graças para conosco, ó Deus. Que cada gota do meu sangue circule por Vós, Senhor. A minha alma seja um só hino de Adoração da Vossa Misericórdia. Amo-vos, Deus, por Vós mesmos. Amém.

                                    Maria, Mãe da Misericórdia

nossa-senhora-mae-da-misericordia-divina-maria-gravida-com-os-raios-da-misericordia

Com o “Eis-me aqui”, e o “Faça-se”, a Misericórdia Divina se fez carne e entra na história. Assim, a Santíssima Virgem Maria experimentou e recebeu a Misericórdia como nenhuma outra pessoa no mundo poderá experimentar ou receber. Ela já foi concebida sem a mancha do pecado, totalmente isenta de qualquer tipo de mácula em seu corpo ou em sua alma. Assim se fez porque Deus já havia escolhido desde toda eternidade para ser a Mãe do Verbo Encarnado.

Na anunciação aquela que fizera a experiência com o seu nascimento Imaculado agora por uma obra que somente a fé pode explicar ao proferir seu consentimento: “Faça-se em mim segundo a Tua palavra”! Ó Maria Mãe da Misericórdia, experimentaste e geraste a Misericórdia, Mãe que proclamais e  exerceis a Misericórdia, hoje és a Apóstola da Misericórdia, seu coração compassivo de Mãe não poderia permanecer indiferente neste vale de lágrimas.

Oficialmente a Igreja Católica aprovou a 15 de Agosto de mil novecentos e oitenta e seis o Formulário da Missa Votiva “Santa Maria, Rainha e Mãe de Misericórdia”, sem nos esquecermos que no dia trinta de Novembro de mil novecentos e oitenta o Santo João Paulo II destacara na Encíclica Dives in Misericórdia que Maria é a pessoa que conhece mais a fundo o Mistério da Misericórdia Divina”. Em sua infinita misericórdia Deus quis dar aos homens um refúgio certo e seguro: Sua Mãe Santíssima. O Coração materno da Virgem é uma inesgotável fonte de Amor e Compaixão para os pobres filhos de Eva.

Abandonemo-nos em suas mãos e nunca cometamos a insensatez de não confiar Nela que é a Mãe da Misericórdia, pois, até o pior pecador, encontra abrigo neste coração cheio de Misericórdia. Mãe de Misericórdia refugio seguro e única esperança, seu compassivo coração não repele nenhum pecador, mas debruça sobre eles com grande amor, para perdoá-los, por pior que estejam.

Que nossa Rainha e Mãe de Misericórdia nos ensine a viver na intimidade do Amor Misericordioso; para que possamos atender o clamor de Jesus quando disse a Santa Faustina: “A Humanidade não encontrará a paz enquanto não se voltar, com confiança, para a Minha Misericórdia”. (Diário nº 300).

Ficará nesta pagina uma das promessas de Jesus a quem propagar a sua Divina Misericórdia. “Eu defendo as almas que divulgam o culto da minha misericórdia por toda a vida como uma mãe amorosa defende seu filhinho e, na hora da morte, não serei juiz para elas, mas salvador misericordioso.” (Diário nº 1.075)

 

As Servas da Divina Misericórdia agradecem com Jubilo ao Deus das Misericórdias pelos dez anos de vida da SDM             

filhoprodigo

A Gratuidade do Amor Misericordioso de Deus

Cito hoje o céu e a terra como testemunhas contra vós, de que vos propus a vida e a morte, a benção e a maldição. Escolhe, pois, a vida para que vivas tu e teus descendentes, amando o Senhor teu Deus, obedecendo à Sua voz e apegando-te a Ele, pois, Ele é a tua vida e prolonga os teus dias, a fim de que habites na terra que o Senhor Jurou dar a teus pais, Abraão, Isaac, Jacó. (Deuteronômio 30,19-20)

A nossa vida é feita de escolhas, Deus, porém nos deu o livre arbítrio para escolhermos o que quisermos, contudo Ele nos indica o que devemos escolher como nos mostra o texto acima, também nos mostra que cada chamado terá suas conseqüências; escolhe a vida e viverás, escolhe a morte e morrerás. Muitas vezes fazemos nossas escolhas sem nos importarmos com o que Deus nos mostra, agimos por conta própria e não são poucas as vezes que nos arrependemos e que causamos danos irreparáveis em nossa vida e na vida dos outros. Na busca da felicidade, por algo que preencha o vazio do nosso coração, escolhemos e elegemos coisas e pessoas como importantes em nossa vida que muitas vezes ocupam o lugar que é de Deus. Assim aconteceu com um jovem que pediu ao seu pai, que lhe desse a parte da sua herança e tendo recebido partiu para um lugar distante, onde esbanjou tudo numa vida desenfreada. Algum tempo depois chegou àquela região uma grande fome e ele começou a passar necessidades. Então ele foi pedir trabalho a um homem o qual lhe mandou cuidar dos porcos; ele queria matar a fome com a comida dos porcos, mas nem isso lhe davam.

Caindo em si, refletiu: quantos empregados de meu pai têm pão com fartura, e eu aqui estou morrendo de fome! Vou partir ao encontro de meu pai e vou dizer-lhe: pai pequei contra o céu e contra ti. Não mereço ser chamado teu filho; trata-me como um dos teus empregados. E partiu ao encontro de seu pai. Quando estava ainda longe, seu pai o avistou e movido por compaixão correu ao seu encontro, atirou-se a seu pescoço e cobriu-o de beijos. Então lhe disse “Pai, pequei contra o céu e contra ti; não mereço mais ser chamado teu filho… “Mas o pai disse aos empregados:” Trazei depressa a roupa mais bela e vesti-o, ponde-lhe um anel no dedo e sandálias nos pés. Trazei um vitelo gordo e matai-o, comamos e festejemos, porque este meu filho estava morto e reviveu; estava perdido e foi encontrado. (Lc 15,11-25) O jovem tinha uma grande ilusão de que os bens, os prazeres da vida iriam lhe fazer feliz, mas logo se desiludiu quando tudo isso acabava. Quem vai nos fazer feliz é Deus e esse vazio no coração somente Deus poderá preenchê-lo. Assim como esse jovem caiu em si refletiu, nós também diante das nossas escolhas erradas devemos refletir e escolher voltar para o Pai, um dos meios mais eficazes para fazermos isso é através da confissão, não existe pecado que Deus não possa perdoar, a misericórdia e o amor de Deus por cada um de nós são infinitos e incondicionais. O Papa Francisco disse: “Quando alguém da um passo para Deus percebe que Deus o aguarda de braços abertos.” Se na sua vida suas escolhas te afastaram de Deus, saiba que Ele te ama e espera com compaixão a sua volta. Nada pode tirar a sua identidade de filho, de filha amados de Deus. Que neste ano da misericórdia voltemos para o Amor Misericórdioso de Deus, que nos perdoa e nos acolhe de volta, e que nossas escolhas sejam feitas apartir desse amor misericordioso e que cada um de nós sejamos um canal de transformação e de amor. Há uma canção que diz assim: “Não me perguntou nem por onde eu andei os bens que eu gastei, num abraço de Pai simplesmente me amou”. Neste mês de agosto e em toda nossa vida façamos nossas escolhas agosto de Deus.

Dez anos! Na convivência com a Divina Misericórdia

            “Irmãs Servas da Divina Misericórdia”

37612_424238763232_138789578232_4692516_1596546_nAs Servas vivenciando as maravilhas de poder celebrar a sua existência no jubileu de estanho, na alegria de servir a Deus através de uma vida Contemplativa em Ação.  Estamos nos preparando com jubilo este Dom precioso que Deus nos deu gratuitamente, da nossa parte, sem nenhum merecimento humano; “mas o nosso Deus é DEZ!” A Misericordia Divina é para nós motivo de benção, de graças, pois foi através de uma estrada árdua que aqui  chegamos à Contemplação, ao amor e a doação ao Mestre, Jesus Ressuscitado.

Estamos partilhando com todos vocês a nossa bela reflexão do nosso existir por causa da Misericórdia Divina; através de Santa Faustina a Missionária da Misericórdia.

A humanidade não encontrará a paz, enquanto não se voltar com confiança para a Minha Misericórdia” (Diário, 300) Protegerei como uma mãe protege seu filhinho, a alma que difundir o culto da Misericórdia”. Nas mensagens dirigidas a nós por meio da Santa Faustina, Jesus nos convida e nos chama a uma vida mais intima com Deus. Ele faz um forte apelo a nós de levarmos uma vida de confiança ilimitada da Misericórdia do Pai. De sermos Misericordiosos como nosso Pai do Céu. Para vivermos e crescermos nesta intimidade de Deus, Jesus indica-nos também os caminhos que são as novas formas do culto à Misericórdia Divina, como:

_ A Festa da Misericórdia Divina

_ A veneração da Imagem de Jesus Misericórdioso

_ A hora da Misericórdia.  E finalmente a recitação do Terço da Misericórdia. Essa oração o próprio Jesus ensinou a Irmã Faustina em 13 de setembro de 1935. Em vários lugares do Diário, Jesus fez fortes apelos para que todos nós recitássemos este terço, e veiculou com a recitação do terço grandes promessas:

  • Todos aqueles que o recitar alcançará grande misericórdia na hora da sua morte, ainda que o pecador seja o mais endurecido, se recitar este terço uma só vez alcançará a graça da Minha infinita Misericórdia.
  • Jesus fala da graça da conversão e da morte piedosa, em estado da graça Divina. Numa outra promessa, Jesus concede essa mesma graça de conversão e remissão dos pecados aos agonizantes se o terço for recitado junto ao seu leito.
  • Quando recita este terço junto ao agonizante, aplaca-se a ira de Deus, a misericórdia insondável envolve a alma e abrem-se as entranhas da Minha Misericórdia.

Jesus-Faustina-y-Juan-Pablo-1Jesus disse ainda que quando rezarmos este terço junto aos agonizantes: “Eu me colocarei entre o Pai e a alma agonizante, não como justo juiz, mas como salvador misericordioso. Quando os pecadores empedernidos o recitarem encherei de paz as suas almas e a hora da morte deles será feliz. Na hora da morte não sentirão pavor, a minha misericórdia os defenderá neste combate final”.

Quando recitamos o terço da Misericórdia nós nos reunimos com o sacrifício realizado por Jesus, pela nossa salvação na Cruz e renovando em cada Santa Missa de onde lhe vem toda a sua eficácia. (Este texto foi tirado do Diário de Santa Faustina).

CONVITE: Nestes dez anos de existência queremos convidar a você que adentrar em nosso blog., e nesta pagina,  se você quer ser um (a) Mensageiro (a) da Divina Misericórdia? É só entrar em contato conosco, mesmo que você esteja no Japão, na Alemanha, onde estiveres poderá ser um (a) Mensageiro (a) aguardamos a resposta daqueles que aderirem a este convite. Venha Celebrar conosco. É só nos enviar um E-mail.

As Servas da Divina Misericordia acolherão a todos com um coração Misericordioso.  Abençoados sejam pelo nosso bom Deus!

     Paz e Misericórdia!

Terço da Misericórdia: Fonte de Esperança

 jesus_joc3a3o_faustina

“Pela recitação deste terço agrada-me dar tudo o que me peçam, se estiver de acordo com a minha vontade”. (Diário, 1. 541; 1731).

A recitação do terço da Misericórdia é uma inesgotável fonte de esperança, graça, cura, paz e salvação, ele foi ensinado pelo próprio Jesus Cristo à sua serva Santa Faustina, acompanhado de consoladoras promessas para aqueles que decidirem a rezá-lo. Em 1935, na Polônia, estava Santa Faustina em sua cela quando viu o Anjo executor da ira de Deus. Ele tinha uma nuvem aos seus pés, da qual saiam trovões e relâmpagos para as suas mãos, e daí atingia a terra. Esse era um sinal da ira divina, que se cumpriria em pouco tempo.  A Serva de Deus começou a pedir que o Anjo se detivesse um pouco, pois o mundo faria penitência; contudo a sua súplica não obteve nenhum resultado. Foi então que apareceu a Santíssima Trindade, e sua alma foi arrebatada até o Trono de Deus. O poderoso então, lhe inspira as seguintes palavras  forte o suficiente para impedir o Anjo de dar livre curso ao justo castigo que a  Humanidade mereceu com seus pedados: “Eterno Pai, eu vos ofereço o Corpo e o Sangue , a Alma e a Divindade, de Vosso Diletíssimo Filho Nosso Senhor Jesus Cristo, em expiação dos nossos pecados e dos do mundo inteiro; pela Sua dolorosa Paixão, tende misericórdia de nós.” No dia seguinte, Jesus lhe disse que tal oração serve para aplacar a sua ira, e que deveria ser rezada através do terço do Rosário, desse modo:

Primeiro dirás o Pai Nosso, a Ave Maria e o Credo. Depois, nas contas de Pai Nosso dirás a seguinte s palavras. “Eterno Pai, eu vos ofereço, o Corpo e o Sangue, a Alma e a Divindade, de Vosso Diletíssimo Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo, em expiação dos nossos pecados e dos pecados do mundo inteiro.” E nas contas da Ave Maria rezará as seguintes palavras: “Pela sua dolorosa Paixão tende Misericórdia de nós e do mundo inteiro”. No final rezarás três vezes essas palavras: “Deus Santo! Deus Forte! Deus Imortal tende piedade de nós e do mundo inteiro”. (Diário 476) Mais tarde Deus fez esta promessa: “Defendendo toda alma que recitar esse Terço na hora da morte, como se fosse a Minha própria glória, ou quando outros o recitarem junto a um agonizante, eles conseguirão a minha indulgência. Quando recitam esse terço junto a um agonizante, aplaca-se a ira de Deus, a misericórdia insondável envolve a alma e abrem-se as entranhas da Minha misericórdia, movidos pela dolorosa Paixão de Meu Filho. (Diário 811) Diante da realidade da falta de saúde, muitas vezes não encontramos palavras para confortar o enfermo rezem o Terço da Misericórdia, Jesus prometeu que se assim fizermos Ele se colocará entre o Pai e o doente não como justo juiz, mas como salvador misericordioso, lhe alcançado a conversão e a salvação; além disso, o terço é uma fonte de esperança para todos os pecadores, ele os conduz a uma vida nova e levam aos braços do Pai todos os que agonizam nos pecados, vícios, e sofrimentos. Essa oração é ainda eficaz para variadas situações, sejam elas de nível econômico, social, afetivo, familiar, entre outros. E Deus atenderá todas as súplicas, contanto que estejam conforme a Vontade Divina. Ora, estamos vivendo tempos difíceis em que o mal está em toda parte destruindo famílias, afastando a criatura do Criador e lançando o ser humano em um poço de desespero e solidão. Não foi a toa que o Santo Padre instituiu o Ano Santo da Misericórdia, convidando todos a encontrarem alento nas chagas de Cristo, e a esperança em Sua Misericórdia, pois quem não precisa de Misericórdia? Portanto, nós Servas da Divina Misericórdia encorajamos todos os leitores a rezar essa oração. O convite está feito e o desafio lançado, fica a critério de cada um aceitá-lo ou não.

Salve Rainha Mãe de Misericórdia

 nsa-sra-e-anjosSalve Rainha Mãe de Misericórdia! Diariamente milhares de pessoas no mundo inteiro proferem essas palavras na tradicional oração da Salve Rainha, mas o que significa? O dia das mães é celebrado no mês de maio, e a Igreja carinhosamente dedica esse mês a Maria, a Mãe das mães, reconhecendo “sua especial capacidade para atingir todos aqueles que aceitam mais facilmente o amor misericordioso da parte de uma mãe.” (S. João Paulo VI, 2005, p 52) No alto da cruz Jesus Cristo nos deu Maria como Mãe, esse fato é narrado pelo evangelista são João: “Jesus viu a mãe e, ao lado dela, o discípulo que ele amava. Então disse à mãe: Mulher eis aí o seu filho. Depois disse ao discípulo: Eis aí a sua mãe.” (Jo 19,26-27). No sacrifício da Cruz Jesus manifestou plenamente a Misericórdia do Pai e Maria é a pessoa que de modo particular e excepcional, como ninguém mais experimentou a Misericórdia, e tornou possível com o sacrifício do coração a própria participação na revelação da misericórdia divina.

Sabemos que o Filho é Rei, logo, a Mãe é Rainha, e é próprio de uma Rainha praticar a clemência e a piedade para com os seus súditos e também a justiça quando necessário. Maria, entretanto, “não é rainha de justiça quando zelosa do castigo dos malfeitores. É Rainha de Misericórdia, inclinada só a piedade e ao perdão dos pecadores”. (Ligório, 2011, p36)

Quando o anjo Gabriel visitou Maria ele disse: “Você encontrou graça diante de Deus.” (Lc 1,30) Sabemos que a Mãe de Jesus foi preservada da culpa original e nunca pecou; somente o pecado pode tirar a graça, como então Maria poderia ter encontrado algo que nunca perdeu? Ela encontrou a graça para os pecadores, pois com sua obediência recuperou o que Eva perdeu pela desobediência. E a sua fidelidade foi tanto que São Luís Maria Grignion de Montfort ensina que Deus a constituiu tesoureira das suas graças e da sua misericórdia, por isso “Maria abre o oceano da misericórdia de Deus a quem quer, quando quer e como quer.” (Ligório, 2011, p. 39) Santo Afonso de Maria Ligório ensina que para Maria nos ajudar há duas exigências: recomendar-se a ela e ter um verdadeiro propósito de emendar-se. Ainda que alguém esteja viciado no pecado, se no seu coração desejar a conversão, será socorrido por Maria. Certa vez a Virgem apareceu a Santa Brígida e falou: “Por mais culpado que seja um homem, se vem a mim com sincero arrependimento, estou sempre pronta a acolhê-lo. Não considero a enormidade de suas faltas, mas tão somente as disposições do seu coração. Não recuso ungir e curar as suas feridas, porque me chama e realmente sou mãe da misericórdia”. (Ligório 2011, p. 68) Em sua sabedoria São Basílio chamava Maria de Hospital público, cujos pacientes são os pobres desprovidos de méritos e cujos pecados causaram chagas na alma. Estamos no Ano Santo da Misericórdia, tempo propício para adentrar nesse hospital e receber da Mãe da Misericórdia, o perdão e a cura para nossas almas. Não tenhamos medo, ainda que tivéssemos cometido todos os pecados do mundo, não haveria motivo para temor, porque a misericórdia dessa Rainha se estende no infinito, e quanto mais dá, mais tem. E como nos dirigir a essa Senhora? Falemos das profundezas da nossa miséria, com sinceridade e sem se preocupar muito com as palavras, porque ela nos compreende assim como uma mãe sabe interpretar os balbucios do seu recém-nascido. “Desiste da vontade de pecar e achará Maria, eu o garanto mais pronta em amar-te do que tua própria mãe.” (Ligório, 2011.p.65-66)

O Olhar Misericordioso de Jesus

 images (1)Deus olhou para a humanidade e nos transmitiu o seu olhar, através do Rosto Divino de Jesus. Quando Jesus olha, Ele olha com o olhar do Pai que é Amor. A palavra olhar quer dizer velar por; então Deus vela por nós através do seu Filho Jesus. O olhar de Jesus é de amor, de compaixão, de misericórdia. De acolhimento, de perdão. É um olhar que vai além das aparências, que penetra o mais profundo do ser e da alma, é um olhar que transforma profundamente e impele a uma mudança radical. É esse o olhar misericordioso de Jesus que olha a todos, que ama a todos que não faz acepção de ninguém. Tão diferente do olhar apenas humano que olha hoje e descarta amanhã, que olha apenas por interesse. Que olha apenas o externo, olhares muitas vezes de condenação, de morte de destruição. Incapaz de olhar o outro e enxergar um irmão. Jesus nos olha o tempo todo, pois está sempre conosco e deseja nos conquistar. Assim aconteceu com os primeiros discípulos que ao serem olhados por Ele deixaram-se conquistar e deram-lhe uma resposta imediata ao seu chamado: “Deixaram tudo e seguiram Jesus”. (Lc 5,11)

O olhar de Jesus cura, liberta como curou a tantos doentes, devolvendo-lhes a dignidade de filhos de Deus, dando-lhes a oportunidade de recomeçar. Jesus olhou para os pecadores e ao olhá-los eles foram resgatados da vida velha e começaram uma vida nova, como fez com Levi (Lc 5,27-32) e com Zaqueu (Lc 19, 1-10). Jesus olhou para as mulheres e teve misericórdia delas, como a mulher pecadora condenada à morte (Jo 8,1-10), Jesus não a condena, mas a salva dando-lhe a oportunidade de ser diferente, de reconstruir a sua vida. Jesus olhou para o jovem rico com amor (Lc 18,18-30), contudo a sua resposta ao olhar e a proposta do seguimento foi negativa, aquele jovem preferiu aquilo que passa, àquilo que é eterno. Jesus, quando Pedro o nega três vezes Ele o olha (Lc 22,61-62). Então Pedro saiu e pôs-se a chorar amargamente. Nós também erramos, pecamos, caímos, negando a presença de Jesus na nossa vida. Contudo Jesus ao ressuscitar e aparecer a Pedro simplesmente o olha e pergunta três vezes se ele o ama, (Jo 21,15-19) e por três vezes a resposta é sim e Jesus sabe que aquele foi apenas um momento de fraqueza e o encube de cuidar das suas ovelhas. Jesus conhece cada um de nós e quer apenas que nos arrependemos dos nossos pecados e voltemos para seu amor. Estes foram alguns exemplos do olhar misericordioso de Jesus e de como cada um deles responderam ao encontrar Jesus e à sua proposta de seguimento. E você como tem respondido aos olhares e propostas de Jesus? Neste ano da misericórdia que você possa se deixar envolver neste olhar misericordioso de Jesus que tudo pode transformar e que tem a capacidade de restituir tudo. Que ao ser tocado e conquistado pelo olhar misericordioso de Jesus, você leve a todos este olhar misericordioso.

       “Felizes os misericordiosos porque          alcançarão misericórdia (Mt 5,7)

exposicao-orquideas

Felizes os misericordiosos: viver uma amizade com Deus; só é possível quando o coração humano se abre para viver a misericórdia com os irmãos, aí Deus encontra base para firmar seu trono de misericórdia e reinar com seu perdão e graça. Como iniciar este processo de abertura? Primeiramente só Deus pode conceder o desejo de  ser misericordioso e impulsionado por Ele pode-se ir pelas práticas  de misericórdia corporais e espirituais.

As obras de misericórdia são ações voltadas para as varias necessidades de nossos irmãos que sofrem de forma física e espiritual. As obras de misericórdia corporais são: Dar de comer a quem tem fome; Dar de beber a quem tem sede; Dar pousada aos peregrinos; Vestir os nus; Visitar os enfermos; Visitar os presos; Enterrar os mortos.

As obras de misericórdia espirituais são: Dar bom conselho; ensinar os ignorantes; Corrigir os que erram; Consolar os aflitos; perdoar as injurias aos que nos ofendem; Suportar com paciência as fraquezas do próximo; Orar pelos vivos e defuntos.

Por esta prática abrem-se os olhos que são purificados da ideologia do julgamento que se faz do irmão e do julgamento que se faz de Deus, de como Ele age em relação ao pecador. Colocando-nos no patamar da igualdade e da humildade, e tomamos a consciência de que todos somos pecadores abraçados pelo Pai. O que o Pai faz para conosco devemos fazer pelos irmãos, dar-lhes a chance e o auxilio para se levantarem. Não julgueis e não sereis julgados (Mt 7,1). A compaixão no leva a entrar na vida do outro e a participar dos seus sofrimentos como Jesus faz “tomou sobre si nossa enfermidades, carregou nossos sofrimentos” (Is 53,4). Ao viver a misericórdia compreender-se-á melhor como é o Coração de Deus. Quanto mais se compreende, mais amará e confiará em Deus, porque, não é possível ver o que está pela frente ou conhecer o perigo que esta em cada esquina. A confiança do ser humano faz a Misericórdia Divina se manifestar, fazendo-se soberana da criatura que rompeu as cadeias do egoísmo, ela realizará dia após dia o seu projeto de amor envolvendo o coração do homem e protegendo-o. Para aquele que no final da vida não quiser encontrar um juiz, mas o Deus misericordioso deve percorrer o caminho traçado pela misericórdia que visa somente socorrer os irmãos necessitados.

Que durante a ida e na hora da morte possamos ouvir as palavras acolhedoras e amigáveis de Jesus dizendo: “Vinde Benditos de meu Pai, tomai posse do reino, que vos está preparado desde a criação do mundo, porque tive fome e me destes de comer…” (Mt 25,34 e 35). “E alcançaram a misericórdia, e a vida eterna”.

                       Celebrando os 10 anos das SDM                                  jesus-fala1

A Misericórdia Divina é abundante no Sacramento da Penitência e Reconciliação

Jesus, o Filho de Deus, veio ao mundo para revelar a profunda misericórdia do Pai. Sua missão era reconciliar a humanidade com Deus, que havia perdido sua Amizade, por causa do pecado cometido por Adão e Eva. No Evangelho narrado por São Lucas capitulo 5, versículos 17 a 20, Jesus manifesta o poder da sua misericórdia no perdão dado a um paralítico. Realiza com esse pecador a reconciliação dizendo: “Meu amigo, os teus pecados te são perdoados”, e depois o resgata levantando-o de sua condição miserável, restaura e vivifica-o tornando-o nova criatura, dizendo: “Levanta-te e anda”. O Senhor Jesus Cristo, médico de nossas almas e de nossos corpos que remiu os pecados do paralitico e restitui-lhe a saúde do corpo quis que sua Igreja continuasse sua obra de reconciliação e salvação. Por isso após sua Paixão e Ressurreição, Ele apareceu aos Apóstolos e deixou-lhes esta valiosa missão, a de perdoar em seu nome os pecados. No Evangelho de São João diz: “soprou sobre eles e disse: Recebei o Espírito Santo, aqueles a quem perdoardes os pecados ser-lhes-ão perdoados, aqueles aos quais retiverdes ser-lhes-ão retidos” (cap. 20, 22-23). Jesus instituiu assim o sacramento da Penitência e Reconciliação que oferece ao pecador uma nova possibilidade de conversão e de recobrar a graça de Deus. O cristão deve ter a consciência que o pecado causa danos em sua vida, na vida dos irmãos e na vida da Igreja. De forma lenta ele paralisa a alma, aprisiona o homem e impossibilita de viver em harmonia com Deus. O perdão incansável de Deus nos liberta e nos ajuda a progredir na vida do Espírito, recobra a saúde espiritual e renova a alma. O amor misericordioso de Deus transborda sua graça naquele que se aproxima com confiança do sacramento da penitência e confessa ao sacerdote todos os seus pecados. Por mais grave que seja o pecado, Deus não nega seu perdão, Ele rompe a distância que existe entre a alma e Ele, e se une novamente a sua criatura. Opera a ressurreição da alma que esta morta pelo pecado devolve-lhe a dignidade, reintegra-o na vida da igreja e o enriquece de bens espirituais oferecidos pelo corpo de Cristo. O Sacerdote é um instrumento da misericórdia de Deus, ele traz a mensagem da reconciliação, é preciso, portanto dar valor a este sacramento e ter o olhar de fé para ver que através dele age Jesus. Quando Jesus apareceu a Santa Faustina Kowaslka, disse para ela e para nós essas palavras animadoras: “O meu prazer é agir na alma humana, enche-la de minha misericórdia e justificá-la”. (Diário Santa Faustina) A graça, portanto, é abundante porque o presente mais belo é o perdão, o filho é unido novamente ao coração do Pai. O coração humano mergulha no coração misericordioso do Pai e se torna misericordioso como o Pai, capaz de transmitir o verdadeiro amor que transformará o mundo.

Preparação para Abertura dos 10 anos de Fundação das Servas da Divina Misericórdia

0_1d08ff_2dd789d7_orig

Ele nunca deixará de ser misericordioso para com a criatura em sua queda, pois a “Misericórdia constitui uma qualidade da essência divina”. (Arthur W.Pink

Ouvi no céu como uma grande voz de uma multidão, que dizia: Aleluia! Salvação, glória, honra e poder pertencem ao Senhor nosso Deus; porque verdadeiros e justos são os seus juízos. A misericórdia de Deus é o Apse de Sua bondade e benignidade do amor divino que é derramado aos decaídos para sarar as suas feridas, as suas chagas. Homem piedoso bendiga ao Senhor, Deus dos deuses louvai-o, glorificai-o, porque é eterna a sua misericórdia! (Daniel 3, 90)- Porque tanto os céus distam da terra quanto sua misericórdia é grande para os que o tem. (Sl 102,11).

Neste ano do “Jubileu Extraordinário da Misericórdia” juntas queremos elevar as nossas vozes para louvar, glorificar, bendizer e adorar o nosso Deus Misericordioso. Será de muita riqueza para nós, o nosso tema foi escolhido propicio para este tempo “Sede misericordiosos, como também Vosso Pai é Misericordioso” (Lc 6, 36) Para as SDM este tempo será um tempo de muita contrição, onde nos curvaremos e prostraremos diante da Realeza do nosso Altíssimo Senhor e Deus, onde elevaremos ao Senhor nossas preces de agradecimento por tudo o que durante estes dez anos foi se realizando de maneira muito agraciada. Vimos a riqueza do nosso Carisma, este que é as sete obras de misericórdia corporais e as sete obras de misericórdia espirituais, que estão enobrecidas com as palavras do Profeta Isaías quando disse: “O Espírito do Senhor Deus está sobre mim, porque o Senhor me ungiu; enviou-me para levar a boa-nova aos que sofrem, para curar os desesperados, para anunciar a libertação ao exilados, e a liberdade aos prisioneiros; para proclamar um ano de misericórdia do  Senhor”. “Um ano de misericórdia”: isto é o que o Senhor anuncia e que nós desejamos viver. “Quem pratica a misericórdia, faça-o com alegria” (Rm 12,8).  Queremos junto com o Papa Francisco, de forma mais concreta, neste tempo de oração, jejum e caridade, meditar as páginas do profeta Isaías. “O jejum que me agrada é este: libertar os que foram presos injustamente livrá-los do jugo que levam às costas, pôr em liberdade os oprimidos, quebrar toda a espécie de opressão, repartir o teu pão com os esfomeados, dar abrigo aos infelizes sem casa, atender e vestir os nus e não desprezar o teu irmão. Então, a tua luz surgirá como a aurora, e as tuas feridas não tardarão a cicatrizar-se. A tua justiça irá à tua frente, e a glória do Senhor atrás de ti. Então invocarás o Senhor e Ele te atenderá, pedirás auxilio e te dirá: “Aqui estou!” Se retirares da tua vida toda a opressão, o gesto ameaçador e o falar ofensivo, se repartires o teu pão com o faminto e matares a fome ao pobre, a tua luz brilhará na escuridão, e as tuas trevas tornar-se-ão como o meio dia.

O Senhor te guiará constantemente, saciará a tua alma no árido deserto, dará vigor aos teus ossos. Serás como um jardim bem regado, como uma fonte de águas inesgotáveis (Isaías 58,6-11).

Também iniciamos um tempo de graça, tempo este em que as SDM estarão regozijando com as maravilhas que o Senhor Deus tem realizado em nossas vidas. Este é e será o tempo de alegria pelas realizações que por graças de Deus que foram acontecendo. Obrigada Senhor Deus das Misericórdias!

15 anos do Projeto e Páscoa 026As Servas são jovens que se apaixonaram pela Misericórdia de nosso bom Deus em Seu Filho muito amado Jesus Cristo. Mergulhando nas águas mais profundas da misericórdia, fizeram uma opção no seguimento a Jesus Misericordioso, buscando nas máximas que Santa Faustina registrou em seu Diário o que de mais precioso Jesus disse e que veio de encontro com o Carisma das Servas, que é a Adoração Perpétua e as Sete Obras de misericórdia Corporais e as Sete Espirituais. É um Carisma abrangente, às necessidades dos sofredores. Nós estamos completando nove anos de existência. Teve inicio na cidade de Juquitiba aos oito de dezembro de dois mil e seis, passou por Francisco Morato e, neste ano, em Bragança Paulista, São Paulo, comemoramos 9 anos de fundação. A Pia União das Servas da Divina Misericórdia foi Consagrada a Imaculada Conceição, e tem como Patrono, São João Paulo II. A Mística das Servas está contida na Santíssima Eucaristia, ponto culminante da Misericórdia de Jesus Cristo. A nossa fonte de Espiritualidade centraliza na Vida, Paixão, Morte, Ressurreição e na Misericórdia de Nosso Senhor Jesus Cristo, e nos Escritos de São Julião Eymard.

Missão
“Deixai vir a Mim os pequeninos e não os impeçais, porque o Reino de Deus é daqueles que se lhes assemelham.” Mc 10,14
A nossa missão, vem de encontro com o mandato de Jesus Cristo, e estamos de olho no texto da Madre Tereza de Calcutá:
“Eu sinto que o maior destruidor da paz hoje é o aborto, porque é uma guerra contra a criança, um assassínio direto da criança inocente, assassínio pela própria Mãe. E se aceitamos que uma mãe pode matar até mesmo a sua própria criança, como podemos dizer para outras pessoas que não matem uns aos outros?
A maior calamidade para a humanidade não é a guerra ou o terremoto; É viver sem Deus. Quando Deus não existe, admite- se tudo. Se a lei permite o aborto e a eutanásia, não nos surpreende que se provoque a guerra. Temos medo da guerra nuclear, da AIDS, mas matar criança inocente não nos assusta. O aborto é pior do que a fome, pior do que a guerra. Um pais que aceita o aborto não está ensinando seus cidadãos a amar, mas a usar a violência para obterem o que querem. E por isso o maior destruidor do amor e da paz é o aborto. O mundo que Deus nos deu é mais do que suficiente, segundo os cientistas e pesquisadores, para todos; Existe riqueza mais que de sobra para todos. Só uma questão de reparti-la bem, sem egoísmo. O aborto pode ser combatido mediante a adoção. Quem não quiser crianças que vão nascer que as dê a mim. Não rejeitarei uma só delas. Ninguém tem o direito de matar um ser humano que vai nascer: nem o pai, nem a mãe, nem o médico. NINGUÉM. Nunca, jamais, em nenhum caso. Se todo o dinheiro que se gasta para matar fosse gasto para fazer que as pessoas vivessem, todos os seres humanos vivos e os que vêm ao mundo viveriam muito bem e muito felizes. Um país que permite o aborto é um país muito pobre, porque tem medo de uma criança, e o medo é sempre uma grande pobreza.
A missão das Servas da Divina Misericórdia por ser correspondente às Obras da Misericórdia corporais e espirituais se torna muito abrangente; isto é com o tempo e com as necessidades dos lugares aonde iremos.

Uma resposta para Quem somos

  1. Marcão e Assunta disse:

    Admiramos a coragem,a dedicação,o carinho,o amor a Jesus Misericordioso,tudo isto faz-nos muito felizes e emocionados,pois ,isto também nos fortalece,Obrigado por tudo,Amém. Marcão e Assunta.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s